Stihl anuncia investimento de R$ 518 milhões no Rio Grande do Sul

Empresa vai ampliar planta industrial de São Leopoldo

A indústria Stihl confirmou nesta quarta-feira investimento de R$ 518 milhões até 2014 na planta localizada em São Leopoldo, no Vale do Sinos. A nova unidade ampliará em 56% a produção de cilindros para motores de roçadeiras e motosserras – sendo 90% destinados à exportação – e deve gerar 645 empregos diretos.

O presidente mundial da Stihl, Bertran Kandziora, disse que a performance do grupo no Estado será fundamental para o sucesso da empresa, pois os cilindros produzidos irão equipar os motores de equipamentos produzidos em fábricas em países como Estados Unidos, China, Alemanha e Áustria. “A nova planta foi disputada pelas unidades de outros países. Optamos pelo Rio Grande do Sul pela infraestrutura existente, mão de obra qualificada e a disposição do Governo gaúcho em nos receber e criar as condições para que pudéssemos realizar o investimento”, observou Kandziora.

Como contrapartida ao investimento, o governo do Estado reduziu o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na compra de peças e componentes que forem feitas no Estado e nas operações realizadas no porto de Rio Grande, na zona Sul. Em 2011, a empresa – que está há 38 anos no Brasil – investiu R$ 78 milhões do aporte total de R$ 518 milhões e contratou 263 trabalhadores. Nesta quinta-feira, será inaugurada a nova linha de cromagem, no valor de R$ 25 milhões. Em março, ficará pronto o prédio de Logística, com custo de R$ 8 milhões. A planta de São Leopoldo conta com 1,9 mil empregados diretos e outros 450 indiretos.

No anúncio do investimento, feito na manhã desta quarta-feira no Palácio Piratini, o presidente da Stihl Brasil, Cláudio Guenther, solicitou ajuda do governo na formação de mão de obra. “Estamos recebendo equipamentos importados automatizados e de alta complexidade, e precisamos ter técnicos qualificados”, destacou Guenther. O governador Tarso Genro disse que vai acionar a rede de universidade e escolas técnicas da região para qualificar trabalhadores.

Correio do Povo



Categorias:Economia Estadual

Tags:,

1 resposta

  1. Essa, realmente, é uma boa notícia.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: