Torcedores do Inter pressionam construtora por assinatura de contrato

Colorados combinam mobilização com canetas e entram nos tópicos mais comentados no Twitter

Colorados combinam mobilização com canetas e entram nos tópicos mais comentados no Twitter Crédito: Reprodução / CP

Os torcedores do Inter decidiram usar o Twitter para pressionar a construtora Andrade Gutierrez e o Inter a assinarem o contrato para a retomada da reforma do estádio Beira-Rio. Por meio da rede social, milhares utilizaram a hashtag #assinaAG em seus tuítes e levaram o termo aos assuntos mais comentados no Brasil no fim da tarde desta segunda-feira.

O objetivo é divulgar uma manifestação para a próxima quinta-feira, quando o Inter encara o Juan Aurich, às 20h, pela Libertadores. O grupo marcou encontro em um bar nas proximidades do Beira-Rio duas horas antes do começo da partida. A ideia é que todos levem uma caneta.

Mesmo com a forte manifestação dos torcedores no Twitter, nem Andrade Gutierrez nem o Inter se manifestaram oficialmente sobre o assunto até o início da noite.

Após um mês e meio do fim da “novela minuta”, nada de assinatura

As obras no estádio Beira-Rio estão paradas desde o primeiro semestre do ano passado, quando o clube decidiu parar de bancar a reforma com o próprio dinheiro e aprovou a proposta de parceria com uma empresa. A Andrade Gutierrez foi a vencedora da licitação, ainda no primeiro semestre.

A partir de então, os departamentos jurídicos de ambas as partes começaram a elaboração da minuta do contrato, que só foi aprovada no Conselho Deliberativo do Inter em dezembro. Nesse meio tempo, dirigentes prometeram retomar as obras em diversos prazos. Nenhum foi cumprido. O clube tenta conciliar a agenda da presidente Dilma Rousseff para assinar.

Correio do Povo

__________________________________

Acordaram agora gurizada ?  Pode ser tarde !!!!!



Categorias:COPA 2014, Gigante para Sempre (Beira Rio)

Tags:

6 respostas

  1. `
    É piada, tudo por aqui tem que ser abaixo de sacrificio, nenhum projeto por mais simples que seja flui bem e rapidamente, estamos ja perto da copa e não vejo nenhuma obra na cidade, os prazos são sempre esticados ao maximo, nos ultimos meses se falava que as obras do cais e das brt começariam em março, agora ja não é mais.. vai chegar a hora e vão simplificar tudo, fazer uma porção de puxadinhos e um punhado de tinta cal por cima, encher as ruas de remendos e dizer que tudo esta pronto. A grana toda deve vir mas sei la aonde vai parar. O importante é adiar ao maximo pra deixar a cidade com cara de que esta em reforma perto das eleiçoes, isto da voto… e pra nao precisar investir nada em conservaçao das obras ja feitas. Tipico do nosso RS. O estadio ja mudou o projeto, de arrojado virou uma reforminha sem graça, daqui a pouco nem isso.

    Curtir

  2. Que desespero!

    A empreitera já avisou que assinará esse contrato quanto fechar todo o grupo de investidores que financiarão essa reforma e depois administrarão o estádio, porque ela só quer reformar o Beira-rio e cair fora dessa bomba.

    Curtir

    • Não se fecha um negócio sem, no mínimo, ter garantias financeiras que vai poder realizá-lo, porque se só vai tentar conseguir depois e não consegue, como é que fica? Ainda mais obras de grande porte que afetam grandes comunidades. Como é que eles são obrigados a dar garantias prévias nas licitações públicas? E pelo que sei a AG não faria a obra e cairia fora porque o pagamento seria através de concessão de exploração comercial de longo prazo.

      Curtir

  3. Ta realmente muito estranho tudo isso, a AG não se manifesta, não da satisfações para ninguém, teoricamente esta tudo pronto. Se as pessoas, o governo e o próprio Inter estão cobrando satisfações da construtora.

    A ultima novela que inventaram agora é que ja possuem 95% dos invstidores e agora só faltam os outros 5%. Quer dizer então que não da pra começar uma obra com 95% do dinheiro em caixa?

    Enfim, toda essa postura da AG é muito suspeita, como foi dito ontem no JA, ja estão falando que eles se arrependeram do negócio.

    Ja li também algumas teorias da conspiração de que a AG teria um acordo com a OAS pela concessão de outras obras para atrasar as reformas do Beira-Rio. Meio paranóico isso tudo, mas como as coisas acontecem por essas bandas, não duvido de mais nada.

    Curtir

    • Acontece que, desde sempre, a AG deixou claro que só assumiria essa reforma depois de arrumar investidores dispostos a financiar as obras e administrar o estádio depois. Aliás, lembrem que ela só aceitou remeter a minuta do contrato depois de muita pressão de políticos colorados. Ao que parece, as condições do projeto já não o tornavam tão atrativo financeiramente como no início.

      Curtir

      • Parece que existe também uma questão burocrática (tipo de contrato) essa necessidade de fechar o grupo de investidores antes de assinar o contrato de reforma do Beira-rio. Pelo que eu ouvi o presidente do Inter falando, a AG quer as empresas parceiras que administrarão o estádios depois de reformado assinem o contrato desde de já, para não haver a necessidade de uma transferência de direitos depois.

        Curtir

%d blogueiros gostam disto: