Acordo prevê abertura de bares até as 3h na Cidade Baixa

Representantes de bairro boêmio de Porto Alegre discutirão tema na quarta

Bairro boêmio de Porto Alegre discutirá o tema nesta quarta-feira Crédito: Divulgação / CP

Descaracterizado desde 2011 devido ao fechamento de dezenas de bares, o bairro Cidade Baixa, considerado o mais boêmio de Porto Alegre, pode receber nos próximos dias a chance para parte dos estabelecimentos ficarem abertos até mais tarde. Segundo a Secretaria Municipal da Indústria e do Comércio (Smic), moradores e donos dos estabelecimentos tecem um possível acordo para estender o funcionamento até as 3h em “zonas turísticas” durante finais de semana e vésperas de feriados. O assunto vai ser discutido nesta quarta-feira, durante uma reunião do Grupo de Trabalho criado pela prefeitura para buscar um entendimento entre autoridades e as partes envolvidas.

A ideia é conceber um dispositivo na chamada Lei do Silêncio, que, através de exigências, permita, em algumas regiões, a abertura além da meia-noite. Para a Smic, a flexibilização só deve atingir bares com música ambiente ou sem música, sem beneficiar danceterias. “Acredito que esse acordo irá sair do papel sim. Mas é preciso respeitar a dinâmica e o tempo do grupo de trabalho. Mas a Smic terá restrições firmes para esta flexibilização”, afirmou o titular da pasta, Valter Nagelstein.

De acordo com o acordo prévio, locais externos em bares, como deques, não poderão ficar abertos até as 3h. As regiões e os números de zonas turísticas ainda não foram definidos. Nagelstein estima que o prefeito José Fortunati bata o martelo sobre o assunto em até 45 dias.

Correio do Povo



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , ,

16 respostas

  1. Onde fica esse bar da foto :??? não é a cidade baixa!!!!!

    Curtir

  2. A solução seria voltar para o Bomfim, mas como a sociedade judaica é muito forte(vide o diretor da SMIC), eles não concordarão com isso. Pobre Cidade Baixa, cheira a urina de bebuns.

    Curtir

  3. Ai o cara ve como funcionam as coisas aqui….

    Eles preferem mudar a historia do que resolver as coisas de forma correta.

    A Cidade Baixa sempre foi assim, os moradores foram pra la por que quiseram, era o unico lugar que tinha pra levar o pessoal de fora pra apresentar, agora não temos mais… quer dizer, logo logo vão acabar com a padre chagas tambem… haha…

    Estamos voltando aos postos, ao menos ainda é divertido, igual a cidades do interior (tem gente ai que vai melar as cuecas com essa frase, sonham que Poa é uma cidadezinha….)…
    A bagunça vai se espalhar… ashuasuuassu

    Curtir

    • Qual era a maneira correta de resolver as coisas? Liberar tudo?

      Curtir

      • Por que não mandar eles colocarem um isolamento acustico?

        Se não colocou, proibe de ficar aberto depois da meia noite…

        Mas não, vivemos em Porto Alegre, a cidade do atraso, logo logo vamos ser obrigados a ir a igreja aos domingos, e quem não for, vai ser queimado no sol de domingo ao meio dia, por que ser queimado no fogo com lenha não pode, por que polui né, nossos ecologistas não deixam.

        haha

        Triste, nossa cidade é uma cidade de velhos… tomara que se exploda comigo bem longe, por que ja é um saco isso aqui, daqui uns anos vai ser bem pior.

        Curtir

      • Guilherme, casas com isolamento acústico já tinham horário diferenciado, mas ninguém quer investir nisso.

        Não vou nem responder a parte de “cidade de velhos”, argumento de adolescente.

        Curtir

  4. Não concordo com as políticas fa Smic, em especial do seu secretário. É um retrocesso.
    Brasil não é Europa, e o conceito de civilização já caiu em desuso no sentido do comentário acima desde meados do séc. XX. Vivemos outro momento histórico, Porto Alegre tem que ser Porto Alegre e não Austrália.
    saudades da boemia da velha Ilhota.

    Curtir

    • qual seria o momento histórico? de desordem e bagunça?

      Curtir

    • Sim, POA não deve copiar leis de um lugar que pune fortemente quem dirige alcoolizado, somos melhores que isso. Aqui legal é atropelar ciclistas.

      Sarcasmo a parte, que sentido de civilização caiu em desuso? Vida em sociedade precisa ter certos limites em qualquer momento histórico.

      Curtir

  5. Finalmente estão pondo um mínimo de organização na cidade. E fazendo o que devia ter sido feito desde o início na Cidade Baixa, discutir a lei em vez de insistir em continuar infringindo ela.

    Concordo que o termo zona turística é estranho, poderia ser criado um novo tipo de zona.

    Curtir

  6. Ao definir como “zona turística” estão dando a entender que só fazem isso por causa dos turistas e não por causa da população.
    Lamentável.

    Depois dessa ainda foi aprovada a lei que restringe o uso do Largo Glênio Peres. Será que dá para pedir impeachment de secretário?

    Curtir

    • Espero que não, pois em países civilizados é assim mesmo. Estive na Austrália recentemente, e lá inclusive não é em qualquer lugar que podes vender bebida alcóolica. Em zonas residenciais simplesmente é proibido.

      Curtir

  7. Palha
    =//

    Ainda bem que nem vou mais pra cidade baixa…
    Só espero que caprichem no novo bairro boêmio de Porto Alegre…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: