Tarso admite possibilidade de a Copa não ser no Beira-Rio

Em entrevista  ao Programa Gaúcha Atualidade, o governador Tarso Genro levantou publicamente, pela primeira vez, a possibilidade da Copa ser realizada na Arena, o que sempre havia sido rechaçado pelo ministro Aldo Rebelo.

— Se será no Beira-Rio ou não, já tenho minhas dúvidas. Mas faremos um esforço para que seja no Beira-Rio. Há necessidade de que todos façamos um esforço para que seja aqui em qualquer hipótese

A matéria completa, como a entrevista, poderá ser conferida no link abaixo:

http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/esportes/copa-2014/noticia/2012/02/se-sera-no-beira-rio-ou-nao-ja-tenho-minhas-duvidas-afirma-tarso-sobre-a-copa-no-estado-3677244.html

___________

Já é mais do que hora da Arena passar a ser o plano A, antes que percamos a Copa!



Categorias:Capital da Resistência, COPA 2014, Grêmio e Inter, Outros assuntos

11 respostas

  1. Aqui está a matéria na íntegra.

    Financiamento polêmico27/02/2012 | 08h52

    “Se será no Beira-Rio ou não, já tenho minhas dúvidas”, afirma Tarso sobre a Copa no Estado.

    Em entrevista ao programa Gaúcha Atualidade, o governador defendeu a postura do Banrisul no impasse sobre as obras no estádio. “Se será no Beira-Rio ou não, já tenho minhas dúvidas”, afirma Tarso sobre a Copa no Estado..

    Com obras no estádio paradas, construtora culpa o Banrisul pelo atraso.

    Em meio ao impasse sobre o financiamento das obras de reforma do Beira-Rio visando à Copa de 2014, o governador Tarso Genro afirmou nesta segunda-feira que lutará para que Porto Alegre receba jogos do Mundial, mas não tem certeza de que as partidas serão disputadas no estádio do Inter.

    — Se será no Beira-Rio ou não, já tenho minhas dúvidas. Mas faremos um esforço para que seja no Beira-Rio. Há necessidade de que todos façamos um esforço para que seja aqui em qualquer hipótese — afirmou o governador em entrevista ao programa Gaúcha Atualidade, sem descartar que a Arena do Grêmio seja apresentada como alternativa.

    Leia mais:

    Inter sabia da nota da Andrade Gutierrez que culpa Banrisul pelo atraso nas obras
    Economistas e consultores do sistema financeiro dão razão ao Banrisul, AG manifesta e culpa o Banrisul pelo atraso nas obras do Beira-Rio

    Sobre a polêmica envolvendo a construtora Andrade Gutierrez (AG) e o Banrisul, Tarso defende a postura do presidente do banco, Túlio Zamin, que exige da empreiteira garantias sólidas antes de avalizar pedido de empréstimo de R$ 200 milhões junto ao BNDES. Segundo o governador, o Banrisul, que precisa seguir normas de boa gestão e regras do Banco Central, não pode agir além das suas limitações, sob pena de responsabilização.

    Tarso, que afirma ter falado por telefone com a direção da AG pelo menos três vezes, reprova a nota divulgada no sábado pela empreiteira, com declarações que culpam o Banrisul pelo atraso nas obras.

    — Não é adequado o comportamento. Colocar no centro da decisão um banco público é uma forma equivocada de ação empresarial, não é correto — disse o governador, que salientou que o Piratini acompanha passo a passo o processo e fará o possível para resolver o impasse.

    ENTENDA O CASO

    Qual o impasse atual para o início das obras do Beira-Rio?

    Na sexta-feira, a construtora Andrade Gutierrez emitiu nota informando da dificuldade de conseguir com o Banrisul o aval com o qual obteria no BNDES o empréstimo de R$ 300 milhões destinados à reforma do Beira-Rio.

    Por que o Banrisul rejeita a proposta da AG? Porque o banco considera insuficientes as garantias apresentadas pela construtora, cuja proposta financeira inclui parceiros privados.

    Por que a Andrade Gutierrez recorre a parceiros privados? A AG procura parceiros como forma de reduzir o montante do empréstimo a ser tomado no BNDES e pagar menos juros.

    Por que a Andrade Gutierrez? A Fifa e o Comitê Organizador Local da Copa (COL) exigiram garantias financeiras para manter o Beira-Rio como estádio da Copa. O Inter, porém, não conseguiu as garantias com bancos. O clube, então, decidiu por parceria com uma grande construtora, de fácil acesso a linhas de financiamento no BNDES.

    Outras construtoras se apresentaram, mas prevaleceu a proposta da Andrade Gutierrez.

    Qual o prazo final da FIFA para a finalização dos estádios da Copa?

    Dezembro de 2013. Ou seja, restam 22 meses.

    Qual o valor do contrato?

    A última avaliação é de R$ 330 milhões.

    O que a AG ganharia?Além do nome do Beira-Rio, a AG terá 121 suítes, 5 mil cadeiras, VIPs, 5 mil m2 .

    ZERO HORA E RÁDIO GAÚCHA

    Meu parecer é o seguinte:

    Desde o início quando as normas da FIFA foram à público e o SC Internacional ficou ciente que teria que ceder parte de seu patrimônio, seu conselho deliberativo deve ter “torcido o nariz” e aí achavam que poderiam bancar a reforma sozinhos.

    Foram alertados como fora enfatizado, teriam que ter garantias financeiras e parcerias,
    aí não concordaram, mas não pronunciaram-se publicamete como o estão fazendo até agora, e fizeramm de conta que fariam a refroma. Refutaram outras construtoras e depois de muito tempo foram escolher logo escolher uma construtra que desde há muito é conhecida pela imprensa como de caráter duvidoso e até envolvida em questões legais.

    Fingiram começar a obra na demolição de parte das aquibancadas, mas a obra parou por ali e faz muito tempo, aí começou o jogo empurra com a barriga!

    Só não esperavam que a opiniao pública, imprensa e o clube do-irmão e que a própria parceira no caso da AG fizessem a pressão que estão fazendo.

    Os primeiros no descaso, pela procrastinação e o silêncio absluto do clube e a última em pressionar o Banrisul, fato este que fez-los perder este agente financeiro.

    Agora o governador fala fala, mas não define nada, como colorado após o que seu clube está aprontando, nesta entrevista, passa as mãos na cabeça do filho rebelde e não diz abertamente que vai apresentar ao governo federal a Arena como estádio viável, por estar com suas obraas com 50% já realizadas, e que como todos sabem, reformar um estádio, uma casa etc. o trabalho é dobrado, uma construção é muito mais rápida e assim o estádio estará mais que pronta em 2014, mas ele não é gremista, ainda está em cima do muro!

    Pensei que ele estaria descartando o Bera-Lago, mas quando li a reportagem na íntegral, não, a prioridade continua sendo o estádio do clube dele.

    Assim está explicado porque o Min. Aldo Rebelo falou que a Arena só poderia ser um campo para treinos num blog deletado por justa causa, muitos estavam extrapolando, e de forma equiovada mencionei a origem do referido ministro sem demérito aos naturais da região dele, foi um lapso, porém o quadro toma forma finalmente, estamos sob risco real de deixarmos de sermos sede da Copa do mundo de 2014! Por quê?

    Por que deixarão a indicação da Arena para a FIFA num tempo meio tarde e, talvez ela não aceite, assim , os políticos colorados terão uma desculpa esfarrapada, indicamos a Arena e foi a FIFA que não aceitou!

    Assim Porto Alegre e o Rio Grande do Sul para a alegria dos acima de nosso estado rirão da nossa cara, o Paraná, as regiões, sudeste, centro-oeste, nordeste, norte, todos farão uma festa de gozarão pros gaúchos com várias piadas novas sobre nós.

    Por causa do governador colorado que ficou em cima do muro, ah! coisa de político mesmo! Seus parceiros políticos vermelhos também! Clubismo acima do estado que governam.

    Prestem bem a atenção, sou apolítico, não voto nem aqui onde moro, político nenhum merece meu voto, mas em 2014 após tres meses desta festa, e se ficarem fora dela, será que reelegerão este governador e darão votos para os políticos vermelhos parceiros dele aí no Rio Grande do Sul?

    Moro Santa Catarina, mas quem for gaúcho quer seja colorado centrado, gremista, são joséfense, cruzeirista, cerâmista, ulbraense, grená, juventudino, pelotense, bageense, passo-findense, enfim de todos os municípios gaúchos, que serão motivos de gozação, piadas de todos os outros estados, todos nós somos GAÚCHOS, com muita honra, o que o clube vermelho da capital até agora, não sei qual defecho desta história, mas até este dia parece não ter e nao querer honrar o estado e nosso povo!

    Este governador daí, perdeu a de reeleger-se por anrtecipação por clubismo, era dar uma entrevista e proferir publicamente, iria à Brasília perante a presidente, para ela
    comunicar à FIFA em tempo hábil riscar o nome do Beira-Lago e colocar a Arena e deu, assunto encerrado! Que cara burro! Tudo por clubismo, só aí mesmo!

    Curtir

  2. Provavelmente a coisa correria melhor, pela existência de todo um planejamento anterior independente da Copa.

    Duvido que com todos canais de financiamento e poder político que ser SEDE DA COPA desse à Arena, a OAS não tentaria fazer o mesmo que a AG está fazendo. Do jeito que as coisas são feitas, é meramente SENSATO pra empreiteira ficar enrolando, atrasar e superfaturar, se a OAS terminasse a obra no prazo e nos moldes do contrato que fez com o Grêmio, estaria rasgando dinheiro.

    Curtir

    • A OAS tem obrigação CONTRATUAL em terminar a Arena no prazo, caso o contrário pagará multa.

      Veja bem, o galinha dos ovos de ouro da OAS são os investimentos no entorno da Arena, bem como a região do Olímpico. Não vejo porque iria se sujeitar a manchar uma parceria que está muito bem encaminhada com o Grêmio.

      O caso da AG é bem diferente, pois a mesma embarcou na canoa furada de um negócio altamente deficitário, pensando em contar com a conivência do Banrisul.

      Resultado: já havia se indisposto com o colorados, agora arranjou briga com todo o RS.

      Curtir

  3. Pelo contrário, se a Arena tivesse sido escolhida há um bom tempo atrás, os recursos públicos de mobilidade urbana poderiam ser carreados, em parte, para a região do Humaitá, desenvolvendo rapidamente essa região da cidade e acabando com seus gargalos estruturais.

    Além disso, todos esses problemas do projeto de reforma do Beira-rio, como falta de seguro de obra, contrato com empreitera, financstiamento junto ao BNDES, etc na Arena não existem ou foram definidos a bastante tempo, já que o contrato foi assinado no final de 2009. Aliás, com as isenções de impostos federais, coisa que a Arena não conta atualmente, as condições do estádio poderiam ser aprimoradas e seu tamanho aumentado, por exemplo, para participar de fases mais importantes da copa, que exigem um público mínimo de 60 mil expectadores, além, é claro, de terem garantido a participação na Copa das Confederações.

    Curtir

  4. É o que eu digo sempre: se nossos políticos tivessem usado 10% do esforço gasto até agora para apoiar a reforma do beira-rio na troca do estádio sede de Poa para a Arena, esse problema já estaria resolvido há muito tempo (inclusive não teríamos perdido a Copa das Confederações) e poderíamos pensar no que realmente interessa: obras de infraestrutura pública para a cidade, que estão mais atrasadas ainda.

    Curtir

    • Eu arrisco dizer que se tivessem decidido fazer a Copa na Arena, ela estaria passando por vários problemas também.

      É justamente por não ter nada a ver com a Copa, suas licitações, pressão do governo, da Fifa, de patrocinadores, financiamentos bilionários que a Arena tá sendo construída de forma eficiente. Ao contrário das construtoras dos estádios pra Copa que quano mais enrolam mais desesperam e deixam todos em suas mãos, na Arena se a OAS se enrolar ela vai precisar pagar uma grande pro Grêmio pra cada dia de atraso.

      Ainda bem que o Grêmio escapou dessa!

      Mas agora que tá perto de ficar pronta, bem que podia mudar a sede. hehe

      Curtir

  5. Ja’ perderam a Ford, que foi uma perda que nao sera’ recuperada nos proximos 100 anos, e agora vao perder a Copa, que tambem nao podera’ ser recuperada nos proximos 100 anos. E vagabundo vai la’ depois de 4 anos e vota no PT de novo…

    Curtir

    • Mas o problema da reforma do Beira Rio não é um problema partidário. Na verdade, qualquer governador, prefeito e organização política do Brasil está um pouco impotente diante da organização da Copa de 2014. E, cá entre nós, eu até acho isso bom. Um evento desses tem que respeitar critérios estritamente técnicos. Se os homens da política tivessem alguma voz ativa, a organização brasileira pelo evento estaria MUITO pior.

      O que cabe aos políticos é agir por reforma de aeroporto, duplicação de vias, construção de BRT: tudo o que é adjacente ao evento e legado social do mesmo.

      Curtir

  6. “Mas faremos um esforço para que seja no Beira-Rio.”

    Capaaaz?!?! Nossa pensei que eles não tinham vontade nenhuma de que fosse no beira-rio….

    Só cuidem por que se fizerem mais esforço, vão acabar se borrando…

    Curtir

  7. Andei percebendo que o blog parou um pouco de divulgar notícias de reformas e revitalizações no Centro Histórico. Não há mais nenhuma obra ou limpeza acontecendo por lá? Como andam as coisas no Edifício Imperial, que está coberto há tempo? E nas praças XV e da Alfândega? Revitalização da Rua da Praia?
    Acredito que esses projetos interessam muito a população portoalegrense. Vamos pressionar o poder público!

    Curtir

    • Bernardo, estamos sempre de olho em novidades. Se não postamos nada, é porque realmente não está acontecendo nada de novo. Pode deixar que assim que acontecer algo, com certeza estará aqui no Blog. Fique a vontade pra indicar ou sugerir matérias. Obrigado e abraço.

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: