Porto Alegre precisará de novo aeroporto em dez anos

Infraero prevê saturação da capacidade do Salgado Filho

A capacidade atual do terminal é de 12 milhões de passageiros por ano Crédito: PEDRO REVILLION

Porto Alegre está entre as cidades que, segundo o presidente da Infraero, Antonio Gustavo Matos do Vale, deverão contar com novos aeroportos ou novas pistas nos já existentes nos próximos dez anos. A afirmação foi feita, ontem, após audiência pública da Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado. Ele citou ainda, entre as capitais com necessidade de novas estruturas, Recife (PE), Salvador (BA), Belo Horizonte (MG) e São Paulo (SP).

Vale informou que ainda durante este semestre o governo vai decidir o que fazer com o Aeroporto Internacional Salgado Filho. De acordo com ele, o Exército deve concluir neste mês um estudo de viabilidade sobre a ampliação da pista, levando em conta questões como obstáculos nas redondezas e custo de desapropriações. Além das dificuldades climáticas, o problema, segundo ele, é que o Aeroporto não comporta aviões de carga. O Salgado Filho conta com capacidade de operação de 12 milhões de passageiros por ano, embora passem por lá apenas 7,8 milhões de passageiros. Com a nova pista, se esta for a decisão, a capacidade subirá para 17,8 milhões.

Vale defendeu para o Aeroporto um modelo de concessão que misture o projeto do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante (RN), o primeiro a ser repassado à iniciativa privada, e as três concessões realizadas no mês passado pelo governo (Guarulhos, Campinas e Brasília). Mas o ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt, limitou-se a dizer que o governo estuda quais serão os aeroportos que poderão ser privatizados futuramente. Ele disse apenas que os recursos que a União vai receber das três concessões deste ano, cerca de R$ 1 bilhão, serão utilizados para melhorar a aviação regional do país.

Pouso e decolagem em fase de projeto

A Infraero informou ainda, por meio de nota, que está aguardando a entrega complementar dos projetos de ampliação da pista de pouso e decolagem. Segundo o órgão, foram feitas entregas parciais, mas faltam os memoriais descritivos e as especificações técnicas, informações essenciais para a elaboração do edital de licitação da obra. Quanto à ampliação do Terminal de Passageiros 1, a empresa contratada já executou os levantamentos cadastrais e geotécnicos.

Ampliação da pista está garantida

A Infraero no RS afirma ainda não ter recebido o projeto de ampliação da pista do Aeroporto Salgado Filho. O Exército informa apenas que o projeto foi entregue, sem precisar a data. Apesar disso, a Infraero diz que a situação da obra de ampliação da pista e do sistema de apoio à navegação aérea estão de acordo com o cronograma. O sistema antineblina deve entrar em operação em dezembro de 2012. Já os projetos e o orçamento das obras na pista estão em fase de finalização.

Correio do Povo

_____________________________________

Obs.: Prefiro desconsiderar totalmente esta informação de que acapacidade do Aeroporto Salgado Filho seja de 12 milhões de passageiros por ano.

Este dado foi imposto através de “decreto”, canetaço. Todos sabem que a capacidade do Terminal 1 é de 4 milhões de passageiros, a capacidade do Terminal 2 é de 1,5 milhão e a capacidade do MOP, recentemente inaugurado, é de 1,5 milhão de passageiros. Portanto, a capacidade do Aeroporto é a soma destes 3 números:  7 milhões de passageiros por ano.

12 milhões é um número falso. Portanto, ele já está saturado, pois a quantidade de passageiros de 2012 chegou perto de 8 milhões de passageiros.



Categorias:Aeroporto Internacional Salgado Filho

Tags:, , , ,

14 respostas

  1. Se abrir a Base Aérea de Canoas, a Azul já é candidata natural. É claro que o Salgado Filho tem capacidade para 15 milhões/pax/ano. Na Europa tem com este movimento. Reforçar Caxias da Sul, é uma boa, pois é uma vergonha para Campo dos Bugres e para Serra. Pelo desenho do Fmobus, o que tem de espaço em volta….

    Curtir

  2. Por falar no nosso aeroporto, como anda o TPS2 do Salgdo Filho ?Ultimamente só tenho viajado de/para POA via GOL e TAM e por isso só tenho utilizado o TPS1.

    Já inauguraram a tal “loja de frozen yogurt”, objeto daquele absurdamente fútil edital licitatório que tinha uma inversão total de prioridades, sendo “podre de chique”, conforme pretendiam. Acho que o cara que elaborou aquele edital, ignorando a ausência de serviços básicos importantes no TPS2 e contemplando uma futilmente caríssima frozen yogurteria (que está longe de ser uma unanimidade e, além de ter um gosto levemente azedo, possui ainda um preço salgadíssimo até mesmo fora de um aeroporto, onde os preço já são pra lá de absurdamente salgados)? Acho que só o cara que decidiu que brindaria a licitação do TPS2 com uma “frozen yogurt” e aquelas fúteis “mulheres ricas” da Band apreciaram a idéia estapafúrdia.

    Curtir

  3. “O Salgado Filho conta com capacidade de operação de 12 milhões de passageiros por ano, embora passem por lá apenas 7,8 milhões de passageiros.”

    Que cara de pau!

    Curtir

  4. Há um tempo atrás a maioria desse blog achava loucura o projeto do novo aeroporto… é mais do que necessário… é urgente!

    Curtir

    • Eu continuo achando loucura pensar num novo aeroporto, quando não se consegue ampliar a pista e o Terminal do atual, por falta de recursos públicos e ineficiência estatal.

      Se um investidor quiser levar adiante esse empreendimento, boa sorte.

      Curtir

    • Quando se tem uma pista prontinha a 5 quilômetros de distância, faltando só um terminal de passageiros, querer construir todo um aeroporto novo a mais de 30 quilômetros é loucura.

      Curtir

  5. Gilberto, será que 12 milhões não se refere à capacidade da pista? Esse número faria mais sentido. Se bem que não vejo como a pista ampliada poderia atingir 17 milhões, pois o limite por pista na grande maioria dos aeroportos é 15 milhões por pista – deve ser a matemática da infraero.

    De qualquer forma, a solução pro esgotamento aeroportuário em Porto Alegre eu já dei: usar a maravilhosa pista da Base Aérea de Canoas.

    Curtir

    • Até pode ser Felipe que seja isso, mas na verdade uma coisa é atrelada a outra. Não adianta ter 2 pistas maravilhosas e um terminal pra 7 milhões de passageiros. A capacidade do aeroporto vai ser nivelada pelos terminais, também.

      Curtir

    • não há infra-estrutura pra usar a base de canoas.
      Quem vai querer chegar até o aeroporto de manhã cedo/final da tarde usando a 116?

      Curtir

      • Johnnie

        Existe uma ampla área sem ocupação entre a Base Aérea de Canoas e a Free-Way. A minha visão seria construir um terminal de passageiros ao Sul da atual pista da base, mantendo toda área ao Norte para o uso militar. O acesso ao terminal seria feito a partir da Free-Way, com uma via que poderia muito bem prosseguir até o aeroporto Salgado Filho. Um rascunho tosco da minha ideia:

        Curtir

      • …e a outro proposta é Nova Santa Rita, daí sim quero ver pegar a 116 e a Tabaí-Canoas kkk.

        Curtir

  6. Achei bonitinho acharem que só precisará de uma intervenção séria daqui há 10 anos

    Curtir

    • que bomeles falam do aeroporto mais esquecem que la tem 42 familias do aeroporto de inquilinos a serem removidos sao seres humanos nao sao bichoss.

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: