Governador Tarso Genro fará o lançamento simbólico das obras da Sala Sinfônica da Ospa neste domingo

Nova sala sinfônica da OSPA. Crédito: Divulgação / Ospa

O início das obras da Sala Sinfônica da Ospa começa a se tornar realidade a partir deste domingo (11/3). O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro fará o lançamento simbólico da construção durante o Concerto de Abertura da Temporada 2012 da Ospa, às 18h, no Parque Harmonia, local onde será construída a Sala.

Ao lado do secretário de Estado da Cultura, Assis Brasil; do Presidente da Ospa, Dr. Ivo Nesralla; do Presidente da Fundação Cultural Pablo Komlós, Professor Luiz Osvaldo Leite, e de outras autoridades, Tarso Genro irá apertar o botão de uma máquina da Serki Fundações – empresa vencedora da licitação das obras de fundações – simbolizando o início das obras.

Com entrada franca, o Concerto de Abertura da Ospa terá duas obras de um dos maiores compositores do Romantismo russo, P. I. Tchaikovski: Capricho Italiano Op. 45 e Abertura de 1812, esta com a participação da Banda do III Batalhão de Polícia do Exército. Ainda haverá árias de ópera, com a participação do barítono Carlos Rodriguez e do tenor Juremir Vieira. A regência será do diretor artístico da Ospa, maestro Tiago Flores.

Sala Sinfônica

Por meio da Fundação Cultural Pablo Komlós, a Sala Sinfônica já conta com o apoio de empresas patrocinadoras, como Banrisul, Lojas Renner, SulGás, Souza Cruz, Randon, Celulose Irani e Habitasul, e os apoiadores STIHL, Marcopolo e Pactum – através de Leis de Incentivo a Cultura, junto ao Ministério da Cultura e Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

Além destas, há um comprometimento cada vez maior do empresariado, que vem aumentando, principalmente após o anúncio da nota de empenho da verba de R$ 20 milhões pelo Ministério da Cultura. A assinatura deste convênio, espera-se, deverá ocorrer nos próximos dias. Além disso, o Governo do Estado também empenhou uma contrapartida de R$ 5 milhões.

Após as licitações para as obras de fundações, realizadas em dezembro de 2011, a empresa vencedora Serki já começou a trabalhar no terreno, montado o canteiro de obras. Nesta fase, é feito um novo estudo do solo para ver o tipo existente e profundidade da estaca, limpeza do terreno, topografia, instalação de luz e água, montagem das máquinas.

Fonte: OSPA

 

____________________________

Segundo alguns leitores do Blog, o projeto da Sala Sinfônica da OSPA é igual (ou pelo menos muito parecido) com este outro chamado Muziekgebouw, na Holanda.

Veja o site: http://www.pedrokok.com.br/2010/04/muziekgebouw-aan-t-ij-amsterdam-holanda/

E uma foto:

Foto: Pedro Kok - Fotografia de arquitetura

 



Categorias:Grandes Projetos, Teatro da OSPA

Tags:, ,

17 respostas

  1. Não concordo com a Bianca, a única semelhança é o cubo projetado, símbolo de modismos da época em que ambos foram projetados, de resto tudo diferente.

    Curtir

  2. O destaque é a cor vermelha. Algo a ver com o PT?

    Curtir

  3. Não entendo nada de arquitetura, mas está meio longe de ser parecido com a sala holandesa. De qualquer forma, a sala sinfônica gaúcha poderia ser mesmo construída na orla do rio. Seria um destaque para a orquestra.

    Curtir

  4. O balanco e parecido. Vou parar de projetar balancos entao, pois serao copias.
    Tenha a bondade.

    Curtir

  5. A diferenca e’ que este da Holanda esta NA ORLA, enquanto o nosso estara escondido atras de um dique e de um mato de arvores sem nenhum paisagismo.

    Curtir

    • Exatamente Gerson. Deveriam ter pensado em construir no Cais ou noutro ponto da Orla. Seria uma forma de valorizar a orla, além dos banquinhos e jardins que vai ter. Mas é aquela mesma situação de sempre. A gente pensa o melhor. Os outros não.

      Curtir

    • Pior que isso Gilberto, daqui a pouco vem alguns leitores do blog dizendo que não pode ser na orla por que nosso lago não é de glaciação, blah blah….

      Curtir

  6. A diferenca e’ que este da Hollanda JA ESTA CONSTRUIDO, e o de POA e’ um projeto que levara’ 10-15 anos para comecar!

    Curtir

    • Deixa de exagero Phil. O dinheiro já ta quase todo liberado. Já tem 25 milhões disponíveis pra obra. Isso aí é coisa pra 2 anos. Será uma das poucas atrações qualificadas da cidade pra Copa 2014. Deixa de ser negativo. Será que as coisas não podem andar um dia do jeito que a gente espera ?

      Curtir

  7. Vou ser sincero, o projeto nao esta feio, mas tenho certeza de que com um concurso poderiamos ter uma casa sinfonica muito mais bonita e ousada…..seria um novo marco para a cidade.

    Curtir

  8. as mesmas empresas patrocionadoras do multipalco, elas continuam contribuindo para o multipalco? tenho medo que a ospa tenha o mesmo destino.

    Curtir

  9. So’ falta os maconheiros irem la’ abracar o parque…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: