É HOJE: 2º Flashmob, Eu quero o Arroio Dilúvio Despoluído e Limpo!

Foto: Gilberto Simon

FAÇA A DIFERENÇA! PARTICIPE E COMPARTILHE!

Vamos nos reunir a partir das 18h na margem do Arroio Dilúvio, em frente a PUC, para fazer uma abraço simbólico! Teremos também atrações musicais, esportivas e culturais que serão divulgadas aqui!

Vamos atingir nosso objetivo abraçando esta causa mais uma vez! BASTA de poluição! Você pode fazer a diferença! Junte-se a nós!

BLOG PORTO IMAGEM APOIANDO A IDEIA !

_______________________

Estaremos lá, as 18h. 

O que o arroio Dilúvio precisa? ECOBARREIRA + LIXÔMETRO



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, Meio Ambiente, Paisagismo, Revitalização do Arroio Dilúvio

Tags:, , , ,

10 respostas

  1. Só a lei não resolve, tem que ter um interesse da população para que estes problemas sejam resolvidos.

    Não são apenas obras que produzem o assoreamento do AD a ocupação irregular do morros e a disposição das ruas também contribuem.

    Problemas descritos no PAD http://paginas.ufrgs.br/arroiodiluvio

    A ECOBARREIRA é uma forma de educar e passar uma mensagem clara, estamos tentando despoluir o arroio Dilúvio colabore não jogue lixo por ai. Nem precisa ir na vila basta dar uma volta no meio da cidade para ver a situação.

    “Ter ideias é fácil, difícil é implementá-las.” Henry Ford

    Curtir

  2. É sr rogério maestri, me mostre o que vc fez pela sua cidade na prática? reclamar e criticar as ações dos outros é fácil, quero ver vc entrar comigo dentro do arroio dilúvio sem usar luvas! Minhas ações já estão dando resultado, já estou na pauta dos assuntos da prefeitura. Faça a sua parte e não critique o trabalho voluntário dos outros!

    Curtir

    • Não estou criticando o trabalho em si, estou criticando o foco que não está correto, ao meu juízo.

      A poluição do Arroio Dilúvio tem sua origem perfeitamente definida nas suas cabeceiras, Vila Santa Isabel, e outras regiões. O problema já é identificado claramente por todos os técnicos do DMAE, faltando somente a definição de quem paga a solução.

      Curtir

    • Caro Gustavo.

      Voltando ao assunto, quanto a forma de participação, por ti reclamada, tenho várias vezes colocadas soluções técnicas para a diminuição de determinados problemas de Porto Alegre em diversos épocas. Por não ser filiado a nenhum partido nem membro de nenhuma ONG influente na Prefeitura, as palavras tem caído ao vento.

      Já sugeri há bastante tempo aqui neste blog, a criação de legislação específica de obras de terraplenagem na cidade de Porto Alegre, que os senhores Vereadores poderiam usando os seus bem pagos assessores elaborar e colocar como lei. Planos como estes existem em países como a Alemanha que impedem que haja erosão em obras civis evitando gastos suplementares como a dragagem contínua que é realizada no Dilúvio.

      Várias vezes indiquei soluções técnicas para outros problemas, que também caem no vazio. Talvez ache que um a mais no grupo que abraçou a parte errada do Dilúvio, seria uma pessoa a mais, não fazendo diferença.

      Cada um participa da forma que acha mais proveitosa, entretanto achar que estou aqui simplesmente para criticar é fazer um pré-julgamento sobre uma pessoa que não conheces.

      Pergunto para ti: Quantos engenheiros que manifestaram suas opiniões na qualidade de engenheiros neste Blog?

      Contam-se nos dedos aqueles que colocando em risco a sua credibilidade profissional arriscam-se em dar opiniões (arquitetos temos vários)? Talvez deva criticar não a mim, que estou tentando trazer o protesto para o foco principal, critique as dezenas de profissionais que com a mesma formação do que tenho, e vendo os erros que são cometidos, simplesmente se omitem por comodismo ou medo de comprometimento profissional.

      Chamo a atenção que apesar de profissional da área de recursos hídricos, não pertenço a nenhuma empresa particular nem presto serviços avulsos, pois sendo professor em Dedicação Exclusiva na UFRGS, a legislação me impede e eu a sigo. Logo não tenho interesses pessoais quando faço minhas contribuições técnicas a assuntos técnicos.

      Quanto a entrar no Dilúvio sem luvas, esta só me terás como parceiro se as condições de saneamento do mesmo se alterarem.

      Curtir

  3. rogeriomaestri O que você fez pelo arroio Dilúvio? Algo de prático que já podemos usar? Vamos lá no facebook https://www.facebook.com/groups/191418447557077/ eer ideia no sofá é facil, qualquer um tem, engenheiro de obra pronta, bah, adoro, facil, facil, qualquer guri é na pratica a coisa é diferente.

    Giberto obrigado pela divulgação, só agora tinha visto.

    Curtir

  4. Se querem o Arroio Dilúvio limpo o abraço deveria começar na Vila Santa Isabel em Viamão. Depois era só escolher qualquer rua de Porto Alegre para simbolizar as ligações clandestinas de esgoto cloacal no esgoto pluvial.

    Vejo estes manifestos sem objetividade nenhuma uma forma de mediatizar o assunto e permitir que qualquer político faça uma imensa cascata sobre o assunto para ganhar votos e não resolver nada.

    Há ações que devem ser tomadas, e são ações claras e inequívocas, enquanto a população servir de massa de manobra de interessados em garantir seus cargos estas manifestações não levarão a nada.

    Curtir

  5. Bah, horário horrível para quem trabalha e aviso muito em cima da hora.

    Curtir

  6. Estou em Lajeado a trabalho,mas acho muito legal a iniciativa .A
    companharei pelo blog.

    Curtir

  7. Vai ser perto do horario em que chego na Puc.
    Vou dar uma olhada.. sasahus

    Curtir

  8. Poxa, porque fazem sempre ás 18h??? Pra quem trabalha (ainda mais no meu caso em outra cidade) fica mto difícil comparecer. :/

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: