Esqueleto: a “ferida” de Porto Alegre continua sem solução!

Não temos mais dúvida: o esqueleto da Praça XV será grande atração da cidade para os turistas que virão para a Copa 2014.

Atração não por beleza, mas por simbolizar a inércia na solução dos problemas urbanísticos em Porto Alegre.

Há um projeto que tem a finalidade de reconstruí-lo. Mas até agora nada de concreto aconteceu. Só ideias e mais ideias. Enquanto isso, a cidade permanece com sua ferida. Será que todos já repararam neste prédio inacabado que está ali há 60 anos ? Ou será que as pessoas que por ali passam nem se dão conta?

Lá está ele, há 60 anos. Intacto. Subabitado. Inerte. Perene. Até quando? Foto: Gilberto Simon, em 12/03/2012

Projeto do Arq. Marcelo Gotuzzo

O Arquiteto Marcelo Gotuzzo nos trouxe um belo projeto há um certo tempo, mas hoje não se fala mais nele. Será que nenhum investidor se interessou ? Será que outros projetos nasceram e o deixaram de lado?

Vejam aqui o projeto, divulgado com exclusividade pelo Site Porto Imagem em outubro de 2010.

Vejam também esta matéria, de julho de 2011, com video do projeto mencionado acima.

Estamos lançando novamente o debate sobre este grande “entulho” depositado bem no coração da cidade. Justamente agora que a cidade se aproxima da Copa 2014, e o seu centro vem tomando outros ares, vem se renovando, vem se revitalizando.

Esperamos que o bom senso ainda tenha um tempo para se preocupar com o “esqueleto”. Caso contrário, teremos esta suigeneris atração para os visitantes.

O centro histórico se moderniza com o retrofit de diversos prédios. Mas o "esqueleto" continua decidido na sua marcha de 6 décadas, inacabado. Foto: Gilberto Simon - em 12/03/2012

Texto e fotos: Gilberto Simon



Categorias:Abandono, Arquitetura | Urbanismo, COPA 2014, Prédios, Restaurações | Reformas, Retrofit, Revitalização do centro

Tags:, , ,

30 respostas

  1. O esqueleto é feio, sim. Mas não esqueçamos que, mesmo que ele venha abaixo, ali perto sobreviverão tenebrosas empenas cegas cinzentas e escorridas. Por que não pintar? Por que não ceder à publicidade, que seja? Qualquer coisa é melhor que aqueles paredões escorridos.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: