PORTO ALEGRE 240 ANOS – AVALIAÇÃO [PARTE 1]

Vamos dar início hoje a publicação de artigos dos membros do Blog, questionando e avaliando Porto Alegre em seus 240 anos

*******

Diferentemente da grande imprensa, não vamos comemorar simplesmente, com lindas fotos, concursos, etc. Não achamos que esse seja o caminho mais óbvio.

Será um por dia. 

A semana de Porto Alegre por Porto Imagem

Acompanhe a série e comente.

Começamos hoje com o artigo de Ricardo Haberland.

Porto Alegre está fazendo 240 anos. O que há para comemorar nesta data? Muitas coisas.

  • A capital tem um dos melhores índices de qualidade de vida entre as metrópoles brasileiras
  •  É das metrópoles mais verdes do país (isso também é qualidade de vida, principalmente se lembrarmos que nosso verão é senegalesco)
  • Nossa cena cultural é rica
  • Nossos índices econômicos são robustos, nossa renda é alta (esta é uma leitura que nunca fazem quando criticam abundância de shoppings na cidade: o povo daqui têm alto poder de compra face outras capitais)
  • E algo lúdico: Porto Alegre virou protagonista de novela ! Isso não é bobagem, não: isso é ter conteúdo e cacife para estar em evidência

Mas agora vou ser chato: a maioria dos itens a serem comemorados são coisas que já vêm de longe.

A tão propalada qualidade de vida não foi inventada por aquele partido, apesar da propaganda deles martelarem isso. Para quem não sabe, desde o final dos anos 70 Porto Alegre está nos primeiros lugares deste ranking.

Ser a metrópole (mais de 500 mil habitantes) número um em qualidade de vida também é fato do passado: já no final dos anos 90 perdemos a primeira posição. Na época, para Curitiba.

Nosso progresso poderia ser maior, caso nos últimos 20 anos não surgisse em nossa política o câncer de alguns governos sabotarem tudo do governo dos outros. Perdemos o metrô nos anos 90, espantamos grandes empresas…

E hoje? Infelizmente, ainda vivemos com grenalismo, e nenhum grande político têm mais ações visionárias como já tivemos no passado.

Temos um imponente e precioso Centro, mas ele é fruto do passado, de uma época de ousadia e pensamento grande. Nos últimos 30 anos, nossa cidade construída tem sido uma coisa pálida, frente à ousadia, criatividade em embelezamento que tem acontecido em outras várias metrópoles brasileiras.

Nos últimos tempos, a mentalidade da cidade começou a flertar com o provincianismo e com à rejeição ao novo.

Ser contra algo virou uma coisa bonita.

E Porto Alegre se tornou a cidade onde tudo se transformou em proibido. Alguém pensou em empreender algo em Porto Alegre? Seja o que for, não vai poder: é proibido.

O caso do Pontal do Estaleiro, onde a cidade declarou guerra e ódio ao empreendimento que daria acesso à orla e a qualificaria, é um exemplo de tudo que Porto Alegre está passando a NÃO ter.

Somos uma cidade muito arborizada ! Mas observem que nossos túneis verdes são de muitas décadas atrás. Hoje não existe mais planejamento para se fazer túneis verdes ou fazer arborização em massa. E, as árvores dos nossos famosos túneis, a maioria exótica, hoje seriam proibidas. Sorte de nossa cidade em que as pessoas têm o hábito de planterem uma árvore no quintal ou na frente de casa: graças a essa cultura, continuamos a ter ruas com verde abundante.

Isso tudo aqui escrito é um discurso pessimista ?

A resposta é não. É apenas análise sobre o que são, exatamente, as coisas que cantamos em prosa e verso sobre Porto Alegre.

Os pontos fortes de Porto Alegre são frutos de uma efervescência e uma febre de FAZER, de crescer, de melhorar, inventar, criar… que tivemos ao longo do século XX, e que nos transformou em uma das melhores cidades do país.

Mas parece que todo esse movimento não aconteceu mais nos últimos tempos.

Há muita coisa a se melhorar radicalmente nesta capital. Por exemplo, é um absurdo que Porto Alegre pareça ser uma cidade sem orla. Nada acontece em função dela, como acontece em qualquer cidade do mundo que tenha rio, lago, mar.

Abandonada e jogada, nossa orla é uma coisa absolutamente constrangedora.

Ela tem mais de 70 quilômetros. É deslumbrante. Mas é sem acesso. Onde o acesso não é simplesmente proibido por ser particular, ele é completamente difícil. Ou perigoso. Viva Ipanema, o único pedaço de orla decente desta capital. E dos pouquíssimos com acesso.

Toda essa situação da orla é surpreendente e inadmissível para uma cidade como Porto Alegre, capital, grande, importante, conhecida, rica.

E digo mais: é uma situação inadmissível para uma cidade que se diz ser tão politizada e “superior”.

Essa condição da orla é um ato de uma cidade MUITO ATRASADA, inclusive na mentalidade de sua população – aí incluídos todos: moradores da cidade, políticos, pensadores, empresários.

Também temos sérios problemas ecológicos, devastação de matas… e tudo isso sem se ouvir uma voz dos nossos ecologistas, que hoje nem merecem mais carregar este nome, pois nossos ecologistas, hoje, são somente grupos com ações ideológicas e partidárias.

Porto Alegre é uma cidade privilegiada por ter morros altos. Toda cidade numa condição dessas possui condições de as pessoas frequentarem o morro, todas cidades com morros têm mirantes – vide Belo Horizonte, Florianópolis, etc – e muitas também têm opções de lazer nas alturas, e tudo isso com preservação e cuidados. Já Porto Alegre ignora solenemente seus morros, e o pouco que tinha, como o belvedere no Santa Tereza, a cidade abandona. Vivemos como se não tivéssemos morros, como uma cidade plana qualquer. Sinto muito, mas eu não consigo amar uma cidade tão burra assim.

Eu poderia falar de outros problemas de Porto Alegre. Mas não é preciso, pois o recado está dado: pensem, ao cantar, homenagear e se derramar em elogios a Porto Alegre no dia de seu aniversário, se é verdade que a cidade é essa coisa tão espetacular assim.

Sim, temos qualidades. E muitas !

Mas acho errado esse costume de nos achar “the best” quando, na verdade, há tanta coisa que não acontece mais. Espiem para fora de seu umbigo.



Categorias:Artigos

Tags:, , ,

25 respostas

  1. ESCOLA PÚBLICA É O LUGAR ONDE O FILHO CHORA E A MÃE NÃO VÊ.
    Cumprimento hoje e desejo coragem e esperança sempre para as mães de filhos de escola pública. Escola onde sofrem as penas do inferno num lugar, onde se paga para serem orientados e protegidos.
    Cumprimento e peço AO PODER SUPERIOR, E A DEUS COMO CADA UM O CONCEBE, que dê coragem a essas mães.
    Lembro especialmente a mãe do Rafael Soares Ferreira de Porto Alegre. Ele deve estar agora em um hospital psiquiátrico em Lageado. A notícia é de que este teria sido castrado depois de várias sessões de tortura, e que ficou na prisão de segurança máxima. Condenado a 10 anos e seis meses de prisão por agredir uma Coordenadora Pedagógica de um curso Técnico em Enfermagem.
    A versão dele só saiu uma vez na TV Record, seria do Delegado de Polícia que alegou ter pedido a prisão dele por pressão da imprensa que por ele o acusado era inocente.
    A Coordenadora mais dois seguranças prenderam o aluno numa sala e queriam que ele assinasse a desistência do curso. Segundo ela, na escola dela não se formaria um negro Técnico de Enfermagem.
    Ele reagiu e era um contra três. Na confusão, a CP foi atingida nos braços e no rosto. Teve 6 dentes quebrados e os dois braços. Ele, o aluno conseguiu sair correndo. Se foi ele ou se foi algum dos seguranças que deu a cadeirada na professora não dá para saber, no meio do tumulto.
    O aluno foi mostrado pela imprensa como o “monstro de Porto Alegre” que agrediu uma santa. A notícia chega na prisão e ele foi recepcionado pelos outros presos.
    Ele até teria aguentado as sessões de tortura, mas com 27 anos difícil aguentar a castração e violencia sexual.
    Foi para um hospital psiquiátrico.
    A imprensa se calou. O silêncio mais covarde que já vi.
    Minhas orações de hoje eu entrego para a GRANDE MÃE DO UNIVERSO, para que ela conforte o coração da mãe do Rafael .
    cremildadentrodaescola.wordpress.com

    Curtir

  2. eu queria dizer que eu amo essa cidade eu nasci aqui e vou morrer aqui seja o que for nao me enporta o ue acontessa eu sempre vou morar aqui por que e aqui o meu lugar e É aqui que eu vou ficar ate eu morrer EU TE AMO MINHA CIDADE QUERIDA !!!!!!!!!!!!!!!! PARABENS PORTO ALEGRE PELO SEUS 240 ANOS

    Curtir

  3. eu adorei tudo que ele escreveu e muito show isso que ele escreveu

    Curtir

  4. Realmente, adorei a matéria! Sou Gaúcho e apaixonado pela nossa Capital e a vejo com olhos apaixonados! Para mim, é o lugar mais lindo do Planeta, mas acho que devemos enfatizar o potencial turístico que ela possui e que não é utilizado! Porto Alegre tem uma localização privilegiada no mapa do Brasil e um dos mais lindos cartões postais, que é a orla do Guaíba!

    Moro no Rio de Janeiro e vejo como, apesar dos GRANDES problemas que o carioca vive, a cidade aproveita em todos os pontos o seu potencial turístico, até mesmo, com obras faraônicas! E convenhamos, gostemos ou não, o Rio de Janeiro é a “única” cidade do Brasil, conhecida lá fora, o que foi conquistado também pela construção das estátuas do Cristo Redentor e bondes do Pão de Açúcar, que possibilitam vistas únicas e privilegiadas da bela cidade! Belezas naturais? Também, indiscutíveis, mas principalmente, por ter uma estrutura com acomodações e lugares muito bem aproveitados, por visionários!

    Está na hora de Porto Alegre crescer na mentalidade de seu povo e mostrar para o mundo além da força de nossa cultura e tradições marcantes, a força do interior, da indiscutívelmente bela região Serrana, mostrarmos que também temos lugares belos em uma das capitais mais charmosas da América Latina. Podemos tornar Porto Alegre um destino tão interessante quanto e mais acessível que Buenos Aires, p.ex.

    Aqui no Rio vejo muitos amigos com vontade de conhecer a capital argentina para aproveitar o frio (que também temos), assistir apresentações culturais locais, de Tango, aliados à belos passeios em ruas limpas, bonitas, belos Cafés, comércio e noite fortes, passeios de barco, jantares românticos em restaurantes. Como pode a Porto dos Casais não oferecer nada disso??? Nenhum quiosque à beira do Guaíba para vislumbrar a paisagem degustando um Chopp gelado no verão, com petiscos e, também, um deck ao lado do Gasômetro onde pudéssemos sentar para namorar em um final de tarde, em segurança, beber um bom vinho Gaúcho, comer um Fondue ou, ao som de um Jazz, MPB, MPG (Música Popular Gauchesca), ou, enfim… Temos que ir à Serra de Gramado, Nova Petrópolis ou Bento Gonçalves para termos coisas de qualidade, com preços acessíveis? Porto Alegre realmente tem que acordar e ver que o mundo pode ser maior do que parece ser. Todas as grandes cidades do mundo, um dia foram sonhadas, idealizadas. London Eye, Estátua da Liberdade, Torre Eiffel, CN Tower, bonde do Pão de Açúcar, Cristo Redentor, Teleférico de Camboriú, Ponte Hercílio Luz, entre tantos outros pontos turísticos conhecidos mundialmente e que atraem milhares, milhões de turistas, dinheiro e investidores, mídia, todos os anos. É um cíclo!

    Um ponto que vejo meus conterrâneos Gaúchos reclamarem muito do “centro do país” (e que também reclamava antes de sair do RS), é que as notícias nacionais se concentram basicamente no eixo Rio-São Paulo, esquecendo Porto Alegre. Cá entre nós, Porto Alegre não está passando de mais uma das muitas Capitais do Brasil.

    Temos de torná-la “A Capital do Sul do Brasil”, ou seja, um centro de referência. Ultimamente ouço mais notícias de Curitiba e Florianópolis do que de Porto Alegre, o que já foi diferente. Qual o verdadeiro diferencial de Porto Alegre? O que temos a oferecer a mais que as outras capitais? O Rio tem as belezas naturais e um estilo de vida único, que está ganhando o mundo, com músicas como o Samba a Bossa Nova e até o Funk (não gosto do Funk, mas temos que admitir que estão difundidos em todo o País e tocam em todas as festas, inclusive no Rio Grande do Sul, assim como o Axé e Forró!). São Paulo é o maior centro Econômico do Brasil e um dos maiores do mundo, Brasília é a Capital Federal, o Nordeste tem suas belas praias. E Porto Alegre? Temos uma bela cidade, tradição cultural e política (discutível, em razão do “xiitismo”), temperaturas bem definidas no ano, forte ligação com o resto do Brasil, com a Argentina e Uruguai, alem da educação do povo. Acontece que não vendemos ou veiculamos nada disso! Como ouço por aqui: “Conheço o Sul e acho lindo! Gramado, Canela, Nova Petrópolis e Bento Gonçalves”. Então questiono a respeito de Porto Alegre e ouço sempre a mesma história: “Só conheço o aeroporto”.

    Não mostramos o nosso potencial ao mundo! A única forma de fazermos isso é trazendo turistas até nós, atiçando a curiosidade dos turistas de alguma forma. A Música Popular Gaúcha tem muita qualidade que deve ser explorada. Temos excelentes escritores, artistas, atores, atletas, cantores, empresários, modelos, esportistas, todos profissionais respeitados, conhecidos e presentes no mundo todo. Uma Capital que produz tantos talentos pode e deve ser muito mais que uma simples cidade provinciana como tem se vendido, pelo menos, nas últimas décadas, considerando que tenho 28 anos, dos quais 9 deles, vividos na Cidade Maravilhosa, que realmente faz jus ao nome.

    PARABÉNS PORTO ALEGRE, por mais um aniversário!!!

    Curtir

  5. porto alegre é uma linda cidade,mas o que deixa ela nesse estado é o trafico,então assim eu acho que deviamos honrarmos e orgulharmor da nossa PoA!!!

    Curtir

  6. Não fui claro no texto, de fato. Eu disse que nos anos 90 haviamos perdido o posto de numero 1 na qualidade de vida pra Curitiba, dand a enteder que essa situação se manteve até hoje.

    Na verdade, houve uma etapa dos anos 90 que perdemos SIM o titulo para Curitiba.

    Mas claro que esse fato deve ter mudado em várias coisas até hoje.

    Curtir

  7. Tu erra ao dizer que PoA perdeu o posto de cidade brasileira com melhor qualidade de vida entre as metrópoles de 1 milhão de habitantes e que Curitiba nós superou. O IDH de Curitiba é 0,856 e o de Porto Alegre é de 0,865.

    Curtir

  8. ricardo,tudo isso que tu escreveu no texto é exatamente o que eu estava pensando.Já estava na hora de alguem postar um texto pra dizer umas verdades pra éssa gente convervadora que se prende ao passado e acha que porto alegre é o centro do mundo.Muitas dessas pessoas usam desculpas como impacto ambiental,cultura e etc…
    Varias cidades investiram em transportes,lazer,arquitetura e edificacoes sem tem esse tipo de problema.O meio ambiente e a cultura continuaram os mesmos por que com portoalegre seria diferente?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: