Fortunati apresenta planejamento da cidade para o futuro

Foto: Luciano Lanes / PMPA

“Construindo hoje a Porto Alegre do futuro” foi o tema da palestra do prefeito José Fortunati nesta quarta-feira, 28, na reunião-almoço Tá na Mesa, da Federasul. Como é tradicional na semana de aniversário da Capital, o prefeito apresentou as principais ações que estão programadas para modernizar a cidade e qualificar os serviços prestados aos porto-alegrenses. (fotos)

Fortunati iniciou a apresentação afirmando que todas as ações pensadas para a cidade estão voltadas para o benefício da população. Mostrou os três eixos principais de sua gestão, que são: a execução de obras e projetos estruturantes, a qualificação dos serviços públicos e o fortalecimento da participação popular.

“Aproveitamos a Copa do Mundo para que pudéssemos agregar obras tão esperadas pela cidade. Não estamos tirando um único centavo do orçamento geral do município, estamos agregando valores extraorçamento”, citando, por exemplo, obras estruturais como o Projeto Integrado Socioambiental (Pisa), a revitalização da orla e do Cais Mauá, a conquista do metrô de Porto Alegre, a implantação dos BRTs, a duplicação das avenidas Beira-Rio e Padre Cacique, Tronco, Voluntários da Pátria e Severo Dullius, além de obras na Terceira Perimetral, no complexo da Rodoviária e na nova iluminação pública.

Em relação aos serviços públicos, sinalizou para o forte investimento na área da saúde. “E o maior investimento que estamos fazendo é na saúde”, afirmou o prefeito. Apontou o aumento das equipes de saúde da família, que passaram de 54 equipes em 2005, para 94 equipes em 2008 e para 170 equipes em 2011, além da reabertura dos leitos hospitalares, regulação dos leitos do Sistema Único de Saúde e informatização de todo o sistema.

Fortunati falou ainda do compromisso que assumiu com as lideranças comunitárias de fortalecer a participação popular por meio da valorização do Orçamento Participativo (OP). “É o maior investimento em obras do OP desde a sua criação, há mais de 20 anos”, disse, destacando a realização de 683 obras com investimento de R$ 260 milhões desde 2011. Segundo o prefeito, juntamente com a comunidade foram resgatadas 1.072 obras que não ocorreram desde a implantação do OP. Dessas, 714 foram selecionadas e 428 estão sendo executadas.

Investimentos – Por fim, Fortunati ressaltou a conquista de recursos obtidos para investimentos em Porto Alegre de 2009 a 2011. De acordo com ele, são R$ 1,8 bilhão (por meio do PAC Copa, departamentos municipais de Água e Esgotos (Dmae), Esgotos Pluviais (DEP) e de Habitação (Demhab), Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Emendas), somados a R$ 2,4 bilhões (da conquista do Metrô), mais R$ 500 milhões (para a revitalização do Cais Mauá). “Além dos recursos normais, buscamos recursos que se agregam para melhorar a cidade como um todo. É o maior investimento neste espaço de tempo em toda a história da cidade”, informou.

Para o prefeito, novos investimentos foram possíveis graças à saúde financeira do município. Lembrou o conceito “A” que Porto Alegre obteve na última pesquisa realizada pela Firjam, que faz um levantamento nacional das finanças municipais. “Nossa cidade encontra-se entre as três primeiras capitais com melhor gestão fiscal do país”, afirmou.

O presidente da Federasul, José Paulo Dornelles Cairoli, finalizou o evento salientando as oportunidades que Porto Alegre tem ao ser sede da Copa de 2014. “É o momento de darmos um salto na economia. Temos que manter a parceria para construirmos as melhores soluções para a cidade”, destacou.

Prefeitura



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , ,

4 respostas

  1. Espero que o segundo mandato dele esteja garantido, até por coerência. Existe alguém melhor que êle para o cargo neste momento? E não me venham com Fogaça que ele foi um desastre. Só não vê quem não quer…..

    Curtir

  2. É impressão minha ou o segundo mandato dele já está garantido????

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: