Arena do Grêmio, um prédio verde

A Arena do Grêmio de Porto Alegre deverá conquistar ao final deste ano a certificação Leed do Greenbuilding Council dos EUA, informa o presidente da Grêmio Empreendimentos, Eduardo Antonini. Ela é concedida a prédios comerciais e residenciais, que geram menor impacto ao meio ambiente. Para conquistá-la, a Arena aposta em vários itens, como o estacionamento prioritário a veículos menos poluentes, a redução do consumo de energia por meio de medidas como a instalação de cobertura branca de alta refletividade, o uso da água do Guaíba nos sanitários e de chuva para irrigar o gramado, a destinação do lixo gerado nos eventos à reciclagem e até o uso de tintas menos nocivas nas paredes.

Maior investimento

Os investimentos totais da OAS só no bairro Humaitá somam R$ 1,3 bilhão, dos quais R$ 650 milhões na Arena do Grêmio, mais o shopping e os quatro condomínios de 3,5 mil apartamentos, com lançamento previsto para maio agora e conclusão do primeiro para final de 2013. Segundo Eduardo Antonini, trata-se do maior investimento hoje em execução em Porto Alegre.

Affonso Ritter



Categorias:Arena do Grêmio

Tags:,

3 respostas

  1. Ué, mas os ambientalistas não falaram que ela ficava sobre um aterro?
    Ou sobre um reservatorio natural de água?
    :OOO

    Que ia causar um grande impacto, que ia poluir o guaiba?
    ashusahusuahhuashu
    Só rindo mesmo…

    Curtir

  2. Quando os investimentos são privados e transparentes, a imprensa sabe e divulga, quem ganha com isto são os investidores, coisa de primeiro mundo.

    Não estamos acostumados a isto, ficará muito bonito para a entrada de Porto Alegre, pra mim a identidade do estádio com a torcida demore um pouco a acostumar-se, localização é
    contra-mão de grande parte da população, principalmente da zona sul e leste.

    Afinal o Olímpico foi muito marcante na vida da torcida, agora virou um negócio comercial, um erro ele ter sido o sacrificado para isto, para mim desnecessário, mas agora não tem mais nada o que fazer, o futuro responderá, tomara que dê certo!

    Tem outra obra que não sabe-se de onde o dinheiro veio, se é público, “quase certo” ou não, quem serão os verdadeiros beneficiados, no futuro saberemos, as coisas erradas vem à tôna, não importa quanto queiram acobertar, vivemos no país das fraudes!

    Viram o tal Demóstenes, parecia ser um cara sério, mais um corrupto desmascarado, os políticos aqui e em qualquer lugar são farinha do mesmo saco!

    Curtir

  3. Ontem passei pelo local e fiquei impressionado com o “adiantado” da obra!”

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: