Governo completa ronda nas obras dos estádios da Copa; Beira-Rio é a mais atrasada


A reforma no Estádio Mário Filho, o Maracanã, no rio de Janeiro, atingiu 39% de avanço físico Divulgação/Portal da Copa

Para ver o álbum de fotos das obras dos estádios clique aqui.

A 800 dias de a bola rolar para o Mundial de 2014, o Ministério do Esporte divulgou o resultado de uma ronda de monitoramento pelas obras dos 12 estádios que serão sede da Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

De acordo com as informações obtidas pelos técnicos da pasta, e que o UOL Esporte teve acesso com exclusividade, as obras mais atrasadas são as do Beira-Rio, em Porto Alegre (RS), que atingiram, em março, 20% de conclusão. O Castelão, em Fortaleza (CE), é o estádio com as obras mais adiantadas. Lá, mais de 60% dos trabalhos já foram executados.

Confira as informações divulgadas pelo Ministério do Esporte a respeito de cada uma das arenas da Copa.

Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha

As obras chegaram a 54% de execução, com as vigas da arquibancada intermediária, o segundo pavimento, os blocos de esplanada e a arquibancada inferior terminados. A arena, que teve a cobertura licitada por R$ 175,8 milhões e deverá ser uma das mais caras da Copa, receberá a abertura da Copa das Confederações, em 2013, e sete jogos da Copa de 2014, incluindo um da seleção brasileira.

Mineirão – Belo Horizonte

A arquibancada inferior, setor com aproximadamente 23 mil cadeiras, já é visível. Na esplanada, espaço de 80 mil metros no entorno do estádio, 50% das peças pré-moldadas foram instaladas. A obra soma 1.700 operários em atividade e tem três gruas para transportar materiais da parte externa para a interna. O novo Mineirão contará com 64 mil assentos, restaurante com vista para o campo e 80 camarotes. O estacionamento terá 2.521 vagas para carros, sendo 1.534 cobertas. Simulações de fluxo feitas por software especializado preveem a evacuação completa do estádio em até 8 minutos.

Arena Pantanal – Cuiabá

Palco de quatro jogos da Copa do Mundo de 2014, a Arena Pantanal começa a ganhar forma com a construção das arquibancadas inferiores e superiores. A previsão é de que até o fim de abril os setores Norte e Oeste estejam com as partes de concreto e metal montadas, assim como a primeira laje contínua, unindo os dois lados. A obra conta com 650 operários e já alcançou 43% do total previsto.

Arena da Baixada – Curitiba

O estádio do Atlético-PR tem 52% das obras de adaptação para receber quatro partidas da Copa do Mundo executadas. Das novas intervenções, que incluem parte da arena, centro de imprensa e estacionamento, 11% estão concluídas. O projeto de adaptação às exigências da FIFA inclui a finalização do setor de arquibancadas paralelo ao gramado, a remodelação da cobertura e a ampliação da capacidade para 42 mil pessoas.

Castelão – Fortaleza

De acordo com o último relatório do consórcio construtor, 60,44% do projeto de reforma estão concluídos. Já estão sendo erguidos os primeiros pilares que vão dar sustentação à cobertura. Do total, serão 60 pórticos de aço que devem ser finalizados em abril. A conclusão da terceira etapa deve ser antecipada de setembro para julho e, de maio a setembro, será feita a montagem da cobertura. Em setembro está previsto, ainda, o início da instalação das cadeiras.

Arena das Dunas – Natal

As obras de construção da Arena das Dunas, que receberá quatro partidas da Copa do Mundo, superaram 20,56% de execução. A fase de fundações está avançada e a de superestrutura acabou de ter início. O número de operários chegou a 600. A arena potiguar terá capacidade para 45 mil pessoas. A previsão é de que o trabalho seja finalizado em dezembro de 2013.

Arena Amazônia – Manaus

A Arena Amazônia, com 38% das obras concluídas, será palco de quatro confrontos previstos para a fase de grupos do Mundial. Os duelos serão válidos pelos grupos A, D, E e G. Em 25 de junho de 2014, a seleção cabeça de chave do grupo E, normalmente uma das grandes equipes do torneio, estará em campo. O estádio terá capacidade de 43.710 lugares. A conclusão das obras está prevista para junho de 2013, a um custo estimado de R$ 533,2 milhões.

Arena Pernambuco

Sede de cinco jogos da Copa do Mundo da FIFA 2014 e candidata a receber confrontos da Copa das Confederações, a Arena Pernambuco, que está sendo construída em São Lourenço da Mata, superou, em março, 32% das obras concluídas. As fundações estão quase finalizadas, com 95% da execução realizada. O estádio está orçado, segundo a Matriz de

Responsabilidade, em R$ 500 milhões e terá capacidade para 46 mil pessoas, com 4,7 mil vagas de estacionamento.

Beira-Rio – Porto Alegre

Com as obras retomadas em março, teve início a demolição dos vestiários de visitantes e da arbitragem, ao lado do Portão 4 do Beira-Rio. Para a reforma, que estava 20% concluída antes da retomada, a capacidade da arena será diminuída em dias de jogo. Passará de 42 mil para 36 mil lugares. Um trecho da arquibancada abaixo das cadeiras perpétuas (antiga social) ficará interditado. No pico das obras, serão 1,5 mil operários trabalhando.

Maracanã – Rio de Janeiro

A reforma no Estádio Mário Filho, o Maracanã, atingiu 39% de avanço físico. A arquibancada inferior está em fase de construção da estrutura, aterro da área e instalação de pré-moldados. A finalização do fechamento do anel da arquibancada está prevista para setembro. Na parte da cobertura, foi iniciada a perfuração de 60 pilares para instalação da ancoragem. A construção das 110 unidades de camarotes já foi iniciada, com a preparação da laje.

Fonte Nova – Salvador

Sede de seis jogos da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014 e candidata a receber partidas da Copa das Confederações, em 2013, a Arena Fonte Nova está com as obras 55% concluídas. O estádio terá capacidade para 50 mil espectadores com assentos cobertos, 90 camarotes, 2,5 mil assentos VIP, restaurante panorâmico com vista para o estádio e para o Dique do Tororó e cerca de 2.000 vagas de estacionamento.

Itaquerão – São Paulo

Sede da abertura da Copa, o estádio do Corinthians tem 30% das obras executadas. Já foram cravadas 3.368 estacas, concretados 569 blocos, instalados 140 pilares e assentados 388 degraus, além de 96 vigas jacaré e 778 lajes. Em março, o número de funcionários chegou a 1.664, e, durante o pico, alcançará dois mil. No último dia 27, um convênio foi assinado para receber 300 egressos do sistema carcerário em obras da construtora no estado, incluindo a da arena em Itaquera.

PORTAL UOL – Vinícius Konshinski e Vinícius Segalla 

____________________________

Importante lembrar que os 20% de obras já realizadas no Beira-Rio correspondem a muito mais do que 30 ou 40% de alguns outros estádios. O total das obras no Beira-Rio tem volume menor. Em resumo: os 80% que faltam em Porto Alegre é muito menos que os 40% de Fortaleza e do que os 62% em Manaus.



Categorias:COPA 2014

Tags:,

5 respostas

  1. Quem falou isto está de brincadeira, além de ser muito colorado!

    Quando as fotos foram clicadas? Não tem datas, muito estranho!

    Semana passada estavam demolindo os vestiários do Beira-Lago, me engana que eu gosto!

    Antes da assinatura era o estádio mais atrasado, de repente passou na frente de muitos?

    Como dizem de nós, papo de gaúcho, tirem fotos aéreas dos estádios, atualizadas e com datas, mostrem quem está mais adiantado, e depois divulguem uma notícia com fonte fideldigna!

    Dará a Arena na cabeça!

    Mas esta a vermelhinha da Dilma barrou, clubismo a nível nacional, ela deu uma grana de um banco-laranja do govêrno, dinheiro do povo, que vergonha colorados!

    Falando sério, sei que em algumas regiões, não vou citar para não ser chamado de xenófobo, estão mais atrasados que o de Porto Alegre, isto é vero, mas estar como diz a
    tal pesquisa, aqui ninguém é bôbo!

    Estas fotos não valem, tem que ser de uma fonte isenta, São Tomé, ver para crêr!

    Curtir

  2. @Marcelo Morais: essa % do Beira Rio de 30% é ridicula. 10% em um mês? Oq fizeram nesse 1 mês? NADA! Somente demoliram mais 1/4 de arquibancada. Se demolir 1/4 de arquibancada equivale a 10%, demolindo os outros 2/4 restantes serão mais 20%.

    Ou seja, somente DEMOLINDO a arquibancada inferior (e não construindo NADA no lugar) o Beira Rio estaria com 50% pronto. Só rindo mesmo.

    Curtir

  3. Sera que vão dizer que o governo é azul e fazer campanha pra não votar na Dilma?
    ashuasuhahuashuahuashu

    Tem uma diferença ai, o beira Rio tem uma parte da estrutura pronta, esses 20 ou 30% são bem menores do que 30% da arena por exemplo, que vai desde o zero.

    Curtir

  4. Notícia tendenciosa. “O Atlético-PR tem 52% da obra pronta, sendo 11% prontos das novas intervenções”. O Beira-Rio é o mesmo caso, o estádio tem uma porcentagem enorme “pronta”, os 20% concluídos se referem às intervenções novas.

    Curtir

  5. Foi noticiado a poucos dias que o Beira-Rio esta com 30% das obras concluidas.

    Acredito que estes 20% sejam referentes a visita que foi feita um pouco antes da assinatura do contrato, ja que o Beira-Rio foi um dos primeiros estádios a ser visitado.

    Seguindo estes números então acho que finalmentes podemos ser otimistas com relação as obras pois houve uma evolução de 10% em aproximadamente um mês.

    Que continue assim.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: