Imagem: Novas lixeiras para coleta mecanizada em São Paulo

Protótipos de lixeiras “hi tech” na Avenida Brigadeiro Faria Lima com a Avenida Rebouças, zona sul de São Paulo. O projeto piloto é um teste para a viabilidade de um sistema mecanizado de coleta de lixo. Os dejetos domiciliares serão depositados em uma espécie de lixeira fechada de metal e cairão direto em contêineres enterrados sob as calçadas. A ideia é que os paulistanos troquem o uso de sacos plásticos pelas lixeiras Foto: Mauricio Camargo/Futura Press

Fonte: Portal UOL



Categorias:Coleta mecanizada de lixo

Tags:,

22 respostas

  1. Pra jogar criancinha em sacos vai ser uma beleza, entra pelo duto para o subsolo e ninguém ouve o choro para ser salva, como aconteceu com o bb achado por um catador que foi mexer num contâiner…
    Tb acho que não adianta só coletor bonito, seja de SP ou qquer lugar, sem saber a destinação dos resíduos. O modelo mais inteligente que vi foi o de Barcelona, criado na vila olímpica.
    Este modelo de a pessoa ter de ir até onde fica o coletor e deixar seu lixo tem prós e contras. Um pró é que não precisa de hora para colocar lixo na rua e diminui o barulho dos caminhões à noite, sobretudo. Contras: a pessoa leva o lixo e tem de voltar p/ casa para lavar as mãos, fazer outras coisas, nessas idas e vindas só pra levar o lixo pode ter o azar de topar com bandidos, exposição que não teria se o lixo fosse colocado no coletor de casa( na grade, muro, etc). Se leva lixo e deposita no coletor coletivo e segue para outro lugar, escola ou trabalho, vai sem lavar as mãos do contato com o saco que teve de carregar?

    Lixo tem muito de tecnologia, mas tem muito mais de educação, haja visto o trabalho que dá tentar implantar uma reciclagem básica em um condomínio, p.e. Tem gente que não aprende nem a pau…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: