Impasse sobre o metrô de Porto Alegre

Seis meses após a presidente Dilma Rousseff anunciar com pompa a construção do metrô de Porto Alegre, divergências em torno do cronograma de pagamento da obra criaram um impasse entre o Planalto e autoridades gaúchas.

O prefeito José Fortunati se reuniu na tarde desta quarta-feira (11), em Brasília, com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, para tentar definir a modelagem financeira do empreendimento, mas saiu apreensivo do encontro. No acordo costurado em outubro para viabilizar o metrô da Capital, a União se comprometeu a bancar R$ 1 bilhão. Como a obra está orçada em R$ 2,4 bilhões, a diferença seria dividida entre governo do Estado, prefeitura e iniciativa privada.

O Ministério do Planejamento e a Secretaria do Tesouro Nacional, no entanto, defendem que a empresa contratada para construir e operar o sistema de metrô seja ressarcida só ao final das obras, que devem se estender por pelo menos seis anos.

A prefeitura teme que o novo modelo inflacione o custo do metrô, na medida em que o consórcio responsável pelo empreendimento terá de se capitalizar no mercado financeiro para arcar com o projeto. Estimativas preliminares de técnicos da prefeitura apontaram que a operação poderá acarretar um aumento de até R$ 1 bilhão no valor do empreendimento.

“Se o governo federal não bancar o custo extra, não há obra. A prefeitura e o Piratini não têm como colocar um centavo a mais do que já se comprometeram”, advertiu Fortunati.

Na conversa de cerca de meia hora com a ministra do Planejamento, o prefeito tentou convencê-la a avalizar o pagamento gradual à empreiteira, o que dispensaria a empresa de obter um financiamento. Miriam, porém, argumentou que obras envolvendo PPPs têm de ser pagas apenas na sua conclusão.

Affonso Ritter



Categorias:Metro Linha 2

Tags:, , , , , , ,

12 respostas

  1. Ou seja: o sonho acabou! Era bom demais p/ser verdade!

    Curtir

  2. Tudo que rode em cima de trilhos ele melam, é trem, VLT, bonde, metrô, e até sem trilho, o aeromóvel, e até em transportes alternativos sobre as águas tipo balsas eles mélam.

    Agora sobre pneus e gastar combustível fóssil, e claro, a grana tem que ir para a máfia dos ônibus!

    É a nível nacional, este país é uma vergonha, já citei como somos atrasados de propósito pelos políticos que são os proprietários destas empresas, mandam no país, acham que estão interessados na população e em diminuir a poluição, o custo das passagens, dar mais conforto ao povão?

    Eles querem é lucro em cima da desgraça deste, eles não tem escrúpulo, mudam os partidos, mas eles continuam lá dentro manipulando as coisas, para que elas continuem como estão, na mesms!

    O que vale é o que interessa para eles, portanto esqueçam os ransportes sobre trilhos, como trens-bala, metrôs, ou trens suspensos, aeromóveis etc., nem com o Armagedom!

    Como tem gente ingênua! Bonde histórico, Trem Rio grande Pelotas, Aero-móvel até a Puc, Trem- Bala, Rio – São Paulo – campinas? Sonha Marcelino! Sonha!

    Curtir

  3. Todo castigo é pouco para povo que vota em corruPTo…

    Curtir

  4. espero que o fortunati aproveite a midia nas eleições e toque nesse assunto.
    Isso virou palhaçada

    Curtir

  5. Pior que e’ bem como o Phil falou acima… Petista e’ calculista, nao faz nada por acaso. Tao fazendo banho-maria com o Fortunati ate’ depois das eleicoes.

    Curtir

  6. A Maria do Rosario (argh) tinha afirmado na campanha de 2008 que havia dinheiro assegurado pro metrô, que o Fogaça nao utilizou pq não quis. Quanta mentira dessa gente.

    Curtir

  7. Alguém já tinha ouvido falar de algum caso de obra pública, em que o pagamento somente ocorresse no final das obras?

    Curtir

    • Me parece simples, o Governo Federal, que é Petista, achou mais uma vez uma maneira bem do jeitinho deles de tirar proveito eleitoral de algo sem obviamente mais uma vez nada efetivamente precisarem de esforços empregar. Foi assim quando se apropriaram indevidamente do plano real, da estabilidade econômica e dos programas sociais federais anteriores à era Lula e assim o será com o metrô também. Querem que a gente se vire e e faça sozinho, para, depois de pronto, eles virem aparecer apenas para posarem para as fotos, constarem na placa e cortarem a fita de inauguração. Esse é o jeito petista de fazer as coisas e reiventar a roda. Não é à toa que o Lula até reinaugurou quadra de escola em que nada foi feito, conforme a mídia já amplamente noticiou. E ainda assim o cara é visto como um deus, querem dividir o país em antes e depois dele, o dia que ele morrer será dia de comoção nacional, toda a cidade terá alguma avenida e escola com o nome dele. #Fato

      Curtir

  8. Aguardem o terrorismo em volta disso durante a campanha municipal

    Curtir

  9. Atraso de salários, obras paradas, desvio de grana da empreiteira de uma obra pra outra… E a volta inaugural lá por 2045. Não precisa ser vidente pra acertar o futuro…

    Curtir

  10. Eles irao cozinhar o Fortunati de agora em diante, velha tatica PeTista, ano de eleicoes e tudo mais, para beneficiar a maluquinha comuna. Vai ser igual a “vitoria” do Tarso, sabotaram a Yeda por 4 anos para esse inutil poder ganhar.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: