E o terreno da CORLAC continua abandonado…

A ocupação da área da antiga Companhia Rio-grandense de Laticínios e Correlatos (Corlac), depende de um projeto que ainda nem chegou ao papel. O terreno na Avenida Dom, Pedro II (Terceira Perimetral) foi comprado por R$ 13,61 milhões, em novembro de 2009 pela Torre de Pedra Empreendimentos, que estuda o futuro do local.

Enquanto isso, a área de 10 mil metros quadrados continua sem uso, à espera de uma pesquisa de mercado que indicaria qual o projeto ideal – comercial, residencial ou ambos.

Clique aqui para ver a matéria de 6 de novembro de 2009, quando a área foi vendida.



Categorias:Abandono, Prédios

Tags:, ,

6 respostas

  1. Já demoliram tudo, agora é aguardar que tipo de projeto teremos lá.

    Curtir

  2. viva a especulação imobiliária: DESDE QUANDO TERRENOS ‘BALDIOS’ DEVEM SER OCUPADOS POR ESPIGÕES!?

    Curtir

  3. Pois esse talvez seja o maior exemplo existente em Porto Alegre de especulação imobiliária. A área é imensa (um quarteirão inteiro), com localização já muito privilegiada, junto à Perimetral, saída da cidade, aeroporto, grande comércio, shopping Bourbon, clube SOGIPA, bancos, CIEE, todas as transversais asfaltadas, diversas linhas de ônibus, etc. Não há projeto nenhum e sim espera para que se valorize mais ainda. Já há novos prédios em construção nas proximidades e outros em projeto. Hotel dificilmente será, porque um já está em construção na quadra ao lado (rede Master) e há outro recém inaugurado há três quadras dali (na Maranhão). Caberia apenas um recado para a Vigilância Sanitária fazer uma fiscalização nos escombros do local.

    Curtir

  4. Tomara que o hotal que sairá ali na Mauá seja bonito. Chega de hotéis que fariam feio até na Albânia, como os novos hotéis da Felix da Cunha e da 24, dois caixotinhos baixinhos feios e medíocres.
    O hotel da Mauá vai ser o primeiro hotel da capital bem na beira do Guaiba. Tomara que seja bonito e que venham outros na orla (na avenida da orla, bem entendido, se não explicar bem, lá vem os contra-tudo protestar)

    Curtir

  5. Soube que seria construido um hotel ali.

    Curtir

  6. O chamado “empreendorismo” dos empresários gaúchos não passa de construir prédios em áreas em que estão todos construindo, com prédios iguais aos que estão sendo construídos e com preços também iguais.

    Não temos no RGS empreendedores, temos sim, copiadores.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: