Fortunati garante que metrô da Capital estará nos investimentos do PAC

Anúncio oficial ocorre nesta terça-feira em Brasília

Fortunati garante que metrô da Capital estará nos investimentos do PAC Crédito: Divulgação / PMPA / CP

Após reunião em Brasília nesta segunda-feira com representantes do Ministério do Planejamento e da Fazenda, o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, garantiu que a presidente Dilma Rousseff vai anunciar o metrô da Capital como uma obra que vai receber investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Grandes Cidades. A cerimônia acontece nesta terça-feira no Palácio do Planalto.

Apesar da confirmação do anúncio, a modelagem financeira do metrô ainda segue indefinida. Ainda assim, Fortunati afirma que a obra está na previsão do governo federal. “O metrô já está incluído na portaria do PAC da Mobilidade Grandes Cidades, que será assinada pela presidente Dilma. Na reunião sobre a modelagem, não batemos o martelo, mas avançamos no debate”, relatou o prefeito.

Mesmo sem definição, Fortunati deixou a reunião otimista. “São vários os cenários, várias as possibilidades. Acredito que teremos pela frente algumas reuniões técnicas para formatarmos essa situação da modelagem financeira do metrô”.

A principal preocupação é em relação à forma como será liberada a verba para o projeto. No acordo costurado em outubro para viabilizar o metrô da Capital, a União se comprometeu a bancar R$ 1 bilhão. Como a obra está orçada em R$ 2,46 bilhões, a diferença seria dividida entre governo do Estado, prefeitura e iniciativa privada. “Por isso apresentamos a proposta de adotarmos o uso de Parcerias Público-Privadas (PPPs) ou de concessões. Algumas dúvidas jurídicas apareceram e agora devemos contratar alguns juristas para que possam elucidar essas questões. Espero que a gente possa em um prazo curto chegar a um consenso”, finalizou o prefeito.

O projeto do metrô se baseia na integração com o Trensurb e BRTs (Bus Rapid Transit). Na fase inicial, serão construídas 13 estações, distribuídas entre o Centro da Capital e a zona Norte, sendo que o último ponto ficará localizado na Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), na avenida Assis Brasil. O prazo previsto de construção do metrô de Porto Alegre é de quatro a cinco anos.

Correio do Povo



Categorias:Metro Linha 2

Tags:,

2 respostas

  1. PAC da mobilidade = mais um programa eleitoreiro do governo federal.

    Curtir

  2. Pobre fortuna, deve saber que o governo ta aprontando pra cima dele, pra perder nas eleições..
    =//

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: