Tarso busca investimentos para ampliar rede hoteleira do Estado

Governador viajou para a Europa para visitar Portugal, Espanha e Inglaterra

O governador Tarso Genro, que iniciou nesta segunda-feira uma viagem de 12 dias à Europa, destacou as parcerias com Portugal, Espanha e Inglaterra para atrair investimentos ao Estado e enfrentar a crise no continente, que se reflete em todo o mundo. Tarso afirmou em entrevista à Rádio Guaíba que um dos objetivos da viagem é buscar investimentos para ampliar a rede hoteleira gaúcha, já que a região Metropolitana está em penúltimo lugar no número de leitos do País.

Conforme o governador, o Rio Grande do Sul é um canal de chegada dos portugueses ao Mercosul, e isso deve ajudar a aumentar o número de estrangeiros que vem ao Estado. Ele destacou a importância da criação da linha da Tap com voo direto entre Porto Alegre e Lisboa, como impulso ao deslocamento até o país europeu e vice-versa.

“Queremos que o Estado seja um lugar de chegada permanente, com a mesma potência que o Centro do País”, disse. Tarso salientou que a crise deve servir para valorizar as relações internacionais, tanto na área de produtos, quanto serviços, turismo, cultura e política.

Portugal e Espanha são países com relações privilegiadas e importantes da América Latina e o Rio Grande do Sul precisa estabelecer relações políticas para não ficar “escanteado”, segundo Tarso.

Em Portugal, o governador participará de seminários e reuniões com autoridades e empresários do setor hoteleiro, que é bastante forte no país. Na Espanha, também haverá encontros com o setor empresarial. Já na Inglaterra as discussões se concentrarão nas áreas de petróleo, gás e tecnologia.

“Precisamos criar pontes concretas de intercâmbio econômico e as áreas de seviços e turismo têm grande importância”, destacou. Tarso disse que o Estado tentará colaborar com os países europeus para passar por cima da crise e deseja que colaborem com o Rio Grande do Sul da mesma forma.

Todos os países serão atingidos com mais ou menos intesidade pela crise europeia, de acordo com o governador. Um dos objetivos da viagem é verificar em que medida isso ocorre no Estado e como a região pode conviver com a crise e transformar a situação desfavorável em favorável. “A crise atinge os países e estados conforme a estruturação para receber e se contrapor a ela”, decretou. Atualmente, as exportações gaúchas para a Europa somam cerca de 25%, segundo Tarso.

Correio do Povo

_______________________

O que o governo do estado poderia fazer, era facilitar a instalação do Oceanário Sul em algum local da Região Metropolitana (Guaíba, quem sabe). Aí sim os turistas teriam um grande motivo para visitarem o estado!  O projeto está parado há anos. Daqui a pouco os empreendedores vão optar por outro estado. Lamentável este descaso com quem quer investir !



Categorias:Economia Estadual, hotelaria, Rede Hoteleira, TURISMO

Tags:, , ,

11 respostas

  1. Vc ingenuamente que pensa Rogerio velhas e novas formas de ganhar dinheiro nunca secam.

    Curtir

  2. É exatamente por estar em recessão que o governador viajou para a Espanha ,como os empresarios não estao investindo no seu proprio pais, buscam lugares alternativos e com economias aquecidas para investir.Ou vc acha que eles querem parar de ganhar dim dim.

    Curtir

    • Marco

      A recessão não ataca só um grupo econômico, ela geralmente é difusa com alguns pontos de concentração.
      E tem mais, grande parte do desenvolvimento Espanhol foi criado a partir de SUBSÍDIOS da Comunidade Européia que muitos deles foram desviados para investimento no exterior, o velho esquema, estes secaram.

      Curtir

  3. Para ficarem atualizados sobre um dos lugares em que o Tarso foi buscar dinheiro para investimentos no Rio Grande do Sul, leiam a seguinte notícia:
    http://expresso.sapo.pt/espanha-entra-em-recessao-oficial=f722491

    “Espanha entra em recessão oficial

    O produto interno bruto de Espanha baixou nos primeiros três meses do ano, fazendo o país entrar em recessão. Entretanto, 11 bancos espanhóis viram o seu rating cortado pela Standard & Poor’s.

    A economia espanhola entrou em recessão no primeiro trimestre deste ano, com o PIB a cair 0,3% entre janeiro e março, confirmou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE) do país.

    Há já dois trimestres consecutivos que o PIB de Espanha regista uma contração, o que significa a entrada oficial em recessão. A última vez que o país entrou em recessão foi no quarto trimestre de 2008, tendo recuperado pouco depois de um ano, no inicio de 2010.”

    Curtir

  4. Bom né, eu não sou entendido no assunto, pode ser que eu esteja enganado….
    Vai ver é só construir hoteis que o mundo olha para a nossa cidade e resolve conhecer

    :OOOO

    Curtir

  5. Há pouco tempo atrás foi divulgada notícia (com foto) dando informação sobre o início das obras do Oceanário em Rio Grande, vinculado à FURG.

    Curtir

  6. Só eu que acho que para ter uma rede hoteleira, a cidade/região precisa de algo para apresentar para os turistas?
    E que Porto Alegre e RS praticamente não tem isso?
    E que temos varias chances de ter isso, mas nossos governantes não aproveitam?

    Tipo, Oceanario, cais do Porto, Formula Indy, Pontal…..

    Curtir

  7. Sera que esse oceanario sul só não sai do papel por causa do governo ?,Acho dificil de um projeto como esse o governo não dar a minima.Sera que esses empresarios existem mesmo que o projeto é sério?

    Curtir

    • Será que eles tem os 150 milhões necessários pra construir o parque? Claro que não, e pelo jeito não tem bens para colocar em fiança e tomar um empréstimo. Sem informações concretas sobre a viabilidade financeira, minha aposta é que tudo que foi mostrado a respeito do tal parque é show pra ver se algum investidor cai na rede.

      Curtir

  8. Acho que não contaram para o Governador que atualmente Portugal e Espanha estão literalmente a beira da falência (tanto o setor público como o privado).
    Acho mesmo que ele vai é comer bacalhau e paella.

    Curtir

    • Acho que ele só vai onde consegue se comunicar. Não sei se ele fala inglês, que é idioma universal, mas aposto que ele não se “submeteria” aos “imperialistas americanos”…

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: