Obra de revitalização da Praça Otávio Rocha está atrasada

Jornal Metro – Porto Alegre



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, Paisagismo, Parques da Cidade, Revitalização do centro

Tags:

18 respostas

  1. Visitando a obra já acabada, entregue ao povo, vejo que fomos literalmente roubados! Oitocentos mil reais por aquilo? Está faltando inúmeros bancos, e no monumento a Otávio Rocha falta a placa de bronze de indicativo. As muretas do monumento que deveriam ser recuperadas preservando características originais com ornamento no granito, agora é uma modelagem grosseira de massa com farelo de granito em vez de escultura. E nos muros da praça, em cima de cada moreão há vasos, mas todos vazios, pois os restauradores não descubriram sua utilidade prevista na década de 1930. Se você não viu, vale a pena conhecer a praça pelada e onde tem ido seu dinhero! Obs.: Deixe sua carteira em casa!

    Curtir

  2. E esse migué de revitalizar as praças de Porto Alegre a lá 1930, só servem para retirar as árvores! Burros eles, pois é óbvio que essas árvores não aparecem nas fotografias e registros de 1930, pois RECÉM HAVIAM SIDO PLANTADAS, TCHÊ!!!

    Curtir

    • É claro que elas aparecem, em quase todas as ruas do centro, bem enfileiradas, guardando a mesma distâcia entre elas, pequeninhas e bem repulhudas todas do mesmo tamanho, só que agora não existe mais nenhuma.

      Curtir

  3. E tudo, quase nada, acontece em baixo dos tapumes…!

    Curtir

  4. Sempre fico impressionado com os valores deste tipo de obra. Ontem estava passando por lá e fiquei curioso para saber como estava o andamento, dei uma olhada por entre os tapumes e confirmei o que já esperava, não tinha se quer uma pessoa trabalhando, isso numa quinta feira as 3h da tarde.

    Curtir

  5. Nada a ver Juliana, as capitais mais interessantes da America Latina são CHEIAS de praças sem árvores. Buenos Aires, Montevideo, Santiago… No Brasil, o exemplo é Curitiba. São todas cidades muito agradáveis e oferecem muito convívio social nas suas praças. Sem árvores.

    Curtir

    • Kehrwald Uma praça sem árvores não pode ser agradável. Não deve ser uma praça deve ser um largo, como o Largo Glênio Peres ou o Largo da Epatur, muito agradáveis por sinal…..

      Curtir

      • sabe qualé a da retirada de árvores, mesmo aos poucos, é que daqui uns anos resolvem tirar todas e fazer estacionamento com no Largo Glênio Peres e/ou Largo Zumbi dos Palmares/Epartur
        Por isso e pela sombra e abrigo as árvores devem permanecer!

        Curtir

  6. Rafael Bortolon, uma praça sem árvores não é uma praça. No verão te sentarás num banco ao sol para apreciar a paisagem? Duvido que um dia lá irás. Queres viver sem árvores, vai para o deserto.

    Curtir

    • Juliana, acho que você precisa melhorar sua interpretação de textos… Algum momento eu falei SEM árvores?

      Eu disse que a praça não ficará escondida atrás de “um monte de árvores e arbustos”. Na foto, percebe-se que ainda há árvores.

      O Parcão melhorou muito depois que podaram e retiraram algumas árvores nos últimos anos. Afinal, são praças, mas não áreas de preservação ambiental.

      Curtir

    • E desde quando uma praça tem que necessariamente ter árvores?

      De qualquer maneira, poa gosta de ter é mato em suas praças, não árvores.

      Curtir

      • Sabes por que Felipe que Porto Alegre só tem mato em suas praças? Porque há alguns anos atrás a SMAM, resolveu que as árvores de Porto Alegre não seriam mais podadas, e assim foi feito. As árvores nas ruas e nas praças cresceram e cresceram, as éxóticas todas tomadas pela erva de passarinho e a SMAM, nem aí. Sabe aquela árvore enorme na Pça Otávio Rocha que foi abatida a machado e que gerou ódios e simpatias, ela era um arbusto que era podado todos os anos e portanto permanecia pequeno e arredondado, até que não podaram mais. A SMAM não tem funcionários para cuidar das árvorew em Porto Alegre, não existe jardineiro para manter as praças, então acontece isso elas viram florestas. Aí, quem não sabe o que acontece fala estas bobagens que nossas praças são mato. É mato por culpa de quem?

        Curtir

      • Complementando teu comentário, tem praças em POA que não tem árvores ou tem poucas, pelo menos. Um exemplo: a Praça Itália: http://www.portoimagem.com/parques/pcitalia/fotos/DSCN4631.jpg

        Curtir

        • Não sei se estou certa mas, a Praça Italia deve ter uma outra conotacão já que em um dos lados ela tem algumas arvores e do outro um laguinho e mais árvores e no centro aquelas colunas que devem simbolizar alguma coisa, que eu não sei o que é mas vou pesquizar. É claro que no meio daquelas colunas não poderiam haver árvores. Estou certa ou estou errada? Para mim Praça sem árvores não é Praça, pode ser Largo ou Paço…..

          Curtir

    • Estranho, tantas praças na Europa sem arvores, por que aqui em Porto Alegre uma praça sem arvore não seria praça?

      Bom, de qualquer forma, vai ficar bem melhor essa nova coisa que não vai mais ser uma praça.

      Curtir

  7. Fico feliz de contarmos com o jornal Metro para acompanhar as obras da prefeitura. Finalmente temos um jornal que realmente mostra como as coisas são. O resto é o resto.

    Quanto a praça, pelo menos parece que vai ficar boa. Não vai ficar escondida atrás de um monte de árvores e arbustos.

    Curtir

  8. Até quanto tempo antes das eleições é permitido o candidato inaugurar obras?

    Curtir

  9. Qual será a desculpa agora?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: