O “esqueleto” e o centro merecem um projeto excelente

Nesta última notícia veiculada pelo Jornal Metro, a respeito da possível continuação da obra do famoso esqueleto do centro histórico de Porto Alegre, tomamos conhecimento de que um investidor aplicará 10 milhões de reais a partir do ano que vem, 2013.

Este custo será somente para continuar a obra e manter um prédio “meia-boca” numa das áreas mais valorizadas atualmente da cidade?

O Arquiteto Marcelo Gotuzzo criou um projeto magnífico – AUTOGÉRÉ, não só do ponto de vista arquitetônico mas também pelo lado de sua ocupação. Seria um projeto altamente viável, mas com certa elegância.

E agora ficamos em dúvida se este “novo e desconhecido” projeto será a altura do AUTOGÉRÉ?

Veja aqui que belo e responsável projeto já existe para transformar este LIXO que enfeia a cidade há quase 6 décadas.

O ‘esqueleto’ enfeia a cidade há 6 décadas. Foto: Gilberto Simon

Proposta do Arq. Marcelo Gotuzzo

CLIQUE AQUI PARA VER A MATÉRIA COMPLETA QUE LANÇA O PROJETO

_______________________

Para contato com o Arq. Marcelo Gotuzzo:

(51) 3028 7071 e (51) 9126 1840

marcelogotuzzo@gmail.com

_______________________

E já está rolando já a campanha da página PORTO ALEGRE É ASSIM … no Facebook:

Fonte: https://www.facebook.com/NORSEASSIM



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, Prédios, Restaurações | Reformas, Revitalização do centro

Tags:

16 respostas

  1. Eu li em uma postagem de alguns dias atrás que o projeto original do Esquelo seria para 50 andares, mas parou nos atuais 19.

    Eu fico pensando o seguinte: Se o projeto fosse concluído com êxito, teríamos em meados da década de 1960 o prédio mais alto de Porto Alegre. Quem sabe se isso tivesse acontecido naquela época, Porto Alegre não teria hoje arranha céus?

    Curtir

  2. Bem, esse projeto e’ ok, mas o predio tem dono e vivemos em um mundo capitalista. Nao adianta fazer centro comunitario se nao for dar dinheiro, porque ninguem vai fazer caridade com seu patrimonio. Alem do que, nesse projeto, aquele paredao cego de frente pro Largo e’ de gosto duvidoso. Alias, ninguem aguenta mais esses lados cegos de predios que abundam na arquitetura brasileira. Deve ter sido algum genio brasileiro que teve a ideia de fazer um lado do predio completamente fechado, sem ao menos umas janelas.

    Curtir

  3. Existe um esqueleto horroroso na esquina da Barros Cassal com a Farrapos…

    Curtir

  4. Não sei como é o projeto original desse prédio, o que eu sei, é que ele era pra ser o mais alto da cidade (uhuuul…)… poreeeem, pela data do prédio e o valor pra ser investido, pode ser que ele va ser outro paredão que a cidade não precisa.

    Curtir

  5. Gostei da idéia do projeto! Tomara que vingue. O triste é que o entorno não ajuda muito.

    Curtir

  6. Convenhamos que há vários outros prédios em situação igual ou um pouco “menos pior” no centro. Deveria haver uma lei que obrigasse os prédios a renovarem suas fachadas, pelo menos as pintando!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: