Obras no calçadão da Rua da Praia começam ainda em 2012

A prefeitura e a Associação dos Bancos no Estado do Rio Grande do Sul (Asbancos) assinaram, nesta quinta-feira, o projeto para a revitalização do calçadão da Rua dos Andradas (a Rua da Praia), localizado no Centro Histórico da Capital. A formalização do contrato foi realizada na sede da associação e teve a presença do prefeito José Fortunati, do presidente da Asbancos, Túlio Zamin, e de representantes das entidades parceiras.

A revitalização é uma adesão ao projeto Minha Calçada, do movimento Porto Alegre: Eu curto. Eu cuido, e contemplará a troca do piso do trecho da Rua dos Andradas, entre as ruas General Câmara e Marechal Floriano Peixoto, conhecido como calçadão da Rua da Praia. Além disso, será elaborado um projeto para as redes subterrâneas de serviços de água, esgoto, energia e rede lógica. A ação também faz parte do projeto Andanças, idealizado com a finalidade de humanizar a cidade através da recuperação de calçadas e outras medidas.

A proposta técnica deve ser concluída em aproximadamente seis meses e as obras devem iniciar até o final de 2012. A parceria contará com o apoio dos bancos associados da entidade, do Sindicato das Instituições Financeiras não Bancárias (Sindfin) e do Sindicato dos Lojistas do Comércio de Porto Alegre (Sindilojas).

Na solenidade, Zamin ressaltou a importância de poder dar curso ao projeto, que contribuirá com toda a sociedade. “Nós queremos registrar esse ato e comemorar esse movimento, que vai ser compartilhado com todos”, afirmou. Ele salientou também que a Rua da Praia é um ponto de destaque e que, por esse motivo, merece um cuidado especial.

Fortunati afirmou ser uma imensa alegria participar do projeto, que ficará na história de Porto Alegre. Ele destacou que aproximadamente 400 mil pessoas transitam pelas ruas do Centro da Capital diariamente e grande parte passa pelo calçadão.

O prefeito enfocou a necessidade da revitalização, especialmente, no que se refere à acessibilidade. De acordo com ele, hoje há muita dificuldade para os cadeirantes em virtude do piso inadequado. “A prefeitura está empenhada em fazer a sua parte na recuperação dos passeios municipais e essas parcerias são fundamentais para um bom resultado”, acrescentou.

Jornal do Comércio



Categorias:calçadas, Revitalização do centro

Tags:, , ,

10 respostas

  1. Pelo amor de Deus, botem canteiros com verdes e bancos para humanizar o trecho.

    Curtir

    • Exatamente, Gilberto. Cadê o projeto arquitetônico?
      Vão trocar 6 por 1/2 dúzia?

      Curtir

    • Vamos apoiar o cadastramento dos artistas de rua? Organiza-los e transformá-los em atração turística? Há tempos, ouvi a estória de um saxofonista, exibindo sua arte no Mercado Público, sendo impedido de continuar com sua performance. Não é um contra-senso à tudo que nosso povo sempre prezou? Em postagem anterior, sugeri a implantação de um coreto na esquina democrática, onde artistas poderiam reservar o espaço para apresentar seus trabalhos, de forma coordenada e com maior visibilidade. Acredito que seria um projeto de baixo custo, mas de longo alcance. Seria um excelente ponto de partida, um catalisador para nossa tradição cultural e efervescência artística. Abraços à todos.

      Curtir

  2. Na verdade eu acho o calçamento entre a General Câmara e a Dr. Flores um dos mais interessantes do Brasil, se não o mais. Acredito que seja o único que não apelou ou para pedras portuguesas de difícil manutenção ou para concretos ou lajotas sem graça. O material é, na minha opinião, muito bom e de fácil limpeza. O único problema é que ele ficou muitos anos sem cuidado nenhum e se deteriorou. Espero que mantenham o mesmo mas reformado. E que façam um enjambramento melhor nos cruzamentos! Cortar o calçadão para passar uma rua de asfalto preto é o cúmulo! Até na tal da Esquina Democrática.

    Curtir

  3. Oremos …

    Curtir

  4. E cadê o Projeto arquitetônico? Será apenas troca do piso, ou farão algo mais sofisticado?

    Curtir

  5. Li no CP que o orcamento seria de R$140 mil…..tenho medo …..ai ai ai….!!

    Curtir

  6. Melhorar o calçadão é uma boa notícia. Só espero que não façam com o mesmo “capricho” que fizeram o recapeamento da Dr. Flores. Aliás, 3 semanas após sua conclusão, ainda não repintaram as faixas de segurança: experimentem atravessar a Dr. Flores na esquina com a Rua da Praia. Se já era difícil com faixa, imaginem agora.

    Curtir

    • Fiz esse relato para a prefeitura e para o prefeito via twitter. A prefeitura respondeu: “Demanda registrada no Fala Porto Alegre com o protocolo 148302-12-06 e encaminhada para a EPTC, ok?”

      A ver quanto tempo até repintarem a faixa.

      Curtir

Trackbacks

  1. Obras no calçadão da Rua da Praia começam ainda em 2012 | Blog Porto Imagem
%d blogueiros gostam disto: