OAS aplica R$ 400 milhões em condomínios na Capital

Primeiras torres serão entregues a partir de setembro de 2015 ANTONIO PAZ/JC

A OAS Empreendimentos está fincando a bandeira em Porto Alegre estimulada pelo desenvolvimento que a Arena do Grêmio vai dar ao bairro Humaitá. Durante o lançamento do projeto Liberdade, que vai agregar um complexo residencial e outro comercial no entorno do estádio que está sendo erguido, a incorporadora anunciou que seu maior investimento em 2012 será dedicado à primeira fase do plano na Capital, voltada às unidades habitacionais. No total, serão destinados aproximados R$ 400 milhões nos três condomínios que compõem a empreitada e vão preencher 63 mil metros quadrados.

O primeiro deles, batizado Alta Vista, dá a largada ao plano da OAS com otimismo. Ainda em fase de pré-venda foram comercializadas todas as 262 unidades das duas torres, que começam a ser construídas no próximo ano. O condomínio vai ocupar cerca de 20 mil metros quadrados que, entre as cinco opções de plantas, comportam imóveis de dois e três dormitórios com 50 metros quadrados e 65 metros quadrados, respectivamente. O início das obras está marcado para março de 2013, com previsão de entrega das primeiras unidades para setembro de 2015. Somente esta fase deve absorver recursos na ordem de R$ 140 milhões.

Com o sucesso de vendas das primeiras torres, a OAS Empreendimentos inicia hoje o trabalho de pré-venda da segunda etapa da fase residencial, o condomínio Bela Vista, composto de três torres. A ideia de gradualmente valorizar as construções dentro do projeto Liberdade impediu os executivos de detalhar as unidades do segundo condomínio, que ainda estão sendo projetadas. “Vamos variar, incrementar as unidades para agregar valor”, diz o diretor de incorporação Luigi Petti. Ainda vão ser levantadas outras duas torres que formam o Gran Vista, terceira etapa residencial. Os três blocos terão estruturas individuais de lazer, mas serão unidos por um jardim suspenso localizado acima da garagem condominial, com 5 mil metros quadrados de área comum aos três empreendimentos. Após a entrega do Alta Vista, a cada ano será entregue um novo condomínio.

Infraestrutura viária da região sofrerá alterações

Para dar conta das mudanças que o projeto vai gerar na região do bairro Humaitá, a infraestrutura viária será modificada, com prolongamento da avenida A. J. Renner e a abertura de duas grandes vias no complexo, uma para separar a Arena dos condomínios residenciais e outra para demarcar a área comercial do projeto, com a promessa de espaço destinado a comércio e negócios, além de eventos e conveniência. O local terá shopping center, centro empresarial, centro de eventos, hotel e edifício-garagem. Segundo o diretor de incorporação da OAS Empreendimentos, Luigi Petti, toda estrutura é inspirada em tendências internacionais baseadas em conceitos que transpassam a ideia de bairro planejado, a fim de incorporar nas proximidades de casa toda infraestrutura comercial que a vida no meio urbano exige.

O gerente de incorporação da OAS Empreendimentos, Telmo Tonolli, afirma que o bom desempenho do Alta Vista remete à valorização da região do Humaitá, em movimento que poderia até ter incrementado os valores dos imóveis já comercializados sem alterar o ritmo das vendas. Tonolli relata que foram acompanhadas as vendas de outros imóveis na região, que chegaram a valorizar mais de 500% desde o início das obras da Arena. A proximidade com pontos estratégicos da cidade, como os 15 quilômetros que separam o empreendimento do Centro, é um dos fatores que tem estimulado a perspectiva de transformação do local. “A gente dormiu e acordou pensando que se os imóveis tivessem sido vendidos com valor 5% maior teria sido o mesmo sucesso de vendas”, brinca.

O diretor de relações institucionais da companhia, Humberto Garrido, vai além e destaca que, se Porto Alegre seguir apresentando o mesmo retorno observado até agora, continuará na mira da OAS. “Se continuar com esse desempenho, é lógico que ficaremos de olho nas novas oportunidades”, sentencia.

Mayara Bacelar – Jornal do Comércio

______________________

O vídeo do empreendimento:



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , , ,

17 respostas

  1. viva a Coréia do Norte,que tem PIB de 30 mil dólares, quem começou esta história lá em cima não sabe do que diz,o brasil está TRINTA ANOS ATRASADO em relação à Coreia do Norte – Ronaldo Rosem

    Curtir

  2. Eu acho que o tamanho não é o problema desses apartamentos, pois eles destinam a classe média baixa mesmo (aqueles recém casados ou quem está comprando o primeiro imóvel e tem renda entre 1800 e 5000 mil reais, que dizem ser a maior parcela da população), o grande dilema é o preço desse imóveis – comprovando que estamos em meio a uma bolha imobiliária.

    Curtir

    • Apartamentos, como esses, de nível médio e nessa região da cidade não poderiam custar mais do que 2.500/3.000 reais o m2 (máximo de 150 mil reais o ap. de 50 m2), mas parece que estão vendendo com preços partir de 200 mil reais.

      Curtir

  3. Realmente, poderia sair algo melhor.. mas melhor do que nada…

    Curtir

  4. vou ficar no meu apê velho de 80m2 e 2 dormitórios que custou um terço do valor desse aí.

    Curtir

  5. …e preparem-se, no local do Olimpico vai ser a mesma coisa….

    Curtir

    • Vai sair um pombalzão tipo aquele da Bento. Imagina, 8 torres de 21 andares, 12 apês por andar. Daí a “infra completa” será 2 salões de festa, 1 piscina (tipo Sítio do Beto) e 2 quadras.

      Curtir

  6. Porque Porto Alegre não costroi nada bonito ??? Tá certo que todas as cidades tem blocões, mas em cidades como Curitiba, Fortaleza, Salvador, etc, se vê muitos prédios altos e BONITOS E MODERNOS.
    Mas em Porto Alegre parece que se faz questão de se construir cada vez mais feio, cada vez mais mediocre. Está se construindo uma cidade feia, anntiga, mediocre, nem um pouco atraente. Triste cidade.

    Curtir

  7. “imóveis de dois e três dormitórios com 50 metros quadrados e 65 metros quadrados, respectivamente”

    Caramba, 65 m² para 3 dormitórios?

    Daqui a pouco tempo estaremos vivendo em latas de sardinha!

    Já o preço, garanto que é inversamente proporcional ao tamanho destes apartamentos!

    Curtir

  8. pombais altos estes da maquete. Pelo menos irao remover o lixo ao redor daquela area. Fora isto, parece com os pombais de sempre da um ar de koreia do norte para aquela regiao.

    Curtir

    • Melhor Coreia do Norte que Afeganistao logo apos a guerra, como e’ no momento.

      Curtir

    • como reclamam nesse blog meu Deus, se fazem um prédio reclamam se não fazem reclamam, acho que vocês deveriam virar empreiteiros e fazer MELHOR. Criticar por criticar é muito fácil, por isto este estado não cresce, nao desenvolve, povo reclama demais e faz de menos. TEMOS O QUE MERECEMOS.Não tá feliz se muda ou tenta um cargo público

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: