Entrega do Aeromóvel do Salgado Filho é adiada para 2013

Demora na assinatura do contrato com a empresa que vai construir estações atrasou cronograma

Empresa que construiria estações desistiu da obra, e nova licitação teve de ser aberta Foto: Divulgação / Prefeitura de Porto Alegre

Prevista inicialmente para começar no segundo semestre deste ano, a operação do Aeromóvel em Porto Alegre foi adiada para 2013, em razão do atraso na assinatura do contrato com a empresa vencedora da licitação para construção das estações, a Rumo Engenharia Ltda. A Trensurb dependia da liberação de recursos de R$ 4,1 milhões do PAC, que ocorreu nesta sexta-feira, possibilitando a confirmação do contrato na segunda.

A obra deve se estender pelos próximos seis meses. É preciso, depois, que o sistema passe por um período de testes. O gerente de projetos e obras da Trensurb, Sidemar Francisco da Silva, projeta para o início do ano a operação comercial da linha.

A construção da via elevada está adiantada, conforme Silva, e deve ser concluída até julho, assim como um dos veículos, de 150 lugares. O outro, de 300, deve ser finalizado até setembro. As duas estações ligarão o Aeroporto Salgado Filho à Estação Aeroporto da Trensurb. Em novembro de 2011, um acordo havia sido firmado com outra empresa, mas, após um mês da ordem de início, a empreiteira não deu seguimento ao cronograma de construção e o acerto foi cancelado.

O Aeromóvel de Porto Alegre deve se tornar a primeira linha da tecnologia em operação comercial no mundo. O projeto é 100% nacional. Os veículos suspensos, movidos a ar, permitirão integração e acesso rápido e direto dos usuários ao terminal aeroportuário. O trajeto de 1 km deve ser percorrido em um minuto e meio, com velocidade de até 60 km/h, funcionando como uma segunda linha da Trensurb. Por isso, o acesso vai ser liberado na faixa de integração. O custo total do projeto é de R$ 33,8 milhões.

Correio do Povo



Categorias:Aeromóvel, Aeroporto Internacional Salgado Filho

Tags:,

16 respostas

  1. Só não vi nenhum esclarecimento quanto o que fazer quando falta energia elétrica quando o Aeromóvel está no meio da linha.
    Tem gerador próprio?
    As pessoas aguardam até a volta da energia?
    Descem por uma escada de emergência?
    Ou chamam os Bombeiros?

    Curtir

  2. Aeromovel devia ter vergonha de colocar um veiculo para 300 pessoas neste trajetinho que eles inventaram. Dai ele fica na parada uns 20min parado porque com os 30 passageiros que estao dentro, acharão que está vazio. Mas em 20min eu, a pé, chego antes! Põe um veiculo para 50 pessoas e suas bagagens e bon voyage.

    PS: Sim, eu sei que a ideia é diminuir o numero de veiculos e aumentar o numero de pessoas utilizando o trensurb. Mas, perai… alguém acha que isso vai acontecer assim?

    Desculpa o desabafo.

    Curtir

    • Também achei veículos grandes de mais. Hoje em dia um ônibus e uma van dão conta do recado.

      Mas até onde eu sei ele vai funcionar seguindo o conceito de elevador horizontal. Ele vai ficar parado até alguém apertar um botão em alguma estação. Não vai precisar esperar.

      Curtir

  3. segundo semestre deste ano!Era bom demais para ser verdade.
    esses incopetentes lezados precissam levar uma eternidade para elaborar o projeto mais uma eternidade para aprovar o projeto mais uma para assinar o contrato e mais uma para comessar a sair do papel e mais uma para concluir.

    Curtir

  4. E vamos de novo…

    Curtir

  5. Outra fonte da notícia revelou que o motivo do atraso deu-se por conta da desistência da empresa vencedora da licitação para construir as duas estações e que a prefeitura se viu obrigada a realizar outro concurso.

    Curtir

    • Desistência? Deveria ter uma cláusula contratual proibindo isso, po, uma empresa entra numa licitação, que deve ser cheia de burocracia pra participar, ela vence, e depois desiste no meio do caminho? Aí tem….. (#teorias da conspiração)

      Curtir

  6. Esse atraso foi friamente calculado para terminar o aeromóvel após as eleições. Isso é moeda política.

    É por essa mesma razão que o segundo trecho de ônibus é grátis somente agora. Isso é moeda política do Fortunati.

    Está tudo sob controle… (ironia ligada)

    obs. Essa é a minha opinião

    Curtir

    • Pablo, isso não é verdade. Essa obra é federal, não está diretamente relacionada com a prefeitura.

      Curtir

      • Mas qualquer benefício para cidade, nessa hora conta ponto…

        Coloca um videozinho de campanha do Fortunati com cenas da cidade e o Aeromóvel passando… pronto!

        Curtir

  7. Haja incompetência e lerdeza e burocracia. São somente 1000 metros! O que acontecerá então com as dezenas de quilômetros do metrô??????

    Curtir

    • Sobre a tua questão do metrô, tenho até medo de pensar quando que ficará pronto, pois é ÓBVIO que não ficará pronto no prazo. E essa do aeromóvel, bem perdi meu tempo em comentar, alias, o Brasil adora imitar coisas de outros países e tal, por que não imita os chineses ou japoneses e constrói tudo em poucos meses? Vide exemplo pós tsunami, mas enfim, HERE IS BRAZIL, OF COURSE!!!!

      Curtir

    • Acho que lá não é comercial, é3 dentro de um parque.

      Curtir

      • Exato. O Aeromóvel de Jacarta está dentro de um parque e transporta as pessoas por um trajeto relativamente curto.
        O aeromóvel de Porto Alegre seria o primeiro a transportar passageiros como forma de transporte público propriamente dito.

        Curtir

%d blogueiros gostam disto: