Prefeitura debate passagem de nível com comunidade da Anita

Ideia é mostrar encaminhamentos da obra com total transparência, diz Figueira Foto: Cristine Rochol/PMPA

O prefeito em exercício João Batista Linck Figueira e o secretário de Gestão e Acompanhamento Estratégico, Urbano Schmitt, receberam nesta sexta-feira, 1º de junho, representantes de moradores e comerciantes da rua Anita Garibaldi. Em pauta a construção da passagem de nível da rua. O encontro ocorreu no Salão Nobre do Paço Municipal e contou com a presença do diretor da Secretaria de Coordenação Política e Governança Local, Plínio Alexandre Zalewski, e de técnicos de secretarias municipais envolvidas no processo.

O secretário Schmitt falou sobre o andamento do projeto. Ele explicou que já foi realizada a licitação e a assinatura do contrato. Agora, o projeto está em fase de adequação dos espaços e desvios e rotas alternativas para o início das obras. “Tivemos todo o cuidado com o planejamento e elaboração de como irá ocorrer esta obra, para ter um menor impacto possível e a melhor solução e menor dificuldade em termos de mobilidade urbana”, destacou.

Schmitt ainda apresentou o projeto das cinco obras de viadutos e passagens subterrâneas na Terceira Perimetral. De acordo com ele, as obras da passagem de nível da rua Anita Garibaldi estão previstas para começar em três meses. Durante esse período, a prefeitura trabalhará com atividades de readequação das vias envolvidas para futura implantação das mudanças. A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) programa igualmente um amplo processo de divulgação das futuras alterações junto aos moradores da região, com a distribuição de material informativo.

Mais fluxo – “O projeto de passagem de nível da rua Anita Garibaldi com a Terceira Perimetral tem por objetivo resolver os principais conflitos daquele cruzamento viário. As duas vias envolvidas adquirirão maior capacidade de fluxo, diminuindo as filas de veículos, que chegam a esperar até três trocas de sinal para passar. A ação resultará inclusive na diminuição do ruído e a poluição ambiental”, acredita Schmitt.

De acordo com dados da EPTC, 75 mil veículos por dia cruzam a Terceira Perimetral pela Anita Garibaldi. Com a trincheira, passarão por baixo da via, deixando de sobrecarregá-la. Quanto à Anita, 50% dos veículos seguem em direção ao Iguatemi, 32% dobram em direção ao Aeroporto (serão deslocados) e 18% dobram em direção à Protásio, o que justifica a tese de que, com a trincheira, o congestionamento será praticamente resolvido.

Na reunião desta sexta-feira, ficou acertado o contato para realizar novo encontro com a comunidade, o que deverá ocorrer nos próximos dias, na Igreja Mon’t Serrat, na Anita. “Nosso projeto é unir as secretarias envolvidas para mostrar o encaminhamento da obra com total transparência aos moradores da região. Iremos levar todo nosso corpo técnico para discutirmos e chegarmos à melhor solução”, afirmou o prefeito em exercício.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:

2 respostas

  1. Não consigo entender, moro na Carlos Gomes, vi sair do papel a Perimetral sem problemas. árvores foram transplantadas até do meu prédio. Agora o pessoal reclama pela natureza ou por seus IMÓVEIS, qual a diferença entre uma rua e a outra.Rejane Bugs

    Curtir

  2. Certamente a reunião com os moradores e comerciantes locais não ocorreu para que estes ficassem assistindo os planos da prefeitura. Eles têm reivindicações que NEM SEQUER FORAM PUBLICADAS PELA PREFEITURA NESSA REPORTAGEM. Escrevo isso como um alerta à qualidade das informações que nos são passadas. Neste caso, a “comunicação social” da prefeitura não está querendo nos informar, está querendo nos INFLUENCIAR.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: