Vila Floresta: Famílias vão à futura moradia

Um grupo de moradores da Vila Floresta, perto do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, visitou sábado as obras do Residencial Camaquã. A expectativa é de que as 42 famílias que ainda residem na vila sejam transferidas, por meio de uma parceria entre governo do Estado, prefeitura e Infraero. A remoção é um dos passos para viabilizar a desocupação de área que será utilizada para a ampliação da pista.

A moradora Cátia Sabrina Geiger aprovou o empreendimento. “Esse é um local diferente, um pouco afastado da zona Norte, mas bem agradável”, afirmou. Para Ana Cláudia dos Santos Rodrigues, a única preocupação é em relação ao tamanho dos apartamentos. Mesmo assim, ela acredita que tudo é uma questão de adaptação. “Pelo menos será a nossa casa. Isso que importa.”

O residencial deverá ser entregue até o final do ano. Localizado na travessa Escobar, na zona Sul, os imóveis têm dois quartos, sala, cozinha e banheiro, além de área de lazer interna.

Correio do Povo



Categorias:Aeroporto Internacional Salgado Filho

Tags:,

2 respostas

  1. Olha ai, temos um exemplo de moradora que pensa.

    Sabe que vai ter que mudar algumas coisas, mas sabe que vai morar num lugar regular.

    Pena que é um caso raro no meio desse Brasil cheio de aproveitadores.

    Antes que me torrem a paciencia, aproveitadores entre ricos, pobres, miseraveis, classe média, podres de ricos, etc..

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: