Trecho da Beira-Rio liberado ao trânsito

Pista de 500 metros ficou com fluxo único no sentido Centro-bairro

As novas sinaleiras entraram em funcionamento no sábado para organizar a circulação de pedestres e veículos Crédito: VINÍCIUS RORATTO

Motoristas já circulam, desde sábado, pelo novo trecho de 500 metros da avenida Edvaldo Pereira Paiva (Beira Rio), entre as avenidas Aureliano de Figueiredo Pinto e Ipiranga, na Capital. Em sentido único, o fluxo da pista será permitido do bairro para o Centro. Nesse trecho, não haverá possibilidade de estacionar. A ampliação faz parte das obras de mobilidade para a Copa do Mundo.

O diretor-presidente da Empresa Pública de Transportes e Circulação (EPTC), Vanderlei Cappellari, explicou que as sinaleiras colocadas na Edvaldo Pereira Paiva e na Rótula das Cuias devem proteger os pedestres que circulam na região. As obras de duplicação da avenida Beira-Rio, incluindo a segunda ponte sobre o arroio Dilúvio, devem ser concluídas até o final do primeiro semestre de 2013.

Também, sábado, teve início a operação dos semáforos instalados na Rótula das Cuias, que tem o objetivo de organizar a circulação de veículos.

Segundo o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, as sinaleiras, além das quatro faixas para circulação dos carros, servirão para disciplinar o trânsito da avenida que ficou muito rápida com as melhorias realizadas. “Precisamos olhar o pedestre e não somente o condutor. Essa área tem grande concentração de pessoas que tentavam atravessar pela rótula e não conseguiam. Por isso iremos educar o trânsito”, explicou Fortunati.

Correio do Povo

O trecho entregue hoje, fica entre as avenidas Aureliano de Figueiredo Pinto e Ipiranga. Foto: Luciano Lanes / PMPA



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:

19 respostas

  1. E mais um mar de sinaleiras foi inaugurado… Só em um trecho de 100m são 3..

    Curtir

  2. Onde exatamente é esse trecho? Posts de obras sempre deviam ter um mapa identificando.

    Curtir

  3. À vezes, acho que fazem essas obras públicas aos pedaços de propósito, para assim políticos poderem inaugurá-las várias vezes.

    Eu ainda espero ver, um dia, um administrador público se recusar a participar dessas palhaçadas. Provavelmente isso acontecerá quando seus marketeiros perceberem o quanto isso é ridículo.

    Curtir

  4. Existe algum lugar no mundo fora o Brasil que se inaugure avenidas em pleno centro da cidade sem fiação subterrânea? Pego sempre no pé disso porque acho que as pessoas não se deram conta do impacto dos fios no visual urbano. Polui mais que outdoor. Vejam Gramado, por exemplo. Parece que tem algo diferente, mais amplo e mais higiênico. É a falta de fios. Fora isso: as paisagens desse trecho me parecem bem bonitas. De primeira vista pensei que se tratava de um render. Ainda não conheço pessoalmente, mas o acabamento do asfalto/cordão/calçada me parece de razoável para cima. Uma última reclamação: por que pintaram o meio-fio? Nada que me faça sentir mais em Marau do que isso. Gasto a toa e enfeia a cidade. Todos os expoentes urbanísticos do mundo desenvolvido e alguns até da América Latina – incluindo ZS do Rio e Curitiba – já aprenderam a abolir essa prática retrógrada e usar a pintura de lista no asfalto. Isso podia se tornar um tema mais corrente no blog.

    Curtir

  5. DesaFortunati inaugura mais uma da série “leva do nada a lugar nenhum”, assim como ja fez com a ciclovia

    Curtir

  6. Onde posso fazer sugestões de pauta para o site?

    Curtir

  7. Em quantos minutos alguem vai comentar reclamando sobre asfalto, transito, carros, biriri, falta de ciclovia e os poneis?

    Curtir

    • Eu acho uma vergonha não ter uma ciclovia decente na orla, tu não acha? Aliás, ali devia ter uma pista da largura de uma faixa para automóveis para bicicletas, patins, triciclos, etc.

      Curtir

      • eu acho uma vergonha não ter uma orla decente.

        Curtir

      • Pois é, estava vendo a obra que estão fazendo na Beira-rio e notei que reduziram a largura da pista de terra de havia num trecho da Avenida. Por que não aproveitaram para fazer uma pista a mais na Avenida, no sentido centro-bairro, para ser usada com ciclovia? Será que vão manter a ciclovia misturada com o calçadão, digo, a trilha de caminhada, como já ocorria antes da duplicação?

        Curtir

  8. Passei por ali hj, e mesmo depois de construirem a ponte, teremos um gargalo: uma sinaleira na junção da Beira Rio com a Aureliano e outra logo depois, na rótula da megateta.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: