Assembleia aprova criação de estatal dos pedágios

Empresa administrará as praças das estradas gaúchas a partir de 2013

Foi aprovado na Assembleia Legislativa, na noite desta terça-feira, por 31 votos a nove, o projeto de lei do Piratini que cria a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), que passará a administrar os pedágios estaduais a partir de 2013. A emenda que atende às sugestões da bancada do PDT também foi aprovada, por 35 votos a 12. Quatro deputados da oposição foram favoráveis à emenda pedetista: Álvaro Boessio (PMDB), Adolfo Brito (PP), Mano Changes (PP) e Silvana Covatti (PP).

Os governistas festejaram a aprovação em plenário e pelo Twitter. O líder do governo, Valdeci Oliveira (PT), definiu o dia de ontem como histórico. “A aprovação fortalece a tese do governo de mudar o modelo atual”, declarou o petista. “Esse é só o princípio da mudança. Os pedágios comunitários se fortalecem, mas as concessões atuais seguem até o encerramento dos contratos”, twittou Marisa Formolo.

O debate do projeto, que se estendeu por mais de seis horas, estragou os planos para a noite do Dia dos Namorados de alguns deputados. Chegou a ser sugerido, na reunião de líderes, que a votação das matérias fosse dividida (metade seria votada hoje e as demais nesta quarta) para que os parlamentares pudessem deixar o plenário mais cedo. A sugestão não obteve acordo.

Correio do Povo

___________________________

Comentário pertinente do Fernando Albrecht, do Jornal do Comércio:

Parada total I

Para onde exatamente o Estado quer ir com a criação da EGR é um mistério, a não ser que o objetivo seja exatamente esse. O pacote do Palácio Piratini veda qualquer contrato futuro com empresas privadas que queiram investir em rodovias. Só pode ser pedágio comunitário. Então a consequência imediata é a morte da rodovia ERS-010, estrada vital para evitar parada total na Região Metropolitana.

Parada total II

Todo e qualquer investimento futuro só terá a financiá-lo os níqueis que pingarão nas praças administradas pela nova estatal. Não se pode nem imaginar que o Estado vá atender à demanda rodoviária atual, o que dirá nos próximos anos. No caso da ERS-010, paralela à BR-116, o Governo do Estado precisaria arrecadar R$ 2 bilhões, que é o custo projetado, afora os R$ 155 milhões em desapropriações. Então não dá para entender.



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:, , , ,

14 respostas

  1. Eu li melhor no Sul21 sobre essa estatal dos pedágios… Eu não concordo com mais um órgão para fazer o que já é de obrigação do estado, mas uma coisa tenho que concordar…. As concessões terminam no ano que vem e o governo está se antecipando para o fato, e isso é interessante!

    Vamos ver no que vai dar, espero que não se crie estatal nenhuma, isso seja apenas para alvorotar a sociedade e os políticos para o fim das concessões no ano que vem, independentemente de ser para nova concessão ou o estado assumir.

    O que não dá para fazer é como fez a Yeda que foi pega de surpresa e simplesmente jogou para a união.

    Curtir

  2. E o povo fica aqui, sentados, quietinhos, lendo os comentarios no blog…e nada de protestar e quebrar tudo!!
    Cada povo tem o que merece!!

    Curtir

  3. Vai ser como uma Carris para PoA. Não vai fazer concorrência como deveria, não vai puxar a qualidade nem baratear os preços… Não vai mudar muita coisa.

    Curtir

  4. Isso vai de contra toda lógica de administração moderna, onde o Estado deve ser pequeno, enxuto e eficiente, cuidando basicamente da saúde, da educação e da segurança. Caminhamos pra trás.

    Curtir

  5. Que saudades da Yeda!!! Esse Tarso Genro só trama, tudo que faz tem objetivos obscuros, que nunca estão de acordo, por óbvio, com o interesse público!!! Como vamos expandir nossa malha viária com esse tipo de raciocínio, em Tarso?!?!? Tu tem sorte desse povo por aqui ser tão cego pra eleger um comunista mafioso como vc!

    Curtir

  6. O sistema de atendimento a saúde do Estado tbm não está bom, quem sabe o Tarso cria a EGS – Empresa Gaúcha de Saúde….Essa foi de dar inveja ao Evo Morales..

    Curtir

  7. A ideia é boa, quero ver funcionar…

    Curtir

  8. Ele vão roubar o dinheiro que pagamos por um serviço que existe exatamente por causa dos roubos que eles já fazem na grana que recolhem com os impostos..
    Entenderam? Não né?!
    Pois é, nem eu… mas isso mesmo

    Curtir

  9. Pedágio estadual já é difícil de engolir, visto que o estado deveria realizar a manutenção das rodovias com o dinheiro dos impostos muito bem recolhidos.
    Estatal pra controlar pedágios então, nem se fala. Mais dinheiro público indo pelo ralo.

    Curtir

  10. Quem disse que o Tarso nao fez nada nesses 2 anos de governo…olhem o que ele fez gente…criou uma estatal dos pedágios e contratou 500 ccs…deixem o homem trabalhar…

    PT cada dia mais forte, cada dia mais aparelhado…depois a yeda é que é ladra, com aquela mentira plantada pelo tarso referente a compra da sua residencia.

    Curtir

  11. Mais uma estatal para dar empregos ao pessoal do partidão, sugar dinheiro público e ser ineficiente…

    Curtir

  12. Esse negocio de pedágio estatal é pura conversa da esquerda. Nada do que é estatal funciona. Deixa passar uns anos que vcs vão ver a quantia de buracos nas estradas. Que retrocesso medonho. O estado já anda a 80km/ hora nas estradas e o PID anda a 60 km/ hora, enquanto isso em SP/ MG/ RJ/ PR nas estradas se anda a 120 km/ hora. Ai é só comparar os dois estados.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: