Estado exibe plano para evitar acidentes nas ruas e estradas

Grill apresentou o planejamento que está sendo feito pelo órgão MARCO QUINTANA/JC

O governo do Estado apresentou, na tarde de ontem, o Plano e a Política Estadual de Segurança no Trânsito. O evento ocorreu durante a 6ª reunião do Pleno do Comitê Estadual de Mobilização pela Segurança no Trânsito, no Centro Cultural CEEE, em Porto Alegre.

“Estamos construindo um modelo de mobilização pela segurança no trânsito”, anunciou o vice-governador e coordenador do comitê, Beto Grill. Ele explicou que o comitê foi criado em maio de 2011, para aderir à campanha da ONU da Década Mundial de Ação pela Segurança no Trânsito (2011-2020), que tem como objetivo reduzir em 50% o número de mortes e feridos graves no trânsito até 2020. Por ano, cerca de 1,3 milhão de pessoas morrem em decorrência de acidentes de trânsito no mundo todo. A maioria encontra-se nos países em desenvolvimento.

A partir da campanha da ONU, o comitê realizou visitas preliminares em locais onde as políticas para a segurança no trânsito já tiveram resultados positivos, como Rio de Janeiro, França, Alemanha e Espanha. “Nessas visitas à Europa, nós percebemos a necessidade de uma intervenção mais aguda”, afirmou Grill. Além disso, ele apontou que, entre as ações eficazes realizadas nestes países, estão o aumento de radares e a supressão dos avisos onde estas tecnologias se encontram. “Esta visão inicial nos possibilitou construir a nossa política de segurança no trânsito”, destacou.

Com um ano de existência do grupo, Grill mostrou o planejamento que está sendo feito dentro das perspectivas de curto, médio e longo prazo, como fiscalização e punição (medidas a curto prazo), ações voltadas à educação (a médio prazo) e segurança veicular e viária (a longo prazo). Também estão incluídas nas atividades as operações Balada Segura e Viagem Segura.

De acordo com o vice-governador, desde fevereiro de 2011, a Operação Balada Segura já realizou 481 blitze, nas quais foram abordados 32.635 condutores. Destes, 2.605 foram autuados por embriaguez, sendo que 315 cometeram crime pelo nível alcoólico que apresentaram. A Viagem Segura, que ocorre principalmente durante os feriados prolongados, já teve oito edições, em que foram fiscalizados mais de 800 mil veículos. Foram registradas 93 mil infrações e 2,8 mil Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) foram recolhidas.

O comitê é integrado por secretarias e órgãos do governo, totalizando 30 representações. O documento será encaminhado à Casa Civil e, posteriormente, estará disponível no gabinete digital para que a sociedade possa votar e participar.

Para o presidente do Detran-RS, Alessandro Barcelos, é muito importante a integração entre os setores do governo e da sociedade. “Não se trata de reinventar a roda. Não se trata de buscar uma solução mágica e inexequível. Trata-se de buscar uma solução real”, assegurou. Barcelos ressaltou também a necessidade de ações de controle da velocidade, assim como as ações para o controle do consumo de álcool. “Que nós possamos ter uma política integrada de controle de velocidade no Rio Grande do Sul”, concluiu.

Jornal do Comércio



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:,

%d blogueiros gostam disto: