30 empresas irregulares sairão do Porto de Porto Alegre

Cais do Porto deve abrigar fornecedoras do polo de Rio Grande

Em cumprimento à ordem judicial, empresas que atuam na área devem deixar o local hoje

A área do Cais do Porto, no Centro de Porto Alegre, será desocupada por 30 empresas que estão no local irregularmente há cerca de dua décadas, em razão de uma ordem judicial para reintegração de posse. O local deverá ser usado por fornecedoras do Polo Naval de Rio Grande, conforme o superintendente de Portos e Hidrovias, Pedro Obelar. Ele explica que, após licitação, ainda sem data definida, as empresas irão produzir blocos para plataformas, que depois serão encaminhados a Rio Grande para montagem. “A cidade gera um grande interesse pela disponibilidade de mão-de-obra, assim muitos empregos devem ser gerados”, diz.

A ordem para desocupação do local foi baseada em uma ação da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e da superintendência. Sete empresas devem deixar a área nesta quarta-feira. A medida poderá atrasar empreendimentos imobiliários, já que as fornecedoras respondem por 50% do mercado de concreto e demais materiais de contrução na Capital e região Metropolitana.

Correio do Povo



Categorias:Outros assuntos, Polo Naval de Rio Grande

Tags:, ,

3 respostas

  1. Tooooooooooooma ecoxiiitaaaaaada

    Curtir

  2. @ Phil:
    Exato. Os “ecossauros de plantao” so reclamam da “privatizacao” quando algum grupo privado quer investir em entreterimento e lazer para a populacao…quando e’ para reclamar de cabide de empregos para os “cumpanheiros” eles ficam calados!

    Curtir

  3. HAHAHAHAHAH….Entao o porto ja era “privatizado” mas somente para um grupo seleto. Todos os impedimentos a melhorias na cidade deve ser pelo mesmo motivo. varios “FEUDOS” espalhados por toda parte. Cacetete na orelha deles seria o melhor remedio!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: