ARTIGO: Novos ares para o IV Distrito, por Adeli Sell

Próximo do Centro Histórico, da Rodoviária, do Aeroporto, da entrada e da saída da cidade, além de bairros tradicionais como o Moinhos de Vento, o IV Distrito figura hoje entre as regiões com maior potencial de crescimento e revitalização da cidade. No passado, foi um dos espaços mais nobres da cidade, nos áureos tempos de sua indústria e construção de prédios históricos. Hoje, a realidade é outra.

O cenário atual contrasta em vários quesitos. Muito do que temos ali é cinza, sujo e escuro. As calçadas e pista de rolamentos são só solavancos. Vastos pavilhões fechados. Edificações em decadência. Prédios históricos e que devem ser recuperados com urgência antes que seja tarde. Há também edificações listadas pela prefeitura como de interesse cultural que são uma afronta, pois nada representam para a História da cidade.

E tem uma disputa entre moradores, transeuntes e trabalhadores da região com profissionais do sexo. Os problemas são correlatos: violência, brigas, arruaças, barulho, desassossego, sexo feito em espaço público e diante de menores. Isto é uma angústia e causa um tremendo mal estar e desconforto aos moradores que por ali circulam.

As primeiras coisas a serem feitas cabem ao poder público: limpeza, recolhimento de lixo, garantia de iluminação pública, fiscalização das calçadas; arrumação da pista de rolamentos das ruas, retirada de obstáculos das calçadas, obras de infra-estrutura contras os alagamentos, etc.

Sempre penso que a Prefeitura deveria propor aos empreendedores locais e possíveis parceiros um projeto global de revitalização do local. Certa feita, disse ao nosso Secretário que a Fazenda deveria dar um desconto substantivo no IPTU a todos os que pintassem, reciclassem, renovassem suas edificações dentro das normas da Prefeitura. Mas pior do que isto, a Prefeitura não dá desconto no IPTU e ainda apresenta dificuldades para qualquer coisa que se queixa fazer aí.

Em seguida, poderíamos implantar algo semelhante ao que foi feito em Barcelona com uma região degradada, parecida com a realidade do IV Distrito, transformada em “@21”, um espaço para a tecnologia da informação, com incentivos fiscais. Aqui, poderia ser dado apoio a uma rota de gastronomia, uma rua para utilidades domésticas especialmente na área de iluminação, coisas que já existem, mas que poderiam melhorar. Poderia haver uma rota de locais de entretenimento ao longo da Farrapos, com os devidos cuidados. Mas o “quente” mesmo para alavancar a região seria de propor uma indústria limpa, uma soma de tecnologia de informação, com laboratórios farmacêuticos, clínicas de saúde, indústria óptica e correlatos de saúde. Isto comporia um sistema local de produção.

Mas não podemos esquecer de incentivar uma miscigenação de tudo isto com habitações variadas, que mesclariam classes sociais. Por isto, foi um equívoco fazer aquelas casinhas na Vila dos Papeleiros/Santa Terezinha, quando deveríamos ter treinado aquelas pessoas, para outras atividades profissionais, construído um grande edifício, dando espaço para uma composição para o projeto do Minha Casa Minha Vida, que faria uma ligação com o prédio da Rossi/Fiatecci. Isto sim que teria sido ousado. E é assim que começo a pensar o IV Distrito.Espero estar iniciando um novo processo de debates com este artigo, podendo surgir outras e melhores idéias a partir deste.

Adeli Sell

Vereador de Porto Alegre

(enviado diretamente do Vereador Adeli Sell)



Categorias:Artigos, Revitalização 4º Distrito

Tags:, , , ,

12 respostas

  1. Propaganda ou não é irrelevante, aplaudo a manifestação visto que a produção de nossos nobres edis raras vezes se afasta das árduas tarefas de dar nome à praças e ruas e homenagear cidadãos.

    O problema, Adeli, está na falta de projetos para a cidade; Lerner em Curitiba foi o exemplo de que vontade de fazer com capacidade mediana, mais a condição do mando – o cargo executivo – criaram a cultura da valorização do PLANEJAMENTO EFETIVO DA CIDADE A LONGO PRAZO, com definição de diretrizes e ações que passaram a transpor o limite de um simples mandato.

    PROJETOS CARO EDIL, e o comando das secretarias e empresas na mão de técnicos competentes em vez do loteamento político, compreende? Assessorias específicas com profissionais de reconhecida capacidade, em vez de sinecuras e cargos de confiança para parentes e apaniguados.
    Outra maneira de fazer a coisa, compreende caro Adeli?
    Tenho certeza de que os eleitores sensibilizar-se-iam com propostas assim formuladas.

    PS faz onze anos fiz uma crítica da vila planetário, provei que a mesmo poderia ter sido construída sem ônus para o município, através de mecanismo de troca de área. O material está disponível no link:
    http://web.mac.com/arqgalvao/iWeb/eduardogalvao/Textos.html

    Infelizmente o PT insistiu no erro, construindo outro gueto similar na Voluntários. Como disse Cameron Sinclair no “Fronteiras 2012”, não basta só a casinhola, tem que oferecer acesso à ocupação, comentei no link: http://projetosemprograma.blogspot.com.br/2012/06/cameron-sinclair-em-porto-alegre.html

    A propósito, ficou difícil ser PT agora, não é meu caro? Larga a parceria do Maluf!
    E conte com o apoio para ações efetivas.

    Curtir

  2. Essa conversa do ilustre vereador, nessa época, é pura propaganda política.

    Curtir

  3. Quando fui Secretário da Smic, fiz inúmeras ações contra os equipamentos ilegais, desde os ferro-velhos, estes lixões, da Voluntários. Pena que depois não se fiscalizou mais nada por ali. Com a Brigada fechamos alguns botecos que só vendiam cachaça, que davam guarida para batedores de carteira.
    Como petista, já fiz minha autocrítica, quanto à Vila dos Papeleiros, rebatizada de Vila Santa Terezinha. Digo que foi um erro fazer casas, deveriamos ter verticalizado. Construido um edífcio para o pessoal dali. Dando outro espaço para outra edificação, pelo PAR da CEF
    ou do MInha Casa, Minha Vida.
    Quem quiser receber material meu sobre o que fiz e estou fazendo no IV Distrito, é só enviar seu endereço para mim: adelisell@camarapoa.rs.gov.br
    Abraços e respeito a todos(as),
    Adeli Sell
    Vereador
    99335309

    Curtir

  4. Vou comparar e não to falando bobagem. Na região do Hotel elevado, vcs conhecem?

    A Av. Farrapos tem a mesma cara.

    A questão é a seguinte: Prédios em estado de abandono, aquelas ridiculas estações de onibus… Eu moro atualmente na região. Tem um baita potencial. Só que, por um exemplo, na esquina da São Pedro com a Farrapos se encontram uns 3 prédios lacrados, abandonados. Muita gente, inclusive eu, estão procurando imóveis na região e não se encontra. Olha, urge a necessidade de uma reforma geral nessa avenida. E infelizmente, eu não creio que isso aconteça.

    Miami tem seu “art déco district”… pq Porto Alegre não pode ter tb?

    Curtir

  5. O artigo do nobre vereador eh muito bom ,só que ele se esquece que esta la a varios mandatos e nada faz e seu partido ja esteve a frente do passo municipal.Espero que essa ideia seja levada a frente .Como vereador de um dos maiores partidos da cidade ele poderia parar de escrever e comecar a agir.

    Curtir

  6. Em Buenos Aires o outrora degradado bairro de Parque Patrícios ora reluz com a implantação de um distrito tecnológico punjante, o qual potencializou o afloramento naquela área de uma série de serviços significativos, que a fizeram “renascer”. Outra estratégia por lá adequadamente empregada foi facilitar a instalação de novas sedes de empresas fortes como bancos, e no meu ver, o Banrisul (que tanto fatura) bem poderia instalar-se no IV Distrito em um edifício moderno que unisse funcionalidade a arrojo arquitetônico, como ícone e representação de força, toda uma questão de imagem própria e do RS. Todavia, infelizmente no fundo, falta interesse de quem pode decidir e POA de modo geral mas não total, persiste absurdamente em seu desvairado culto à feiúra e repugnância.

    Curtir

  7. Sr Adeli, se queres meu voto deves parar com estes artigos cheios de “frases que quero ouvir” e tens que começar a votar de acordo. Até onde lembro, votaste contra o pontal do estaleiro.

    Curtir

  8. Adelli e’ do PT, o maior responsavel por todas as mazelas da cidade…e pior, eles sabem e sabiam dos problemas mas sempre PREFERIRAM NAO FAZER NADA. E ainda querem o PT de volta??? Isso ja esta se tornando DOENCA!

    Curtir

  9. Adeli para Prefeito!!!!!
    O 4º Distrito só está assim por culpa das sucessivas más-administrações de Porto Alegre. E o pior é que esta realidade não é só do 4 ditsrito. Com exceção de alguns bairros, cada vez mais a totalidade de Porto Alegre está indo para o triste destino dos bairros Floresta, Navegantes, São Geraldo. Porto Alegre é SUJA demais!!!

    Curtir

  10. No pais onde os pobres podem tudo, e principalmente na capital mais anti rico do Brasil, fica complicaod de resolver o problema.

    Alguem aqui ja teve que passar por la durante a noite e se deparou com alguma rua lotada de lixo com varios carroceiros na volta?

    Fui levar uma amiga que mora ali perto e me deparei com a cena… os carroceiros pareciam zumbis no meio da rua…

    Pra resolver o problema desse bairro, só com policia, cadeia, pulso firme, porrada e uma atitude forte de higienização, tambem com a obrigação para o tratamento de drogados e acabar com a farra dos travestis.

    Mas na nossa cidade, os pobres e oprimidos ilegais podem tudo…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: