Celulose riograndense investirá US$ 2,9 bilhões

Walter Lídio Nunes palestrou ontem na comemoração de 82 anos da Sergs Crédito: ARTHUR PULS

Em comemoração aos 82 anos da Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul (Sergs), o presidente da Celulose Riograndense, Walter Lídio Nunes, palestrou ontem na sede da entidade. Ele falou sobre a expansão da indústria localizada em Guaíba, na região Metropolitana. Nunes destacou que a empresa deve investir 2,9 bilhões de dólares na ampliação da área industrial e, com isso, elevar de 1,3 milhão para 1,7 milhão de toneladas a capacidade de fabricação de celulose, podendo chegar a 2 milhões de toneladas.

“Atualmente, fabricamos 450 toneladas por ano, mas este volume deve aumentar e, por consequência, incrementar o Produto Interno Bruto (PIB) do Estado”, ressaltou. Nunes destacou que a maior parte dessa produção será destinada à exportação. A Celulose Riograndense faz parte do grupo chileno CMPC, que adquiriu a fábrica da brasileira Fibria Celulose, em 2009, pelo valor de 1,43 bilhão de dólares. O plano de expansão da empresa inclui o aumento da base florestal, instalar nova linha de produção e promover melhorias na fábrica atual, nos setores de infraestrutura, logística, florestamento e insumos. Segundo ele, em Guaíba serão investidos R$ 44 milhões em infraestrutura, principalmente nas ruas ao redor da empresa. A expectativa é iniciar as obras ainda em janeiro de 2013, com previsão de conclusão em dois anos.

Expansão

– 2,9 bilhões de dólares para a ampliação

– R$ 44 milhões investidos na infraestrutura das ruas de Guaíba

– Ampliar a produção de 450 toneladas de celulose por ano para até 2 milhões

– Programa de Qualificação Profissional: 6.000 trabalhadores (3.600 construção civil + 2.400 montagem eletromecânica)

Fonte: Celulose Riograndense

Valores (US$)

– Valores (US$)Florestal – 495 milhões

– Industrial – 2,06 bilhões

– Infraestrutura – 152 milhões

– Outros Investimentos – 26 milhões

– Total – 2,73 bilhões

Fonte: Celulose Riograndense

Correio do Povo



Categorias:Economia, Economia Estadual

Tags:,

2 respostas

  1. Alguem sabe dizer se eles vao comprar o comercio e as casas entorno da fabrica?
    ou o governo vai desapropriar?

    Curtir

  2. Hipermegasuper investimento!!! ótimo para o Estado!!!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: