Trensurb vai comprar trens e renovar também

Não entendi pra que comprar E renovar a frota. A frota atual está velha e ultrapassada, não caberia modernizar nada, mas comprar trens modernos novos e substitui-la toda. Que vocês acham? E pelo amor de deus, uns com estofamento, aquele plástico duro na b. não dá pra suportar, né?

Jornal Metro 

Na foto acima podemos ter uma noção melhor de como nossos trens urbanos estão defasados. Para terminar, algumas estações importantes como a do Mercado e da Rodoviária poderiam levar um upgrade.



Categorias:Outros assuntos

32 respostas

  1. O autor está errado.
    Um trem tem vida util de decadas. Eu diria que 30 anos sem reforma. Com reforma? Vida util indefinida. Trem não é pra ser confundido com carro ou onibus, é um universo completamente diferente.
    Varios centros urbanos mundo afora usam os mesmos trens desde os anos 60 ou antes, reformados é claro. Eu particulamente até prefiro os trens antigos, sao estilosos. Mas, de novo, reformados.

    Curtir

  2. Parece que os governantes brasileiros não tem a mínima noção da realidade atual.

    O preço do petróleo, independente de crise ou não, nos últimos 5 anos ultrapassou a marca dos US$65% o Barril do Brend e parece que este valor é o piso (hoje – 1/07/2012 – o Brend está em torno de US%97,00).

    Se a economia mundial crescer um pouco, ou mesmo sem crescimento, daqui há dez anos teremos no mínimo US$150,00 o Barril (cálculo otimista) ou até US$200,00 o Barril (cálculo realista), ou seja, não adianta insistir com ônibus ou outros motores a combustão interna, pois o preço do combustível será muito alto (não numa projeção linear, a passagem de ônibus deverá estar em R$10,00 – deflacionada), logo teremos que passar necessariamente para veículos sobre trilhos, o que eles estão fazendo é tornar a nossa vida daqui a 10 anos um inferno.

    Atenção: energia elétrica se tira da hidroeletricidade, do vento, da biomassa, carvão, etc, gasolina e diesel só do petróleo.

    Curtir

    • Só para complementar

      http://goo.gl/UW3m4

      A alta nos preços no final da década de 70 e início da década de 80 foi causada pela guerra Irã-Iraque. A última queda foi causada pela recessão em 2008.

      Curtir

      • Pablo

        Olhe o seguinte artigo Matthew Kuperus Heun e Martinde Wit, na revista “Energy Police” Volume 40, January 2012, Pages 147–158, publicam “Energy return on (energy) invested (EROI), oil prices, and energy transitions”

        http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0301421511006975).

        Neste artigo mostra a não linearidade entre a falta de petróleo e o seu custo. É interessante que estes eventos de aumento de preço são explicados.

        Curtir

        • Eu praticamente não conhecia o EROI, apenas tinha uma vaga ideia devido a lei da conservação da energia. Muuuito interessante! Obrigado por compartilhar.

          Veja que estamos no ponto de EROI próximo a 17 (mundo) e é a região mais não linear da cruva fica justamente entre 5 e 15. Isso indica que teremos muitos solavancos no preço petróleo, de fato já se percebe isso.

          Muita gente, primcipalmente com conhecimento superficial da ciência costuma ter muita fé no desenvolvimento científico e tecnológico, mas veja a conclusão do artigo:

          “we noted that the first interaction (I1, which states that drilling technology could overcome depletion effects) is not occurring, using evidence from previous research to show that EROI is declining for both the U.S. and the world at the present time.”

          Agora, a “Europa conservadora” que não abandonou os bondes acaba tendo mais vantagem.

          Curtir

  3. Os trens atuais do Trensurb são mais novos que a maioria dos trens do metrô de Paris, que são da década de 60. Tudo é questão de manutenção de qualidade.

    Curtir

  4. Todo mundo acha besteira meus comentários, só negativam!!! P. que p., eu mereço…
    Acho que vou parar de acessar esta página para não me estressar mais!!
    Adeus para vocês!

    Curtir

    • Caro Guilherme.

      Antes de escreveres isto que escreveste, o teu comentário foi:

      “Não concordo em nada nada disso que tu falaste. passar bem!”. Se achas que um comentário tão prolixo como o teu merece grandes aprovações ou desdobramentos, siga no Twitter, pois lá o número de palavras é bem limitado.

      Curtir

  5. Só negativam meus comentários, p. que p. Todo mundo acha besteira,mas bah!!!!
    Acho que vou parar de acessar esta página para não me estressar mais!!
    Adeus para vcês!

    Curtir

  6. Só eu sinto extrema agonia ao ver o título desse post? haha

    Curtir

  7. Marcelo

    O único metrô que andei com banco estofado foi em DC. Chicago e NYC os bancos sao de rodoviária.

    Curtir

    • Bom, em Londres tudo é confortável de sentar, fofinho. macio e aconchegante.

      Curtir

    • Pois é, eu também andei de metrô pela europa e estados unidos e o banco era o mesmo. Os trens do metrô de Berlim e de Nova Iorque são bem mais velhos que os do trensurb e os bancos são iguais. Aliás, o trensurb é mais limpo, ao menos os trens. Se bem que as estações de Berlim e NY não tem nada de extraordinárias. Pq colocar fora os vagões do trensurb que são ótimos e podem durar muito mais? O prazo de validade se refere a até quando deveria durar no mínimo, mas se bem cuidados, podem durar muito mais. Prazo de validade é teoria. O que importa é a prática. Se fossem tratados como os trens indianos, então o trensurb estaria um lixo, sem bancos e pichados com 3 anos de vida. Então, teoricamente, teríamos que estar com os mesmos vagões desde então, já que pela teoria eles valem até 2014??

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: