2ª ponte do Guaíba: divulgada vencedora do projeto

A empresa Engevix Engenharia S/A venceu a concorrência para a elaboração do projeto de engenharia para a construção da segunda ponte sobre o Guaíba. A abertura dos envelopes ocorreu sexta-feira em Brasília e a selecionada apresentou valor de R$ 5.738.062,36. A selecionada disputou com as empresas Enescil Engenharia e Projetos Ltda. e Ecoplan Engenharia Ltda.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) terá, depois do fim dos recursos das concorrentes, mais 540 dias para lançar o edital para a construção da ponte. Conforme Luiz Domingues, do Movimento Ponte do Guaíba, que acompanhou o processo em Brasília, os prazos para execução podem se estender por muito tempo a partir da interposição de recursos. “Imaginemos que as empresas venham a recorrer. O exame e as decisões poderão aumentar o prazo para a definição da vencedora em seis meses.” Ele lembrou que o edital prevê que o projeto deve estar pronto em 540 dias, mas permite que o projeto seja finalizado em 1.080 dias. Destacou que a partir desse período é que será lançado o edital para a construção da ponte.

Movimento aumenta todos os anos

O Movimento Ponte do Guaíba lembra que logo que começaram as gestões para construir nova ponte foi feita pesquisa indicando que em 2006 a média de veículos sobre a travessia era de 37 mil por dia. No final do ano passado, aumentou para 48 mil e nos feriadões, a média é de 50 mil. Conforme representante do movimento, Luiz Domingues, em 2006, o vão móvel era içado duas a três vezes ao dia e, atualmente, são feitos de quatro a cinco içamentos/dia.

Correio do Povo



Categorias:Nova ponte Guaíba

Tags:,

18 respostas

  1. Estou mandando também os anais do congresso científico que foi feito para relatar as novidades e desenvolvimentos feitos para esta ponte.

    Aqui no Brasil, todo mundo pensa que é só chamar um “empleitero” que ele resolve, por isto que a nossa engenharia na~vai para frente, todos acham que é uma barbada.

    Curtir

    • Se querem mais detalhes do que a notícia do jornal olhe em:

      Clique para acessar o rusmost-book-2012-06.pdf

      É um PDF que descreve o projeto e a construção. Olhando aí vocês vão ver que fazer uma ponte de porte não é fazer um pontilhão no arroio Dilúvio. Acho que o pessoal aqui confunde projeto arquitetônico com projeto executivo de estrutura de grande porte. Não se constrói nada disto a tanto tempo que todos perderam a mão.

      Chamo atenção que esta ponte acima citada demorou 4 anos para ser construída!

      Curtir

  2. E depois a economia não cresce e a culpa é da crise na Grécia…

    Curtir

  3. Vocês já se deram conta do que são 540 dias ? Quase 2 anos pra um projeto ?

    Curtir

    • Pois é, se fosse no Japão, quem ousasse dizer que levaria mais 540 dias para um projeto, no mínimo teria prisão perpétua, mas como estamos no Brasil, tudo pode! Eita paizinho hein? Por que aqui tem que levar tanto tempo pra tudo????

      Curtir

      • Meus caros.

        Se for para a realização de um projeto executivo o prazo está na medida, não é exagero.

        Um projeto supõe não só o desenho, supõe também estudo de tráfego, sondagens de solo (no caso dentro da água), modelos reduzidos (se forem propostos pilares especiais) e mais um monte de outras coisas.

        É exatamente assim que se faz um projeto em países como o Japão. Fazer projeto rapidinho dá uma construção demorada.

        O problema é que vocês estão acostumados com a realização de ante-projetos e não de projetos executivos. O arquiteto faz dois riscos, faz-se uma primeira aproximação em termos de orçamento e se põe para a licitação, aí depois só dá extras.

        Vamos ter um pouco de coerência, ou vocês querem obras super-faturadas ou projeto executivo correto, escolham, hipótese (a) ou hipótese (b), a terceira não existe.

        Curtir

        • Rogério, com os modernos computadores que temos hoje em dia levar 2 anos projetando uma ponte é ridículo, me desculpe. Mais: o projeto pode ser finalizado em 1.080 dias, são 3 anos projetando. Tão usando o que, ábacos e lápis? Provavelmente quando esta ponte estiver inaugurando já estará na hora de projetar outra.

          Curtir

        • Rogério,

          Nesses tipos de projetos, é também projetado o processo? Por exemplo quais os acessos serão fechados para permitir a construção, se a navegação ficará interrompida e por quanto tempo, horários e turnos de trabalho, alocação de recursos…?

          Curtir

        • Ainda não se usa robô para fazer análise geológica do solo, Marcelo.

          Curtir

        • Marcelo

          Os computadores resolvem a parte de gráfica, já a parte estrutural em obras especiais nem tem softwares prontos em que se entra com a planta em CAD se lança a estrutura e pronto.
          Por exemplo, se for uma ponte pênsil, como é o desejo de vocês precisa-se por exemplo o estudo do efeito de vento sobre a estrutura, e não tem software nenhum que faz isto. As sondagens se faz como? Se coloca um PC dentro da água e ele sai furando?

          Curtir

        • Se o projeto for feito em 2 anos na melhor das hipóteses, em quanto tempo podemos esperar à inauguração da obra? Pago uma caixa de cerveja na inauguração para quem acertar! Mas quanto a Empresa ganhadora da concorrência, sem dúvida, teve méritos para vencer.

          Curtir

        • Caro Jose Sperb

          Geralmente é ao contrário, quanto pior for o projeto mais tempo se gasta para construir.
          Esta ideia que o projeto tem que ser rápido é para políticos que tem que lançar a proposta, concluir o projeto, lançar a concorrência e construir.

          Tudo em 4 anos, aí dá no que dá.

          Não pensem que projetos nos países mais desenvolvidos são muito mais rápidos, muito ao contrário, na maior parte são bem mais demorados, mas na hora de construir eles são rápidos.

          Isto se cham planejamento.

          Curtir

  4. Uma ponte com arquitetura marcante, grande vão central, aeromóvel e ciclovia, estendendo-se da Av. Ipiranga até Guaíba, seria bastante interessante. Imaginem o visual fantástico no entardecer, visto tanto de alguém no Iberê quanto transitando na ponte. Além de abrir margem para algum tipo de evento ciclístico ou maratona com um trajeto incrível.

    Curtir

  5. Amem… mais 10 anos e um dos problemas de Porto Alegre vai ser quase que resolvido.
    Meu medo é de ela ficar pronta e ja não ter mais capacidade..

    Curtir

  6. Por que no Brasil e´tudo demorado???? Alguém tem uma explicação lógica pra isso????

    Curtir

    • Só por curiosidade… Esse artigo aqui conta como foi a construção da ponte antiga. Pelo que entendi, o projeto foi feito em alguns meses…E a obra em 3 anos. ISSO LÁ POR 1953! http://www.crea-rs.org.br/crea/pags/revista/42/CR42_memoria.pdf

      Curtir

      • Seis meses foram utilizados para escolher quem faria o projeto.
        O projeto demorou ao todo mais de 3 anos, inclusive foram feitos ensaios em modelo reduzido para verificar o enrocamento que foi posto nas fundações.

        Leia com cuidado.

        A discussão da ponte antecede o que o jornaleco do CREA fala, por volta de 1930 é que se começou a falar em travessia, sou velho mas não tanto, mas conheci engenheiros que trabalharam na concepção da travessia atual.

        Talvez só tenha um engenheiro vivo que possa falar sobre a ponte, mas não vou dar o nome para não chatearem o velhinho.

        Curtir

%d blogueiros gostam disto: