Restinga: prefeitura entrega ciclovia e edital de lotação

Ciclovia tem 4,6 quilômetros de extensão Foto: Lucas Barroso/PMPA

Será nesta terça-feira, 3, às 10h30, a entrega da Ciclovia da Restinga à comunidade da região Sul da Capital. O evento acontece na Esplanada da Restinga. Estarão presentes o prefeito José Fortunati, o diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Vanderlei Cappellari e o secretário de Obras e Viação, Adriano Gularte, entre outras autoridades, além de lideranças da Restinga. No mesmo evento acontecerá o lançamento do edital de licitação das linhas de lotação Restinga e Belém Novo, atendendo à antiga reivindicação daquelas comunidades.

Ciclovia – A Ciclovia da Restinga tem 4,6 quilômetros de extensão, sendo 3,5 quilômetros na estrada João Antônio da Silveira, entre as avenidas Edgar Pires de Castro e o Distrito Industrial, e 1,1 quilômetro na Nilo Wulff, entre a avenida João Antônio da Silveira e o terminal de ônibus. O custo da obra, totalmente financiada pela prefeitura, foi de cerca de R$ 1,1 milhão.

Outras ciclovias ou ciclofaixas já existentes na capital

Ciclovia da Diário de Notícias

Ao longo da av. Diário de Notícias, entre Wenceslau Escobar e Chuí, com 2,1 quilômetro de extensão. Obra concluída em parceria com o Barra Shopping Sul.

Ciclofaixa da Icaraí

Entre as avenidas Chuí e Wenceslau Escobar, no sentido bairro-Centro, a obra de 1,7 quilômetro está localizada ao lado direito da pista, junto ao meio-fio e segregada por tachões. Obra já concluída.

Ciclovia de Ipanema (revitalizada)

Inicia na avenida Cel. Marcos com Dea Cofal, seguindo pelas avenidas Dea Cofal e Guaíba, encerrando na Osvaldo Cruz, totalizando. 1,2 quilômetro de extensão. Foi revitalizada recentemente.

Próximas Ciclovias

Ipiranga (em obras), previsão de 9,4 quilômetros, entre a Edvaldo Pereira Paiva e a Antônio de Carvalho (contrapartida com o Grupo Zaffari e Praia de Belas). Primeiro trecho, já concluído e entregue à população (416 metros), entre a Érico Veríssimo e Azenha, e o restante em fase de construção (atualmente com obras entre a Érico Veríssimo e a Edvaldo Pereira Paiva (avenidas Beira Rio).

Aeroporto-Sertório (integrada à Dona Alzira), previsão de 12 quilômetros (investimento público), circundando a área do aeroporto pela avenidas dos Estados, Severo Dullius, Dona Alzira e Sertório (iniciando na estação Farrapos do Trensurb, seguindo pela Sertório, Assis Brasil e encerrando na Francisco Silveira Bittencourt).

Com a conclusão da duplicação da Edvaldo Pereira Paiva, haverá integração dos espaços exclusivos para os ciclistas das avenidas Ipiranga, Edvaldo Pereira Paiva, Padre Cacique (1 quilômetro a ser implantado) e Diário de Notícias (2,1 quilômetros já existentes), resultando em 17,4 quilômetros de ciclovias integradas. A duplicação da avenida é obra preparatória para a Copa do Mundo que inclui uma ciclovia de 6,3 quilômetros de extensão.

Voluntários da Pátria – obra de duplicação da via, com recursos do PAC da Copa, contará com ciclovia de 3,5 quilômetros, entre a rua da Conceição e a av. Sertório.

Corredores de ônibus e vias fechadas para lazer

Aos domingos são fechados os corredores de ônibus e as seguintes vias, para lazer e uso da bicicleta: 3ª Perimetral, Cascatinha e Edvaldo Pereira Paiva.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:ciclovias

Tags:, , , ,

19 respostas

  1. A ciclofaixa de Av. icarai mal tem como comportar uma bicicleta. Esta muito estreita, além disso, não tem como saber para que lado é o fluxo dela?! Visualizei ciclistas na calçada do lado do Hipodromo que não tem esse tipo de ciclofaixa. Está sendo tudo feito de forma desorganizada e aparentemente com pouca integração entre elas. Concordo contigo, Olavo, que esta sendo feito sob pressão principalmente do MP e também, acho, que das eleições que estão bem próximas..

    Curtir

    • O sentido da ciclofaixa sempre é o sentido do trânsito. É que nem andar na via, mas esta demarcado.

      A prefeitura poderia pintar uma seta na faixa, e tb colocar a placa dizendo que pedestre é proibido de transitar na ciclofaixa/ciclovia.

      Curtir

  2. As ruas já são ruins, e as ciclofaixas apertam as ruas. Ficou meio-boca e interliga nada a lugal nenhum. A prefa só faz média com os ciclistas. Temos 3.600.000 carros/ano/novos, ou seja será triplicado aos que tem hoje, e onde vou andar de bike???

    Curtir

  3. Ciclofaixa é coisa pra louco. Com a educação dos “pilotos” gaúchos, o negócio é dividir carros e bicicletas sempre.

    Curtir

    • Isto é uma utopia, pois o trânsito se funde em todos os cruzamentos, onde aliás ocorrem a maioria dos atropelamentos de ciclistas.
      Eu diria que a EPTC projeta avenidas e ruas como se fossem pistas de corrida. Com um convite assim, sempre vão aparecer “pilotos”. Está mais do que na hora de implementar um programa de acalmia de tráfego, algo que existe há tempos nas prefeituras de países mais adiantados.

      Curtir

  4. Gente, parem de reclamar! Acho super legal a iniciativa da prefeitura de criar novas ciclovias, ciclofaixas e etc em POA. A bicicleta já é meu principal meio de locomoção na cidade (uso para ir ao trabalho, à faculdade…) e não tenho nada a reclamar! Espero que continuem criando novos espaços como este!

    Curtir

    • Lau, pare de ser ingênua, a prefeitura não tem iniciativa nenhuma só fza alguma coisa com muita pressão. E só vai fazer as coisas direito com mais pressão ainda, não é com atitudes conformistas que as coisas melhoram numa cidade.

      Curtir

    • Lau, não é “iniciativa” da prefeitura. Não é favor. Não é benesse. A implementação de ciclovias é OBRIGAÇÃO do executivo. Está previsto em lei (Lei 626/2009). E o executivo está muito, mas muito mesmo, atrasado na implementação dessas ciclovias. E quando as faz, é de um jeito absolutamente enjambrado, pra inglês ver e para enganar os trouxas. Quero que seja feito e quero que seja MUITO BEM feito. O dinheiro é meu (e seu também). Não aceito enjambrações nem ciclofaixas dignas de loja de 1,99.

      Curtir

  5. Andei quinta passada na ciclofaixa da Icaraí, ela é muito ruim, estreita demais, muito suja, pois em vários pedaços não há calçada, água acumulada, pelo menos uma entrada à direita existe um conflito muito perigoso, pois é permitido estacionamento até quase a esquina o que dificulta a visão tanto do ciclista quanto do motorista que quer entrar à direita.

    Curtir

    • É o refugo da pista, e não uma obra para ciclistas

      Curtir

    • É, perto da “Sanga da Morte” tem um trecho que parece um pântano. E essa história de fazer uma ciclovia de um sentido só deixou todo mundo confuso e um monte anda na contramão.

      Curtir

    • Fortunati sempre inovando. Depois da única ciclovia no mundo sob uma linha de transmissão de 230 mil volts e sobre uma canalização de gás, fez a única de apenas uma mão em uma avenida com duas faixas de trânsito para automóveis em cada sentido.

      Talvez a intenção tenha sido poética: “A vida é uma ciclovia sem volta”.

      Curtir

  6. A prefeitura é atrapalhada até na hora de fazer propaganda, a imagem é da ciclofaixa que tem na Restinga, funcionando faz tempo, e agora a inauguração é da calçada pintada de de vermelho que eles estão chamando de ciclovia. A ciclofaixa é na Nilo Wulff.

    Curtir

    • CALÇADOVIA não é ciclovia…a prefeitura de Porto Alegre é uma piada

      Curtir

      • Tecnicamente é ciclovia. Pedestre se for atropelado em cima (está errado pq não pode caminhar na ciclovia) poderá processar:

        – o dono do imovel (por não ter feito a calçada)

        – a prefeitura (por não ter exigido dos donos dos imoveis a calçada, ou retirar toda a calçada nos pontos que nao tem espaço da calçada)

        Curtir

        • Só porque pintaram de vermelho? Está se confundindo a essência, que é de um passeio público, com a aparência, que é de ciclovia.
          Tecnicamente, é passeio público com trânsito compartilhado de bicicletas autorizado pela Prefeitura. Ciclovia, só nominalmente;

          Curtir

  7. O único problema que eu vejo é que no momento temos uma porção de ciclovias curtas e espalhadas. Por mais bizarro que seja, sequer a ciclovia da Icaraí tem ligação com a da Diário de Notícias. Além disso, a útima não tem ligação devida com a avenida beira-rio, que não possui ciclovia mas é extensivamente usada.

    Curtir

  8. Isso não é uma ciclofaixa?

    De qualquer forma está muito bem: simples, funcional, barata e rápida. Se continuar nesse ritmo está otimo!

    Curtir

    • O trecho da foto deve ser da ciclofaixa da Nilo Wulff 1,1km. A maior parte fica na calçada da João Antônio da Silveira.

      Qualquer cidadão que ve a foto da calçadovia sempre se pergunta onde os pedestre transitam. Já que pela ciclovia não pode.

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: