Ocupação em voos internacionais cresce 73% no Salgado Filho

Secretário Raul da Rocha: Porto Alegre é das poucas capitais com indicadores Foto: Samuel Maciel/PMPA

O fluxo de passageiros no setor de embarque e desembarque internacional do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, cresceu 73% de janeiro a abril deste ano, em relação ao mesmo período de 2011. Enquanto isso, o número de voos aumentou 26%, o que sinaliza uma taxa maior de ocupação dos assentos ofertados pelas companhias aéreas”. No setor doméstico, o número de passageiros foi 7% superior na mesma comparação. O dado é um dos destaques da segunda edição do Boletim Estatístico Municipal do Turismo (Bemtur) em Porto Alegre, divulgado nesta terça-feira, 3, pela Secretaria Municipal de Turismo (SMTur) em encontro de representantes do trade e a imprensa.

O documento acrescenta que o fluxo no setor internacional do Salgado Filho mantém trajetória ascendente desde a metade do ano passado com o incremento de novas rotas internacionais ligando Porto Alegre a países da Europa e das Américas e apesar da suspensão, nos primeiros meses de 2012, da ligação direta com Santiago do Chile e a menor frequência de voos para Rosário (Argentina) de sete para três voos semanais.

Outros indicadores – A arrecadação de tributos municipais pelo setor cresceu 7,93% na comparação com o primeiro quadrimestre do ano passado, não descontada a inflação, para R$ 5.721.753,18, dois terços dos quais por conta da hotelaria. O documento destaca que as atividades do Turismo consideradas na arrecadação são as que pagam tributos municipais (hotelaria, agências de viagem e organizadores de eventos), não sendo computados os impactos fiscais e econômicos do Turismo em áreas como restaurantes e bares, comércio em geral e outros serviços que não recolhem tributos diretos ao município e nos quais o público local também tem alta influência.

A taxa média de ocupação de leitos em hotéis da capital gaúcha foi de 53,95% no quadrimestre, ou 0,88 pontos percentuais abaixo do registrado nos quatro primeiros meses de 2011, resultado também influenciado pelo aumento de 0,93% na oferta de apartamentos na hotelaria no intervalo entre os dois quadrimestres. Eram 7.625 unidades em 2011 e 7.696 no primeiro quadrimestre de 2012. Eventos de porte garantiram ao mês de março uma taxa média de ocupação hoteleira de 62,78%. Foi a mais elevada do quadrimestre, representando um aumento relativo superior a 10% na comparação com o mesmo mês do ano passado.

O número de atendimentos nos cinco centros de informação turística (CIT) da SMTur também cresceu no período, na ordem de 28% entre visitantes brasileiros e de outros países. Janeiro, mês do Fórum Social Mundial Temático, foi o período de maior fluxo. O público estrangeiro, de 2.645 visitantes, aumentou 23%, com a predominância de turistas argentinos e uruguaios (60%). A Alemanha se manteve como o terceiro país de procedência informado pelos estrangeiros. Portugal, que ocupava a 8ª posição em 2011, passou a ser o 6º país de origem, uma alta de 140% em número de visitantes na comparação com o primeiro quadrimestre do ano passado.

Gestão e maturidade – “O monitoramento no Turismo é uma necessidade mundial e no Brasil, além de São Paulo, Porto Alegre é uma das raras capitais que organiza um sistema de indicadores” , ressaltou o secretário de Turismo de Porto Alegre, Raul Mendes da Rocha, no início da apresentação dos resultados do quadrimestre. Para ele, essa base de dados acrescida de análises, é fundamental para uma gestão moderna do setor pelas áreas pública e privada “e para sensibilizar a sociedade sobre os efeitos impactantes do Turismo no desenvolvimento de uma cidade”. Além de destacar a periodicidade do informativo (três edições no ano) que oferece uma base de dados sempre atualizada, Mendes da Rocha disse que o objetivo é compartilhar essa ferramenta de planejamento e pesquisa com outros setores econômicos e com a academia visando a sua ampliação. “A iniciativa de produzir este boletim demonstra o nível de maturidade e profissionalismo alcançado pelo Turismo de Porto Alegre e comprova que a atividade turística é um fato econômico”, afirmou o diretor da ABIH-RS, Abdon Baretto Filho.

O Bemtur é produzido a cada quadrimestre do ano pela SMTur a partir de informações fornecidas pela Secretaria Municipal da Fazenda, o Porto Alegre Convention & Visitors Bureau, o Sindicato da Hotelaria e Gastronomia (SindPoa), a Infraero, a empresa Veppo, concessionária da Estação Rodoviária, dos Centros de Informação Turística e do city tour Linha Turismo quanto ao fluxo de passageiros. A primeira edição, com dados consolidados de 2011, foi lançada em março deste ano. As edições do Bemtur estão disponíveis no site http://www.portoalegre.rs.gov.br/turismo/pesquisaseinformativos .



Categorias:Aeroporto Internacional Salgado Filho, TURISMO

Tags:, ,

5 respostas

  1. realmente, as pessoas preferem ficar planando por ai, pois, em terra firme está tudo um caos (saúde,trânsito,etc….)

    Curtir

  2. Realmente está muito mais acessível, até eu já viajei hehe. ( não para fora do Brasil, mas espero ter essa oportunidade)

    Curtir

  3. Não, não…
    Nosso povo gosta de viajar pra ver as coisas belas do mundo, que eles não querem de forma alguma na nossta terra..
    😀

    Curtir

  4. Pensei que aqui era província, só o pessoal daqui pra cima que viajava…

    Curtir

  5. Show de bola! Mais passageiros em condições finandeiras de viajar ao mundo! Quem diria… há pouco mais de 10 anos atrás era só a elite que viajava de avião!!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: