Porto Alegre pode chegar a 70 km de ciclovias, segundo prefeitura

A cidade de Porto Alegre deverá chegar a um total de 70 quilômetros de ciclovia, segundo a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). Nesta terça-feira (3), foram inaugurados dois trechos no bairro Restinga, zona Sul da capital gaúcha. Foram abertos 4,6 km na estrada João Antônio da Silveira, entre as Avenidas Edgar Pires de Castro e o Distrito Industrial e também 1,1 km na Rua Nilo Wulff. A obra foi realizada com recursos próprios da Prefeitura de Porto Alegre e custou R$ 1,1 milhão.

Na ocasião, os fiscais da EPTC exibiam as novas bicicletas compradas pela administração municipal em maio e que gerou polêmico pelo valor considerado excessivo pelos ciclistas. As 16 novas magrelas custaram um total de R$ 38.240 mil, ou seja, R$ 2.390 pagos por cada equipamento. “Temos 24 fiscais trabalhando com bicicleta e ainda estamos treinando outros. Queremos ter 50 agentes de bicicleta na cidade. As novas bicicletas substituíram parte da antiga frota que estava defasada e será vendida”, disse o diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Capellari.

O cronograma da Prefeitura de Porto Alegre para construção de ciclovias na cidade encerra com a construção de 1 km de faixa específica para bicicletas na Avenida Padre Cacique. “Serão recursos próprios e o trecho possibilitará a ligação com a ciclovia já existente na Avenida Diário de Notícias e com a em construção na Rua Edevaldo Pereira Paiva. Também ligará a ciclofaixa da Avenida Icaraí e a ciclovia da Avenida Tronco”, explica Capellari.

A ciclovia da Avenida Tronco tem 11 km concluídos e outros 8 km em construção. Já os 5,8 km da Edvaldo Pereira Paiva, os 3 km da Voluntários da Pátria e os 4km da Severo Dulius estão em andamento e integram contrapartida da Prefeitura de Porto Alegre do financiamento de R$ 11,5 milhões para obras da Copa do Mundo de 2014. “Licitamos e vamos contratar a empresa para fazer os 12 km da Avenida Sertório também. Estamos construindo ainda o segundo trecho da Avenida Ipiranga. Serão entregues em 120 dias 1,4 km”, falou o diretor da EPTC.

Prefeito de Porto Alegre José Fortunati prestigiou inauguração de ciclovia | Foto: Cristine Rochol/PMPA

A estimativa da Prefeitura de Porto Alegre é concluir o total de 70 quilômetros de ciclovia em Porto Alegre até maio de 2014. Se isso foi concretizado, a capital gaúcho ultrapassará São Paulo em termos de extensão de ciclovias. A cidade brasileira com a maior extensão de ciclovias é o Rio de Janeiro. São 240 km construídos até julho deste ano, segundo dados da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. A prefeitura carioca tem intenção de ampliar o total para 300 km, até o final de 2012. Porém, o Rio ainda fica bem atrás de outras cidades mundiais onde há mais tempo este modo de transporte é privilegiado, tais como Amsterdã, Paris, Berlin, Nova York, Copenhague e Bogotá. (ver mapa). O Brasil possui apenas 600 quilômetros de vias para uso exclusivo de bicicletas. Este número é pequeno se comparado à frota nacional que é hoje de 50 milhões de ciclistas.

SUL 21 – Rachel Duarte



Categorias:Bicicleta, ciclovias

Tags:,

11 respostas

  1. Se o Fortunatti inaugura ciclovia a cada 200metros….vao ser 350 inauguracoes nesses 70 km!! hahhahaaa.

    Curtir

  2. Imagino um comercial na TV:

    “Em Porto Alegre tem ciclovias?”

    “Não é ciclovia, mas é ‘tipo’ ciclovia.”

    Curtir

    • Cara… isso ia ser muito legal de filmar e tentar transformar num viral, via facebook, twitter, etc!

      Curtir

      • Sério mesmo, daí mostrando bizarrices, tipo o pântano da ciclovia da Icaraí, os postes da Restinga, as curvas da Ipiranga…

        Curtir

  3. Fortunati e suas ciclovias engana-bobo.

    Curtir

  4. “A ciclovia da Avenida Tronco tem 11 km concluídos”? onde estão? passo ali todos os dias e nem meio-fio tem!

    Curtir

  5. Eu vou ao trabalho todos os dias de bicicleta. Já usava esse meio de transporte antes da construção das ciclovias e vejo que elas estão melhorando muito a vida do ciclista, não apenas por serem um espaço dedicado exclusivamente a este, mas também por chamar a atenção dos motoristas para este tipo de veículo não motorizado. Já estou ansiosa para que os 70Km sejam concluídos e desejo que a prefeitura de Porto Alegre continue realizando ações como esta, para facilitar a mobilidade urbana!

    Curtir

  6. pena que eh só segundo a prefeitura =/

    Curtir

  7. Segundo a Prefeitura, Porto Alegre é perfeita. Porém encontramos problemas na execução de todas as obras quer sejam elas para carros (vide “trincheira” da Anita) quer para ciclistas (vide arremedos de ciclovias), pq ninguém é consultado qndo é elaborado o projeto, ou seja, quem diz que, por exemplo, o transporte público é bom (políticos) é pq nunca anda com ele…e é a mesma coisa nas obras para as bicicletas

    Curtir

  8. Que tristeza! O pior é ver algumas pessoas achando que a prefeitura tá fazendo alguma coisa pelo transporte por bicicleta, por melhores e mais enfeitadas que pareçam as notícias a realidade é triste, não se acha um projeto bem feito, todos tem problemas demais, pioram a questão da segurança onde ela é mais necessária (nos cruzamentos) dificulta o deslocamento por bicicleta o que mostra claramente que a prefeitura não está interessada de verdade no assunto, mas sim em passar uma imagem, que infelizmente, um monte de gente vai engolir.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: