Uma cidade pichada….

… como qualquer outra do mesmo porte.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Esta cidade é Curitiba, e não Porto Alegre.

Fotos: Gilberto Simon – Junho/Julho 2012



Categorias:vandalismo

Tags:, ,

41 respostas

  1. Pode me dar óculos everton, e eu te dou um professor de português, pode ser? Estou narrando o que vi e vivenciei apenas, se te irrita com verdade, então desculpe, a vida irá te irritar muito ainda.

    Curtir

  2. Nicolas, vou fazer uns oculos para vc e colocar umas grandes lentes de aumento. Parece estar com grandes problemas de visualização e talvez ter tb umas aulas de algebra ( para saber contar coisas, pessoas, etc…). Pessoas como vc não gostam dos locais como diz gostar, porque não o enxergam, não vêem ele como é. Porisso, tem dificuldade de melhora-lo. Porque afinal., esta PERFEITO!!! Talvez para ti e para alguns…

    Curtir

  3. Vivi por alguns anos em Ctba. e ela mudou muito após a vinda das montadoras e consequente migração massiva de pessoas vindas de outros estados. Esta pichação toda é parte de uma cultura, digo melhor, pseudocultura dos manos da capital paulistana, que se instalaram na outrora “perfeita” capital paranaense para emporcalhar-le. A violência também explodiu na outrora “tranquila” Curitiba e assim vê
    -se o quanto o crescimento acelerado gera danos irreparáveis para a sociedade. Infelizmente autoridades ignoram isto, porque ganham com isto.

    Curtir

  4. Oh: http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/noticia/2012/07/trotes-pichacoes-e-depredacoes-causam-transtornos-e-gastos-desnecessarios-3814717.html

    E a quem interessar, o disk pichação em POA é: 153.
    Não adianta ligar pra BM!! Se nem com assalto eles vêm, que dirá com uma “simples pichação”

    !

    Curtir

  5. Bah Michael, acho que tu nunca esteve em Curitiba, ou está chutando… vou repetir minha história, fui algumas vezes pra lá, o centro histórico (a coisa mais interessante de qualquer cidade), é JOGADO AOS MENDIGOS, é mendigo pra todo lado, eles encaram, fumam maconha, crack, se acham donos do lugar, e são mesmo. Os prédios são pichados ao extremo e me senti totalmente desprotegido, e isso no centro… não sei qual é a “reação” do estado nesse caso, sinceramente.

    Curtir

    • Conta mais Nicolas, conta mais. Ouvi dizer que tem favela no Centro ne’? Favelao do Parolin ou coisa assim? Pena que o Gilberto nao visitou o local. O Felipe X ia ‘a loucura. rsrs

      Curtir

    • Opa Nicolas, Blz? Então Sim! Estive, tenho amigos e parentes lá em curitiba e já fui a trabalho, tbm. Atualmente moro em São Paulo. Aqui temos “belas” pichações! O que vi, muito resumidamente sobre a cidade, foi isso que coloquei.

      Curtir

  6. Aparentemente achei a pihação de curitiba mais bunitinha que a de POA, rsrsr …falando sério, olhe, é um problema público e POA ao contrário de Curitiba larga o centro da cidade aos prazeres de vandalos. Curitiba, não, as fotos mostram, mas sempre há uma reação do “estado”.

    Curtir

  7. Essas fotos são o mínimo do mínimo, conheço bem Curitiba e já falei em outros comentários meus, não entendo essa “babação de ovo” com essa cidade, eu tive uma impressão mto degradante dela, mendigos aos montes, pichações, ambientes degradados, etc etc etc…
    Esse post pegou leve, lá é incrível a quantidade de pichações, e não apenas no centro, em absolutamente TODAS AS REGIÕES. E não podemos achar normal como o post diz, “como em qualquer cidade desse porte”. Espera aí né, não é normal pichar, tanto é que é crime.
    E não é como em qualquer cidade desse porte, Porto Alegre não é nem 1/3 pichado como Curitiba é. Não vamos nivelar por baixo, é proibido falar mal de Curitiba? Pq sempre nivelar com outras? Curitiba é muito pichada, FATO! Muito mais pichada e degradada que POA por ex, já que gostam de comparar sempre com outras cidades.

    Curtir

  8. Todas as cidades grandes tem isso mas aqui na província mais atrazada do pais é sim bem pior! tinham que colocar ai fotos das paradas da 3º perimetral, da Assis brasil, Bento Gonçalves, Farrapos….

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: