Metrô terá mais dez composições

Trensurb. Foto: Gilberto Simon - Arquivo Porto ImagemCom investimento de R$ 260 milhões até 2014, a Trensurb planeja adquirir dez composições. Conforme o diretor-presidente, Humberto Kasper, o valor a ser repassado faz parte de pacote de aquisições do Programa de Compras Governamentais e contempla também o projeto de modernização da frota atual. “Com o crescimento da economia e da mobilidade, muitos sistemas de transporte estão operando em sua capacidade máxima nos horários de pico. Estamos trabalhando firmemente para que não tenhamos esta situação aqui”, disse Kasper. A licitação deve ocorrer até o final deste ano.

O tempo mínimo de fabricação das composições é de 18 meses. A tendência é de que estejam disponíveis em 2014, informa Kasper. Com o valor, estão previstas ainda a adaptação das oficinas e do pátio de manutenção para os novos trens, a modernização da frota atual, composta por 25 composições, a instalação de sistema de climatização e alterações de layout interno.

A aquisição de novos vagões surgiu a partir da expansão da linha até Novo Hamburgo, que aumentou em 30 mil usuários. Também geraram demanda a linha do Aeromóvel entre a Estação Aeroporto e o Terminal 1 do Aeroporto Salgado Filho, a ampliação da integração multimodal com os sistemas de ônibus da região Metropolitana.

Foto: Estação São Leopoldo – Gilberto Simon – Arquivo Porto Imagem

Correio do Povo

Obs.: o título original da matéria do Correio estava errado. Era “Metrô terá mais dez vagões”. O correto é “mais dez composições“. Composição ou TUE (Trem Unidade Elétrica)  equivale, no caso da Trensurb, a 4 vagões.  Mas poderia ser de 6 ou 8 vagões. As plataformas de embarque da linha 1 possuem capacidade para 8 vagões. Informações: Trensurb.



Categorias:Trensurb

Tags:, , , ,

%d blogueiros gostam disto: