Saindo do Praia de Belas, encontramos o Guaíba

Neste domingo levei um amigo de Santa Catarina para passear e acabamos a esmo na orla do Guaíba, a poucos centímetros das águas. O que vimos está fotografado abaixo. Não sabia onde me esconder de vergonha. Sujo, perigoso, econtramos desde cabeças de marreca a velas e Ronald Macdonalds de plástico. O pior é que o local é muito especial e tem um MONSTRUOSO potencial. Mas quando?

Clique para ampliar.

Restos de material de demolição.

Desgaste do solo, em dias de chuva é um lamaçal só.

Restos de demolição, terra e lixo próximo ao centro da cidade.

Perigo: crateras, buracos e restos de lixo jogados dentro.

Uma vista da skyline da cidade.

Aqui podiam ser  lindas enseadas.



Categorias:ORLA, Projeto de Revitalização da Orla

Tags:,

31 respostas

  1. Só se for do alto de algum prédio próximo ao centro. O lugar público apto à apreciação do do Guaíba a partir de um ponto mais alto (Mirante do Morro Santa Tereza) está um lixo. Sujo depredado, favelizado, perigosíssimo. Está a cara de Porto Alegre.

    Curtir

  2. Não é à toa que a cidade cresceu em direção ao continente, e está de costas para o rio. A parte que o Guaíba é mais belo de se ver é do alto mesmo, porque ao nível do solo se encontra de tudo (literalmente)!

    Curtir

  3. Teu amigo que deveria se envergonhar daquela cidade dele… nunca vi coisa mais fedorenta do que a orla de Floripa… cidade horrível…

    Curtir

  4. acho este pleito por obras (sempre superfaturadas) na orla ingênuo,,, qualquer governo que quiser fazer uma obra na orla deve provar que consegue pelo menos dar manutenção nela do jeito que está limpando e dando segurança.. além disso a despoluição que vem sido prometida, é necessária antes,,, de qualquer forma… senão, é melhor comprarem vacinas contra gripe A que está uma vergonha esta calamidade

    Curtir

    • As obras da despoluição estão quase prontas, mas do que adianta se o povo porco vai ali na beira do guaiba jogar lixo, ou deixar restos de batuques?

      E arrumar o que?
      Não tem o que arrumar, não existe nada na orla, antes de arrumar, precisamos de algo para fazer a manutenção, só existe mato por la.

      E quando aparecem boas idéias para fazer algo por la, vem os do contra, é só ver, pontal do estaleiro, cais do porto, e até mesmo essa reforma que o prefeito pretende fazer..

      Curtir

  5. Que vergonha desta cidade imunda!!!! Porto Alegre só traz decepções. É a capital nacional, quem sabe mundial do lixo e dos restos soltos/espalhados pela rua. E tu ainda levar um catarina la, logo eles que têm tantas belezas e cidades bem cuidadas. Seu fosse eu tentava dar uma disfarçada levando no Moinhos de Vento. Já viram o luxo que está a orla da Beira-Mar de Floripa??? O problema deles é que são os mais gabadores e sempre acham os melhores (sério…são muito piores que gaúchos, pois acham que SC é o centro do mundo).

    Curtir

    • SC de útil só tem as praias. Só.

      Curtir

    • Márciô, tá uma belezura a Beiramar Norte! Mas, o fedor, continua o mesmo: são diversas ruas e ruelas, até do Morro da Cruz, despejando seus ‘aliviares’ num só lugar…

      Curtir

  6. sem comentários

    Curtir

  7. Vamos dar um abraço na orla contra essa sujeira… 😛

    Curtir

  8. Hoje discuti com uma amiga (obs: é paulista e apenas morou por pouco tempo em POA) sobre o pontal, adivinha se não acabei ela com argumentos nem tão fortes assim. Eles são muito, mas muito ingênuos. Ela insistia em dizer que “o pontal seria pra poucos” mas só apontei para o Guaíba ao nosso lado (estávamos no Marinha) e perguntei se alguma vez ela chegou no rio mesmo estando perto.

    Curtir

  9. Carlos: isto nunca vai mudar. Esta aldeia que se auto-proclama “a capital da resistência” é habitada, em um bom número, por uma gente que adora a grossura, o tosco, a coisa rala; que reclama de tudo e que está convencida que a vida no planeta iniciou aqui. Não tem jeito meu amigo, estamos todos condenados ao atraso, à ignorância, ao medíocre e à soberba. É mesmo “demais”… Um abraço.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: