Cidade Baixa terá dez pontos de estacionamento de bicicletas

A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) autorizou dez pontos comerciais do bairro Cidade Baixa a instalarem paraciclos em suas calçadas. Os equipamentos, que servem para estacionar bicicletas, devem deixar uma faixa livre no passeio de, no mínimo, 1,5 metros para os pedestres e cadeirantes circularem.

Os equipamentos terão cor cinza e não podem possuir arestas vivas semelhante aos demais elementos do mobiliário urbano. A vinculação de publicidade não será permitida. O pedido dos comerciantes da região se deu em uma reunião com o Centro Administrativo Regional (CAR) da área Central, que encaminhou a demanda à EPTC.

“Avaliamos positivamente o pedido, pois estamos realizando diversas ações nesse sentido, como o aluguel de bicicletas e as ciclovias. O paraciclo é mais um elemento que vai contribuir para essa mudança cultural, onde a bicicleta se tornam uma alternativa saudável e não-poluente para os deslocamentos diários no trânsito”, afirmou o diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari.

Os Locais dos Paraciclos

Rua da República com José do Patrocínio (em frente ao Joia)/ Dois pontos na rua da República (Sirius e Túlio Piva)/ Dois pontos na Lima e Silva (Shopping Olaria e Parangolé)/ Travessa Venezianos (Balmacena)/ Loureiro da Silva (Edel Trade Center)/ Dois pontos da João Alfredo (Ocipe e próximo ao Bar 512)/ rua Santana (Bike Sul)


Categorias:Bicicleta, ciclovias

Tags:, ,

14 respostas

  1. Pena que a Prefeitura não forneceu especificações de modelos padronizados de para-ciclos. Bastaria copiar os que são instalados em Amsterdam ou Londres, por exemplo, basicamente um “U” virado. Temo que, por falta destas especificações, acabem instalando para-ciclos que não cumpram sua função.

    Curtir

  2. Pô, achei bem legal. E a questão da publicidade, pelo que entendo, é estética e “de comunicação visual”, já que todos seguirão o mesmo padrão cinza. Assim, fica mais fácil para um ciclista localizar o ponto de estacionamento.

    Curtir

  3. Os ciclistas vão ser fiscalizados pela balada segura? Estes dias tomei um chope e pedalei uma meia hora depois, estava sóbrio mas foi impossível não pensarnisso.

    Curtir

    • na lei, não pode beber quem anda de automotor, não é o caso da bicicleta, e pedalando ou fazendo atividade fisica teu metabolismo queima bastante o alcool.

      Curtir

      • Para mim significa que a lei tá errada. Pois um ciclista bêbado zigue zagueando na pista é um perigo. E no final são capazes de culpar o motorista do carro, do jeito que alguns pensam.

        Curtir

  4. Podia ter umas fotinhos…

    Curtir

  5. Ocipe?

    Curtir

  6. Por que não aceitar publicidade nos equipamentos?

    O dinheiro poderia muito bem ser usado para a manutenção.

    Eu só não entendi a parte do 1,5 metros de espaço, seria um espaço nas ruas, ou nas calçadas?

    De resto, baita noticia, eu acho que esse tipo de equipamento combina com a CB..

    E agora vou poder ir de bike pra noite no verão, ae não terei tantos problemas para beber..

    Curtir

    • Muito provavelmente por conta do viés anticapitalista que domina a politica do município. Poder ter certeza que o dinheiro obtido com anúncios seria muito útil para a manutenção dos paraciclos.

      Curtir

    • Mas a manutenção de um paraciclo é quase zero. É uma barra de ferro fincada no chão… Nesse caso, a publicidade só enfeiaria a coisa.

      Aliás, sempre tentam inventar estacionamentos pra bicicletas invadores ou qualquer outra coisa, quando a única coisa necessária é um “U” virado, preso no chão. É tão fácil: http://www.denvergov.org/Portals/708/images/PW_bike_inverted_u.jpg.

      Também não entendi o 1,5 metro. Pelo jeito os pedestres vão ter que se espremer pra passar por ali, então…

      Curtir

      • Isso é Porto Alegre, em duas semanas esses U’s vão ser vendidos para comprarem crack.

        O mesmo para as paradas de onibus, por que não uma boa piblicidade?

        Não precisa ser nada exagerado, o valor arrecadado poderia muito bem fazer a manutenção e a limpesa delas… mas não, não pode…

        Po, as paradas que tinhamos eram simples e tinham um espaço para propaganda, não era caro de recuperar qualquer coisa, o caro é recuperar todas as paradas, e com o valor da publicidade de cada parada, ja da pra manter…

        Curtir

        • Mas se é por isso, vamos colocar propagandas por tudo então. Inclusive nas placas de trânsito.

          Não estou discordando de ti, acho que umas propagandas bem colocadas em uma parada de ônibus são boas mesmo. Mas o paraciclo pode ser, realmente, só um pedaço de ferro no chão, bem preso. Se for bem feito, não vão roubar nem quebrar, como acontece com placas. Só acontece um eventual vandalismo, mas nada de grave e que a cidade não possa pagar.

          Curtir

%d blogueiros gostam disto: