Orla do Guaíba: Smam aprova projeto da Praça Julio Mesquita

Reforma integra o primeiro trecho do projeto de revitalização da orla Foto: Divulgação/PMPA

Com um conceito arquitetônico totalmente diferenciado das demais praças e após diversas reuniões e alguns ajustes técnicos para adequação das melhorias às necessidades locais, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam) aprovou o projeto de revitalização da Praça Julio Mesquita. Elaborado pelo escritório do urbanista Jaime Lerner, o projeto de reforma da área integra o primeiro trecho de 1,5 quilômetro do Projeto de Revitalização da Orla do Guaíba, cujo processo licitatório e o início da execução das melhorias devem ocorrer ainda este ano.

A Praça Júlio Mesquita se tornará uma importante ligação do Centro Histórico com a Orla do Guaíba. Quem caminhar em direção à Usina do Gasômetro, a partir das ruas Presidente João Goulart, Andradas, Riachuelo, Duque de Caxias e Washington Luiz, será convidado a continuar o passeio pela área verde até alcançar a Orla. O visitante que sair da Andradas, por exemplo, encontrará na praça uma espécie de espelho d’água, ornamentado com pedras e iluminação diferenciada. Vindo da Riachuelo, o passeio poderá ser conduzido pelo eixo central da praça, passando por um deck de madeira com cerca de 2.000 m².

Além de se tornar um espaço ideal para tomar chimarrão, conversar ou simplesmente contemplar o ambiente, o deck tem como finalidade a preservação de cerca de 20 árvores que existem na área verde, circundando com bancos os troncos e conservando suas raízes. As pessoas também poderão seguir pelo calçamento que contornará a praça pela av. General Salustiano ou pela Presidente João Goulart, até chegar à Edvaldo Pereira Paiva.

Qualquer que seja o caminho percorrido, os visitantes terão diversos atrativos para contemplar e interagir. Trepadeiras nativas revestirão os pilares do aeromóvel, que ganharão iluminação especial para manter o espaço seguro durante a noite. Ajardinamento, playground de toras, quadra de futebol com telamento (que poderá ser usado pela comunidade para fixar tela de projeção de filmes) e estacionamento com mais de 100 vagas ajudam a desenhar a nova realidade da Júlio Mesquita.

Para completar, a praça deverá ser o ponto final do Bonde Histórico, cujo estudo de viabilidade para sua implantação está em análise por equipe da Prefeitura, coordenado pela Secretaria Municipal do Turismo. O estacionamento do Bonde na praça integrará eixo de modais, que contempla ainda ponto da Linha Turismo junto ao Gasômetro e terminal de transporte fluvial na Orla a fim de facilitar o acesso e incentivar o turismo na região.

Conforme o secretário Luiz Fernando Záchia, a Praça Júlio Mesquita é uma importante parte do projeto de revitalização da Orla, em função do elo que fará entre o Centro Histórico e o Gasômetro. “Com a definição das melhorias a serem executadas na praça, fica faltando agora a aprovação de alguns detalhes técnicos do projeto executivo para que a Prefeitura possa dar início ao processo licitatório do primeiro trecho da revitalização da Orla. Este projeto vai mudar a relação da cidade com o Guaíba. Trata-se de uma iniciativa única na história de Porto Alegre e todos os cidadãos, de forma absolutamente democrática, poderão ter acesso ao parque, trazendo maior qualidade de vida aos porto-alegrenses e incentivando o turismo”, disse.

Inovação – Pela primeira vez na história da cidade, a extensão da Orla do Guaíba receberá investimento público para transformar a beira do lago em parque de lazer. A proposta completa da prefeitura prevê a revitalização unificada de 5,9 quilômetros entre a Usina do Gasômetro e a foz do Arroio Cavalhada, na avenida Diário de Notícias. O primeiro trecho a ser revitalizado tem 1,5 quilômetro e vai do Gasômetro até a rótula das Cuias, na av. Edvaldo Pereira Paiva.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:ORLA

Tags:, ,

52 respostas

  1. Falaram tanto no aeromóvel, mas preferia que demolissem todos aqueles galpões velhos e casas abandonadas daquela região e garantissem segurança as pessoas que circularem por lá.

    Curtir

  2. Essa notícia do aeromóvel está ótima. O negócio é colocar mais uma dúzia de pilares no canteiro central da Av. Loureiro da Silva e levar o trem até o Largo da Epatur. Já imaginaram que beleza a ligação? Almoço nos restaurantes da CB e tarde no Cais revitalizado 🙂 Quem sabe um fim de tarde no Cais e depois um happy da Cidade Baixa hehe? Dá pra utiliza-lo também pra costurar e facilitar o trânsito dentro do Centro Histórico. Em Sydney é assim. Tu poupa uma bela caminhada usando o aeromóvel deles.

    Curtir

  3. Quero saber se as obras comecarao antes ou depois das eleicoes??
    Sabe como e’…o Fortunatti adora falar.falar.falar…mas ACAO de verdade, muito pouco!!

    PS: Mesmo assim ainda votaria nele pra nao ter a Manu no poder.

    .

    Curtir

  4. Eu moro bem em frente há 6 anos e acompanho todos os dias noticias do centro atraves do site da Prefeitura e blogs como esse. A verdade pessoal que tudo não passa de promessas, nossa orla do Guaiba é a mesma coisa sem graça! E essa praça nos domingos é tomada por rafoagem!

    Curtir

  5. Benza deus…. Vai que dá certo….

    Curtir

  6. E pra falar sobre a praça… Eu gostei, mas gostaria de mais imagens para chegar à uma conclusão…

    Curtir

  7. Opa. Achei bonito! Pelo menos é o que parece.
    Acho que o piso não será de madeira, mas sim de alguma pedra imitando madeira.

    Curtir

  8. Existe uma possibilidade de colocar os “trilhos” do aeromovel no chão e usar ele como um VLT?

    Curtir

    • Olha Guilherme, eu creio que seria inviável por vários motivos… Imagina num alagamento… Os dutos teriam que ter bombas para retirar a agua e evitar danos… Acho que não tem lógica. E outra: o Oskar Coester planejou e o inventou para ser suspenso… Enfim…

      Curtir

      • verdade, não pensei por este lado.

        Mas em caso de chuva, não entraria água tambem, mesmo com a via elevada?
        Claro, entraria menos água, mas entraria, não?

        Curtir

      • Essa dúvida do Guilherme faz sentido. Sou um grande entusiasta do Aeromóvel, mas o impacto visual das colunas e trilhos de concreto suspensos não é tão agradável. Por mais que tenha sido projetado para ser assim, acredito que seja a tecnologia que deva se adaptar à cidade (dando um jeito para causar o mínimo impacto visual possível) e não o contrário. Em algumas regiões, como a beira do rio, seria muito mais interessante se ele ficasse no chão. Talvez nesses casos seria melhor um VLT tradicional. Tipo aquele que tem perto do Puerto Madero.

        Curtir

  9. Fico na esperança de um bonde, aeromovel, VLT, Teleférico, escada rolante, nave espacial, sei lá.. fazendo ligação entre o centro e essa área. Podia vir la da Rodoviária e ir até perto do Iberê.

    Curtir

  10. Achei legal pela imagem, mas vou ter que fazer piada…

    Primeira piada: Até quando vão durar essas madeiras? Espero que tenha segurança, se não vão retirar as madeiras do chão e ja vão fazer uma maloca.

    Segunda piada: PQP, arvores e sei la o que como atração? Ta louco meu… tem um guaibão ali, ele é pra ser a grande atração, arvore não é atração…

    De resto, que venha logo essa obra, e o cais, a cidade ta precisando.

    Curtir

    • POA precisa de praças decentes, dará vida nova ao Guaíba inclusive. Praças bonitas e bem cuidadas sempre são atração turística, já observou isso? É só zelar na manutenção. Com o Guaíba então, pode ficar muito agradável.

      Curtir

  11. aquele aeromovel é a coisa mais inutil, não entendo porque ainda não demoliram, não funciona, mendigos dormem e fazem suas necessidades debaixo das colunas, corta a visão para o gasometro, e deixa a praça escura, sei porque moro muito próximo desta praça, se Jaime Lerner for esperto, usa como mirante as ruinas do aeromovel pelo menos ou acha alguma utilidade.. porque até agora é inútil

    Curtir

    • Não é inútil, funciona e é utilizado como em testes. O fato de tu seres mal informado influi na tua opinião. Eu tb gostaria que fosse uma linha comercial. Mas acho que tu tá exagerando. Ah um videozinho dele em pleno funcionamento, em SETEMBRO de 2011: http://www.youtube.com/watch?v=9ZNm0eYO6J0&feature=related

      Curtir

    • leo: defina “não funciona”, por favor.

      Curtir

      • esses ”testes” acontencem só algumas vezes no ano, que se pode contar nos dedos, onde o aeromovel ( ou oque resta dele) anda alguns metros… enquanto isso no outro lado da cidade está sendo construido um muito mais moderno e com verdadeira utilidade,emfim, os aspectos negativo acabam pesando bem mais neste aeromovel do gasometro, pela localização principamente, em frente a uma das principais áreas de lazer e turismo da cidade, e quem mora nas proximidades pode perceber que muitas vezes mendigos acabam indo morar por debaixo de suas estruturas desvalorizando ainda mais o entorno. Até o grande Jaime Lerner achou tão útil e escuturais aquela estrutura que faz questão de esconder plantas hahaah

        Curtir

    • Me corrigam se eu estiver errado, mas aquela estrutura ali já está bem defasada em relação ao aeromóvel sendo construído no aeroporto, tanto na “pista” quanto no veículo. Se é verdade isso, não serve nem para testes não, é o trem que vai do nada pro nada.

      Curtir

      • E nem se sabe se o futuro trajeto da Linha zona sul do aeromóvel passaria por ali. Sou a favor da demolição. A não ser que queiram tratar como uma obra “histórica” e servir como monumento. Mas nem assim eu concordaria. O visual limpo da cidade vem em primeiro lugar.

        Curtir

      • Creio que o nosso amigo, Diego Abs está mais informado sobre isso. Mas creio que o principio é o mesmo, não creio que esteja “defasada” a estrutura. Quanto ao carro em si, concordo que deveria receber nova modelação e equipamentos…

        Curtir

      • Está pronto em São Leopoldo o veículo 0km que vai para o Gasômetro, igual ao que irá para o Aeroporto. Só não foi instalado ainda lá para não estragar a “surpresa” para o Aeroporto. A Coester vai restaurar, modernizar e revitalizar o seu patrimônio na Av. Loureiro da Silva (pois é uma linha PRIVADA), abrindo-a para passeios turísticos aos finais de semana. A idéia é completar o projeto original de 1979, algo que está em fase de estudos.
        Não dá para imaginar que tendo investido-se milhões de dólares de dinheiro suado do bolso do Oskar em sua construção vá se demolir aquilo tudo. Mas tem de ser tornar algo útil para população da cidade, claro. O custo de desmontá-la é muito maior do que o de restaurá-la.

        Curtir

  12. “Trepadeiras nativas revestirão os pilares do aeromóvel”………???????? E porque não removem essa excrescência??? Estão sonhando que daqui 20 anos talvez saia o aeromóvel da Zona Sul??

    Curtir

  13. Muito bonito, pelo pouco que dá pra ver. Fica ali na praça entre o final da Riachuelo, Andradas e Duque de Caxias.Torço para que realmente saia do papel!

    Curtir

  14. Esperamos que as táboas não sejam de “materiais reciclados” que vão durar 1 mês…

    Curtir

  15. Parece legal, mas onde é isso? Ali onde termina (ou começa, sei lá) a linha do aeromóvel?

    Curtir

    • “O primeiro trecho a ser revitalizado tem 1,5 quilômetro e vai do Gasômetro até a rótula das Cuias, na av. Edvaldo Pereira Paiva”, ta escrito no texto, hehehe vai ser um puta de um deck de madeira

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: