Projetos buscam embelezar a cidade

Na sexta-feira, às 16h, Rua dos Andradas tinha muito lixo espalhado Crédito: mauro schaefer

Quais são e como estão os projetos para deixar a cidade mais bonita para a Copa de 2014 foram o tema da Câmara Temática de Infraestrutura e Serviços. Esse é um dos nove grupos do Comitê Organizador Sede-Porto Alegre. Entre as ações previstas está a limpeza visual na Farrapos.

Conforme Isabel Matte, coordenadora-geral do Gabinete de Planejamento Estratégico, a câmara tem 12 projetos, entre eles vários já existentes, como Viva o Centro, Monumenta e Mais Luz. A equipe que prepara a cidade para a Copa estuda rotas, prédios históricos e monumentos para fazer a limpeza, a apresentação e a qualificação de áreas. Existem planos de criar iluminação cênica em prédios históricos e, em parceria com a Trensurb, mudar o muro que separa o trem da Farrapos, na entrada da cidade. Há ideias de colocar painéis e usar vegetação.

Outro problema é o lixo. Na entrada da cidade, embaixo do Viaduto da Conceição (onde há um posto de reciclagem em via pública) e em muitas ruas o conteúdo de lixeiras e contêineres é esvaziado nas calçadas, sem fiscalização – fato corriqueiro na Andradas. Isabel destacou que a gestão do sistema de coleta está sob responsabilidade do DMLU. Disse que estudos indicam quanto a equipe deverá ser reforçada, devido ao aumento de demanda.

Para o arquiteto Klaus Bohne, da Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura, a questão precisa ser vista com muita seriedade. “A implantação dos contêineres pode estar gerando problemas, mas tem o mérito de ser uma tentativa de solução do problema”, ponderou. Correio do Povo

Cursos preparam Capital para turistas

Primeira turma é de brigadianos, mas diversos públicos podem participar

Policiais militares são orientados na comunicação com visitantes Crédito: vinícius roratto

Cerca de 40 integrantes do 9 Batalhão da Polícia Militar de Porto Alegre tiveram, na última semana, a primeira aula de um curso de qualificação turística, já preparatório para atender às demandas da Copa de 2014. Em parceria com a Secretaria Municipal de Turismo (SMTur), eles formam a primeira turma do programa “Porto Alegre Turística”. Ao longo de quase 11 horas distribuídas em três encontros, os brigadianos terão acesso a informações sobre os pontos turísticos, o reflexo econômico e a relação do turista com Porto Alegre. No último encontro, irão passear pela cidade.

A ideia é promover a qualificação desses profissionais, assim como ocorrerá com outras categorias, em função do crescimento da importância de Porto Alegre no eixo turístico nacional. O secretário adjunto do SMTur, Ronaldo Garcia, disse que o policial, por estar ligado à segurança, se torna uma referência quando o turista chega à cidade e precisa de uma orientação. Assim, é ideal que eles estejam qualificados para prestar orientações e informações, garantindo que o turista deixe a Capital com uma imagem positiva.

O major André Córdova, do 9 BPM, explicou que, por sua localização, o batalhão é uma referência na cidade. Os profissionais estão presentes na região central de Porto Alegre e também têm grande atuação em eventos artísticos e na segurança dos parques. Ele lembrou que apenas no Centro circulam cerca de 400 mil pessoas por dia, sendo que durante a Copa do Mundo, por exemplo, esse número será ampliado. “Consideramos a iniciativa de grande importância porque, ao utilizarem a farda, eles são uma representação da cidade, do Estado e do governo. São referências”, afirmou o major.

A coordenadora da Escola Social do Turismo, Débora Toffoli Snel, explicou que o curso, que será realizado mensalmente, visa os mais diversos públicos, buscando criar o melhor sistema de recepção e acolhimento do visitante. A meta é estabelecer um laço, fazendo com que ele retorne em outras ocasiões. “Precisamos potencializar e divulgar o turismo de Porto Alegre”, enfatizou. Ela destacou que, infelizmente, não há uma cultura na cidade sobre a importância do turismo. Exemplificou com o fato de muitas pessoas não conhecerem os principais pontos da cidade.

Quem tiver interesse em participar pode fazer inscrições pelo telefone (51) 3289-6738 ou pelo e-mail qualificacao@turismo.prefpoa.com.br. Serão formadas turmas em setembro, outubro, novembro e dezembro. Correio do Povo

Empresários reivindicam segurança

Michels (E) recebeu cobranças de Santos para colocação de câmeras Crédito: paulo nunes

Mais câmeras de monitoramento nas áreas próximas a hotéis e serviços de atendimento aos turistas é a principal reivindicação dos empresários dos ramos de hotelaria e gastronomia de Porto Alegre, para a preparação da Capital para a Copa de 2014. Eles debateram o tema com o secretário estadual de Segurança Pública, Airton Michels, em encontro no Sindicato da Hotelaria e Gastronomia de Porto Alegre (Sindpoa).

“Esperamos que todos tenham uma passagem agradável em Porto Alegre, retornem e convidem amigos”, disse o presidente do Sindpoa, José de Jesus Santos. Michels citou o plano estratégico que prevê, além de câmeras, a instalação do Centro Integrado de Comando e Controle. “Será um legado perene para a cidade e deverá integrar polícias Civil e Militar, Bombeiros, serviços de ambulâncias e órgão de inteligência.”  Correio do Povo

Hotéis têm monitoramento

Em pesquisa sobre estrutura de segurança nos hotéis da cidade, apresentada pelo Sindpoa, 81,4% dos empresários responderam que possuem monitoramento em seu empreendimento, o que corresponde a 36 hotéis. Além disso, 46,5% têm segurança privada nos domínios da empresa. A enquete foi respondida por 43 dos 95 hotéis pesquisados.



Categorias:COPA 2014, TURISMO

Tags:, , ,

11 respostas

  1. nos meus tempos de pia, quando eu fumava pra aparecer, eu apertava a ponta do cigarro par apagar e ai tocar no lixo….

    Evitava ao maximo jogar no chão… as pessoas estranhavam.. haha

    Mas não fumo mais, só bebo, e sempre guardo as latas/garrafas pra por no lixo…

    Quando to de carro e bebo água ou refri, faço o mesmo, sabado passado voltei pra casa com uma sacola cheia de lixo que eu e meus amigos deixamos no carro…

    Curtir

  2. Falando sério, uns 80% do lixo na rua em Porto Alegre não é nem da má-educação da população, e sim dos mendigos e catadores, que não fazem o mínimo esforço pra não deixar o lixo cair da lixeira e ainda deixam o que não gostam jogado no chão. Isso não é profissão, isso é malandragem de político atrás de voto, sexo mental da esquerda e vagabundagem de quem não quer um emprego de verdade. Enquanto isso vários setores estão com falta de funcionários. Pedreiro vale ouro por aqui.

    Curtir

    • exatamente.

      As pessoas são porcas, isso é fato, mas papel de bala, toco de cigarro e bla bla bla não suja tanto como restos de comida, papel higienico, isopor e outros lixos que são espalhados na rua.

      Pensei em bater uma foto da praça em frente la de casa pra terem uma noção… era MUITO lixo espalhado, a praça estava braanca no lugar da grama, de tanto lixo… mas ai iriam me julgar né?

      Curtir

    • Até acho que o povo porto alegrense é educado em geral. Já vi várias vezes pessoas sendo repreendidas por jogarem lixo no chão.

      Curtir

      • Também acho. O maior problema é toco de cigarro, mas qual a alternativa, arriscar botar fogo na lixeira? O problema é que, se forem botar cinzeiros pela cidade, ou vão reclamar da apologia ao fumo ou vão ser totalmente vandalizados em poucos dias (ou os dois juntos).

        Curtir

  3. Não adianta, enquanto deixarem os mendigos tocarem fogo em viadutos e prédios (alguns até historicos), espalharem o lixo pela cidade, não chamarema atenção e multar pessoas que jogam lixo na rua, ou toco de cigarro, não vai mudar nada.

    Ja disse antes, mecher no lixo dos outros não é trabalho.
    Tem que modernizar isso e botar o pessoal pra trabalhar nas coperativas, com uniforme e proteção.

    É um absurdo, em pleno centro, na entrada da cidade existir praticamente um centro de coleta de lixo, ver os carroceiros espalharem latas no chão para amassar.

    Restos de comida espalhados, marcas de fogo nos viadutos e prédios, e tem quem não da bola pra isso.

    Quero ver quando as estruturas começarem a dar problemas com esse fogo…

    Curtir

    • Hoje vindo pro trabalho, tive que ir pelo meio da rua na Duque de Caxias pois um desses catadores estava bloqueando toda a calçada com sacos de lixo revirando um container. Mais um exemplo, a 3 quadras do Palácio Piratini.

      Curtir

  4. O problema do lixo é que em vez de profissionalizar a coleta continuamos fazendo de conta que há justificativa para deixar papeleiros irregulares fazendo isso. A nossa “esquerda” parou no tempo e ainda acha que somos um país de quinto mundo com problemas de desemprego.

    Curtir

    • Perfeito! Esses dias eu estava vendo um reportagem que falava sobre os materiais recicláveis que não são rentáveis para os catadores e cooperativa de catadores (ex.:isopor) e por isso são abandonados ou colocados no lixo comum, causando decepção dos cidadãos que fazem a separação e acham que o material estaria sendo reaproveitado.

      Isso é ridiculo: todos os moradores de uma cidade devem pagar para que o lixo seja recolhido e reciclado no máximo possível pelo Poder Público. O que não pode é um serviço tão essencial como esse ficar a mercê dos interesses econômicos dos catadores, porque isso supostamente estaria ajudando a resolver um problema social.

      Curtir

      • Tem uma casa vazia do outro lado da minha rua, estes dias apareceu lá adivinha o que? Montes de isopor, certamente nossos super catadores jogaram lá por que não interessava.

        Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: