Reunião define ligação do catamarã à zona sul

 

Jornal Metro – Porto Alegre – 15/08/2012



Categorias:hidrovias, Travessia POA - Guaíba, Zona Sul

Tags:,

8 respostas

  1. Desde quando não há gente vivendo próximo ao Barra? Moro bem pertinho do local em um edifício com zilhões de pessoas. Acredito que tenha sim sido realizado um estudo de demanda, pois vejo todos os dias os ônibus esvaziarem quando chegam nessa altura da zona sul (minha parada é a mesma do Barra e comigo sempre descem umas 10 pessoas, inclusive à noite)

    Curtir

    • Mari, acompanhando as notícias me parece que estudo de demanda não tenha sido feito.

      As coisas estão acontecendo em Porto Alegre da seguinte forma. Se consegue o dinheiro e os interessados e depois se descobre o que vai se fazer, está a maior bagunça na administração pública municipal.

      Curtir

  2. A estação fica no Barra pq ali é caminho pra Guaíba. Assunção ou Tristeza o barco teria que voltar pra ir à Guaíba e perderia-se tempo. Além do mais, ali está previsto o fim da Linha Pe.Cacique do BRT Fake que vão fazer.

    Curtir

  3. O Cristal tb tem grande população, muito grande, alias, pois ali que estão vários conjuntos de predios “quase Cohab” , desde aquela parte alta, na face sul do morro Santa Teresa, até o asfalto da Icarai.

    Curtir

  4. Só quero saber uma coisa: foram feitos estudos de demando no BARRA SHOPPING, pq eu na minha humilde ideia penso que os burgueses frequentadores tem carango e não vão de catamarã. Ou seja, não terá demanda alí, pois este local é um mero ponto de passagem, ninguém mora nas imediações desse local.
    Pq o Catamarã não atraca na Tristeza, ou Assunção? Onde sabidamente têm população?
    Me parece ser uma associação do capitalismo (entre Barra e CatSul) para se auto promover, enquanto usam os usuários do Catamarã como escoras.
    PS: e ainda mais: COBRAM PARA LEVAR A BICICLETA JUNTO!

    Curtir

    • Talvez os próximos passos sejam paradas na Tristeza/Assunção, Ipanema, Belém… Daí, não aproveitando a mesma linha para Guaíba, como se está sendo feito agora, mas uma linha exclusiva para os bairros porto-alegrense a beira do Guaíba.

      Curtir

      • Julião.

        A tua proposta (com que concordo plenamente), só vai ocorrer em duas situações:
        .
        1ª) Entrar um empresário forte de transportes interessado na exploração da linha e desatar alguns nós na prefeitura e câmara de vereadores.

        2ª) O executivo municipal ir contra os interesses da ATP e em favor dos interesses dos portalegrenses. Esta precisa além de vergonha na cara que não vou dizer que nosso prefeito não tem, e culhões para enfrentar a ATP.

        Uma linha de transporte como falaste, operada por um catamarã mais moderno e rápido, poria no chinelo o transporte coletivo dos ônibus da zona sul, ou seja, colocará em cheque o transporte de ônibus em Porto Alegre, e o partido que governa a vinte anos Porto Alegre, a ATP, não gostará disto.

        Curtir

  5. Outra notícia animadora, a implantação da hidrovia começa com uma reunião de um grupo técnico!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: