Setor naval desperta a atenção do mundo

Agência de Transportes Aquaviários prevê demanda de mil embarcações

Indústria emprega hoje 60 mil pessoas frente a 40 mil na década de 1970 Crédito: DEYVER DIAS / ESPECIAL / CP memória

Brasília – A indústria naval do mundo inteiro e fabricantes de equipamentos para o setor acompanham com interesse o mercado que mais tem se desenvolvido nos últimos anos, tanto na construção de navios quanto em encomendas de plataformas para exploração de petróleo na camada pré-sal. “O comércio marítimo internacional está de olho no Brasil”, disse o presidente da Associação Brasileira das Empresas de Construção Naval e Offshore (Abenav), Augusto Mendonça. Segundo ele, a construção naval do país vai ajudar na recuperação da indústria em geral. Como exemplo, lembrou que, na década de 1970, os estaleiros empregavam 40 mil pessoas e hoje são 60 mil postos diretos. “Vamos ultrapassar 100 mil dentro de três anos em razão da construção em andamento de mais sete estaleiros”, previu.

A frota brasileira tem 397 embarcações (navios de longo curso, de cabotagem e de navegação interior), mas a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) estima demanda para mil embarcações até 2020. Necessidade, portanto, de mais 603 unidades, sobretudo para exploração marítima de petróleo e gás. A iniciativa exigirá investimento de R$ 55 bilhões já nos próximos cinco anos, calcula o BNDES.

Os dados da Antaq mostram que o Brasil tem a quarta maior frota do mundo e é o terceiro mercado em produção. Mendonça ressaltou ainda o Programa de Modernização e Expansão da Frota, da Transpetro, como responsável pela revitalização da indústria naval brasileira. Há encomendas de 49 embarcações a estaleiros nacionais, com índice de nacionalização mínima de 65% e investimentos no valor de R$ 10,8 bilhões até 2016.

Correio do Povo



Categorias:Economia Estadual, Economia Nacional, Polo Naval de Rio Grande

Tags:, ,

2 respostas

  1. Isso sim é boa notícia…

    Curtir

  2. Coisa booa…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: