Estaleiro Só pode ter torre de 22 andares

Projeto voltou à empresa dona do terreno, que terá de fazer alterações pedidas pela prefeitura

A altura da torre comercial prevista para a área do Estaleiro Só, na zona sul de Porto Alegre, poderá ter até 22 andares, a exemplo da já existente Cristal Tower, no BarraShoppingSul. O plano original da empresa proprietária do terreno previa 26 andares, e foi modificado pela Comissão de Análise Urbanística e Gerenciamento (Cauge) da prefeitura da Capital.

Apartir de agora, a empresa proprietária da área, BM Par Empreendimentos, deverá modificar o projeto. O objetivo das alterações feitas pela Cauge, segundo a sua presidente, Rosane Zottis, é permitir uma interação maior com a orla do Guaíba. Por isso, deverá ser construído um parque, além de acessos viários, como uma ciclovia. Depois das adequações, o projeto voltará à Cauge.

— É uma área muito especial, nobre. Temos que fazer um bom projeto para a cidade, que seja um ícone na paisagem — afirmou Rosane.

Além da torre comercial, haverá um pequeno shopping no local. A loja âncora deverá ser a Leroy Merlin, de materiais de construção. Ao receber de volta o projeto, a Cauge elaborará um termo de referência para que depois a empresa busque as licenças ambientais. Conforme a BM Par, a obra só deverá começar no final do ano que vem ou no início de 2014.

Na Justiça, outra barreira ao empreendimento caiu. A juíza Deborah Coleto Assumpção de Moraes, da 10ª Vara da Fazenda Pública do Foro Regional da Tristeza, decidiu extinguir o processo que questionava a consulta popular de 2009 — que rejeitou a construção de empreendimentos residenciais, permitindo os comerciais. O resultado foi divulgado ontem.

Na decisão, a juíza questiona a formulação da ação popular contra as leis municipais que regem a situação do Pontal do Estaleiro Só, a 470/02 e a 614/09, mas ressalta não haver julgamento de mérito. Segundo a magistrada, a norma questionada “não excepciona (…) as regras que o município observa e adota para todo empreendimento em consideração, daí porque, em tese, inexiste lesão concreta, ou até mesmo potencial, ao meio ambiente”.

DG

________________

Se alguma entidade pseudo-ambientalista se manifestar contra este projeto, estamos de prontidão. Vamos agir também em prol do desenvolvimento de Porto Alegre e da orla. 

________________

Vou pegar todos os depoimentos de vocês aqui neste post e postar na página do Blog no Facebook e em outras similares (prefeitura, e outras).
Mandem comentários favoráveis ao prédio e ao projeto como um todo. Vamos entrar na campanha dos favoráveis!
Vou fazer um post com eles também e encaminhar ao prefeito e a secretários do município.
Todo mundo escrevendo. Seremos a voz do povo. Por que sempre os contra são a voz da cidade ?

________________

Sugiro enviarem e-mails para pessoas na prefeitura, em especial da Secretaria de Obras e Viação (SMOV) e também para a do Planejamento (SPM).

Aqui tenho alguns e-mails:

SMOV

Secretário Municipal de Obras e Viação
Adriano Borges Gularte  adrianog@smov.prefpoa.com.br 

Secretária Adjunta de Obras e Viação 
Ilza Berlato  ilza@smov.prefpoa.com.br 

Coordenadora da Assessora de Comunicação – SMOV
Myrian Beck   myrianb@smov.prefpoa.com.br  

Coordenador da Assessoria de Planejamento 
Antônio Marcos Jeremias  jeremias@smov.prefpoa.com.br

SPM

Secretário  – Ricardo Gothe
gothe@spm.prefpoa.com.br

Secretário-adjunto – Francisco Dorneles

franciscod@spm.prefpoa.com.br

Supervisora de Desenvolvimento Urbano (SDU) – Andréa Oberrather
andrea@spm.prefpoa.com.br 

Supervisor de Planejamento Urbano (SPU) – José Luiz Fernandes Cogo 

cogo@spm.prefpoa.com.br

Coordenadora da Assessoria de Comunicação Social – Agnese Schifino

agnese@spm.prefpoa.com.br

__________________

PÁGINA OFICIAL DO BLOG PORTO IMAGEM NO FACEBOOK:

 

http://www.facebook.com/BlogPortoImagem/



Categorias:ORLA, Pontal do Estaleiro

Tags:,

43 respostas

  1. @ Pedro; Se eu tivesse falado em Bispos da Igreja Universal ninguem iria ficar “dodoi”.

    Curtir

    • Se tu falares mal dos bispos da igreja universal eu te apóio. Se tu criticares a RBS, em relação a muitos aspectos vou te apoiar (por exemplo em relaçao a qualidade do jornalismo praticado pela Zero Hora). Mas acho que teu cometário foi preconceituoso. Acho que os judeus que aqui vieram morar só nos enriqueceram como sociedade. Aliás, acho que esta discussão nem deveria estar ocorrendo!

      Curtir

  2. Acho q o projeto do pontal do estaleiro, DEVE SIM sair do papel, mas esse limite de altura é RIDÍCULO ao meu ver só serve para atrapalhar o crescimento de POA. Rio de Janeiro, é a segunda maior cidade do Brasil, e tem na própria Copacabana, prédios ALTOS! Muitos deles são uns dos maiores do país! Acho q só POA tem essa lei ridícula e que não serve para nada!
    A polícia deveria matar a pessoa que criou essa lei! (brincadeirinha), mas q atrapalha o crescimento de POA isso é! A prefeitura deveria pensar um puco menos na visão q as pessoas tem do Guaíba, ao invés dos políticos roubarem do povo poderiam usar esse dinheiro para fazer com que POA crescesse, como a retirada dessa altura INÚTIL, e ainda usar o dinheiro público para fazer com q o Guaíba se torne atrativo. Li aqui no blog mesmo q o lago não atrai turistas. Deveriam fazer isso mudar.
    Se eu fosse prefeito de poa iria fazer com q essa lei sumisse. Mas como sou apenas um morador gaúcho q vê os investimentos q poderiam vir para o estado irem para outros e outras cidades.
    Poa é uma cidade muito bonita e atrativa, mas acho q PODERIA melhorar!

    Curtir

    • Não se deve retirar o limite de altura em toda a cidade, mas sim em áreas envolvidas por grandes avenidas com bom fluxo de pessoas. Imagina um baita prédio alto numa travessa sem capacidade pra transportar as pessoas que iriam morar nele?
      Tem muito lugar em porto alegre que se pode configurar um limite muito mais alto do que 22 andares, inclusive nesse aí. É uma área nobre com uma avenida de 4 faixas por onde passam várias linhas de ônibus principais.

      Curtir

  3. 1º – Aqui parece estar cheio de entendidos. Alguém aqui é urbanista?

    2º – Estudei 5 anos de Arquitetura e Urbanismo e em nenhum momento ví nenhum autor, arquiteto ou professor dizer que prédios ALTOS são melhores que BAIXOS. Por que essa fixação por espigões?

    3º – Os exemplos citados acima, NY, Santigo, etc… tem prédios altos mas tem PRINCIPALMENTE, qualidade de arquitetura e urbanismo. Isso se manifesta em um bom traçado, variedades e restrições de uso que resultam numa boa qualidade de animação do espaço.

    4º – Melhor ver o que vai sair no projeto, mas a princípio uma torre comercial alta (que aposto que vai ser um blocão envidraçado entediante) e um shopping caixotão com uma loja de ferramentas dentro não contribuem em NADA para que seja um projeto de qualidade. Como o Walter comentou, um shopping do lado de um shopping não é uma boa notícia.

    Curtir

    • Aqui neste blog todos podem dar a opinião e falar o que quiser. Cada um tem seu gosto e opinião. De sua opinião e deixe os outros darem também.

      Curtir

      • Ótimo Gilberto, e realmente é importante que se opine e se estabeleça debate.

        Mas é frustrante ver como a opinião de especialistas é atropelada. Com isso vemos os orgãos de obras e planejamento urbano, povoados de corretores, empreiteiros e incorporadores. Empresas que não estão preocupadas necessáriamente necessáriamente em melhorar a cidade mas em gerar lucro particular. E é preciso ficar de olho para que esses pontos estratégicos da cidade não caiam nessa situação.

        E volto a frisar, prédios altos não são sinônimo de boa cidade.

        Curtir

  4. realmente, estou a fim de ficar contra só pra forçar a mudar o projeto: com uma leroy, imaginem uma caixa branca gigantesca, uma area enorme de estacionamento. Não será bonito como o projeto anterior :/

    Curtir

  5. Bah. Um shopping do lado de outro shopping.
    Se a ideia é aproveitar a orla, não vejo como vantagem criar mais um caixote ali. Na minha opinião tinham que colocar algo voltado para o lazer, como bares/restaurantes etc etc. Que desse um movimento à noite NA RUA. Não dentro do prédio.

    Curtir

  6. No aguardo do projeto e execução. A cidade não pode mais esperar esses investimentos, e nem ceder por pressões de minorias radicais. Obra já!

    Curtir

  7. @ Guilherme: No minimo pq os judeus Sirotsky, donos da Maiojama, nao conseguiram comprar o terreno do Pontal antes da BM Par.

    Curtir

  8. comentario foi para o Gilberto

    Curtir

  9. ^^ Vc esqueceu da feirinha hippie e de produtos hortigrangeiros sem agrotoxicos…alem de um recanto do “lamacal” para o povo acampar.

    Curtir

  10. Olhem as pessoas comentando o assunto, sem nenhum conhecimento, nesse post do PortoAlegre.cc no Facebook: https://www.facebook.com/poa.cc/posts/194316507367538 // Uma profusão de asneiras ímpar.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: