Vá de Bici

Desde o ano passado a Prefeitura Municipal de Porto Alegre está permitindo o estacionamento de automóveis sobre o Largo Glênio Peres em determinados horários. Se você também acha que praça não é lugar de carro, assine este abaixo-assinado clicando no link abaixo.

Clique aqui para assinar a petição.

Se você não tiver seu título de eleitor em mãos, clique aqui para descobrí-lo.

Ver o post original



Categorias:Outros assuntos

21 respostas

  1. Por mim tudo bem. Mas nada de bicicleta (e muito menos bicicletário, já que é “estacionamento” também ) circulando ali, skate, patins e coisas do gênero. Afinal aquela “praça” é apenas para pedestres.

    Curtir

    • Incrivelmente eu concordo contigo, Adriano, que não deve ter bicicletário sobre o passeio público. Os paraciclos deveriam ser instalados em vagas de estacionamento de automóvel. Onde um carro estaciona é possível estacionar mais de 10 bicicletas!

      Curtir

    • Bicicleta não podem circular em praças. É lei em Porto Alegre. Já patins e skates não têm qualquer impedimento segundo o CTB. Não vamos fazer a gauchada de discutir uma questão que envolve uma lei federal como sendo apenas do nosso umbigo, no caso, do Largo Glênio Peres. E mesmo em Paris, a própria polícia circula de patins nos pátios do Louvre. O exemplo da rua coberta de Gramado, onde a Prefeitura proibiu andar de skate, é outra gauchada, e das brabas.

      Curtir

  2. Tri é o flanelinha bem faceiro escorado num carro hehehe

    Curtir

  3. Falando no Largo Glênio Peres, vocês já viram isso? http://www.facebook.com/events/396589050406349/ Um protesto contra o chafariz que será instalado no local, atitude de extrema ignorância pra mim, segundo eles o motivo do protesto é que a cidade tem muitos outros problemas pra se investir do que em um chafariz. Seguindo esse pensamento acho que nem as cidades da Europa, como Londres ou Paris, seriam tão bonitas e turísticas, afinal, elas também tem problemas, tem periferias, locais sujos e degradados, mas não deixaram de investir em coisas que embelezam as cidades e as qualifiquem turisticamente por isso. Enfim, desculpem comentar isso – que não tem nada a ver com a notícia – aqui, mas é que esse pensamento pequeno dos porto-alegrenses realmente me irrita.

    Curtir

    • Gilberto ou alguém do blog poderiam divulgar esse link pro pessoal ir lá comentar e mostrar como eles são BABACAS, EGOÍSTAS e INTERESSEIROS querendo boicotar a cidade de Porto Alegre por birra política. Pelo amor de Deus, esse link é dominado por apologias ao vandalismo e a depredação!

      Curtir

    • O pior é que eles já estão ligados no novo projeto do Pontal, inclusive formando manifestações contra.

      Curtir

    • Bah, que gentalha!

      Curtir

  4. O Centro é inviável de carro, a pé, de bici… Não adianta. É um problema estrutural com muita coisa pra ser resolvida. Com a diferença que para os carros há ruas pavimentadas e estacionamentos privados em cada esquina, ou seja, há uma estrutura básica.

    Mesmo assim, é um estresse do cacete ir de carro pro Centro. Admiro quem tem essa disposição. Encontrar um lugar pra estacionar lá é um desafio espiritual, e pagar um estacionamento privado é um desrespeito ao bolso.

    O Centro, há muito tempo, não é lugar pra carros. Quando vão se ligar? Ônibus e bici são a solução. Há também o valor estético e de bem-estar de termos alguns espaços sem carros. Precisamos de áreas livres, abertas, no Centro.

    Curtir

  5. Enquanto no mundo inteiro centros estão sendo fechados para os carros, PoA segue na contramão.

    Curtir

  6. Pela primeira vez vou discordar (por enquanto), já que amanhã, sabado, terei que fazer entregas no Mercado Público, e justamente deixo para sâbado pois é quando o Largo Glênio Peres fica disponível para estacionamento. Isso enquanto não saírem os estacionamentos subterrâneos que a prefeitra (diz que) vai fazer. Simplesmente para quem trabalha, NÃO HÁ OPÇÕES de estacionamento, já que todo o entorno do prédio da prefeitura é privativo para “seus” carros. Inclusive o problema é tão grave que mesmo após a revitalização do Cais Mauá, aguardada por nós ha muito tempo, também não terá opções para estacionar carros. Enquanto não mudarmos a cultura do automóvel, onde não houver estacionamento não haverá visitantes/clientes. Infelizmente.

    Curtir

    • Só que não se muda a cultura do automóvel permitindo que carros estacionem sobre praças.

      Além disso o Mercado Público não sofre de falta de clientes, está sempre cheio.

      Curtir

    • 1) É indiscutível que o mercado necessita de espaço para operações de carga e descarga, mas isso não requer todo um estacionamento destruindo a praça. Até onde me consta, já existe um espaço onde param os veículos de carga destinados ao mercado, na Av. Borges de Medeiros. Seria essencial organizar e optimizar o uso desse espaço. Talvez para carga e descarga faça sentido construir uma doca subterrânea, mas só.

      2) O mercado público é o lugar MAIS FÁCIL de chegar por transporte público nessa cidade. Os clientes e visitantes podem perfeitamente chegar de ônibus ao mercado. Durante a semana, as milhares de pessoas que circulam no mercado já formam um excelente público.

      3) O estacionamento é liberado aos sábados que, por definição, são os dias de menor demanda dos estacionamentos comerciais, uma vez que a maioria das pessoas que vai todo dia de carro pro centro o faz durante a semana.

      4) O Cais Mauá prevê a criação de estacionamentos. O que francamente acho desnecessário, considerando-se a quantidade de prédios-garagem na Av. Mauá, e a incapacidade desta Avenida de absorver mais tráfego.

      5) O espaço no centro é escasso, e muitos querem usá-lo. Quando se chega a essa situação, o mecanismo de mediação deve ser o preço, e não o chororô. Quer estacionar no centro? Pague o que o mercado exige.

      Curtir

      • Realmente Fmobus, desculpa pra ir de caro ao centro não há, pois o que mais tem no centro são linhas de ônibus.

        Curtir

  7. Já assinei a petição. Eu também não quero o Largo Glênio Peres como estacionamento.

    Curtir

  8. Eu to procurando a praca, porque pelo que vejo é um monte de asfalto só.

    E como disse o comentario acima: querem que oaguem estacionamento que sao uma fortuna no centro? Certo que no final nós pagaremos.

    Curtir

    • Largos e praças nãpo devdem virar estacionamentos. Se queres ir para o centro de carro que pague estacionamento sim. Por que reservar espaço público para veículos particulares? O que falta no centro sao calçadas!

      Curtir

    • Asfalto? Só to vendo na faixa de segurança, no Largo não…

      Curtir

  9. Vocês querem que os CCs da prefeitura paguem estacionamento particular ? Estão malucos ?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: