Alfândega das fontes secas – atualizada

Caminhei ontem pela reformada Praça da Alfândega com um amigo de Passo Fundo, e nos maravilhamos com as fontes secas cercando a estátua equestre e avistamos também uma outra fonte (de poeira) que tinha um cano preto seco saindo por cima. Depois de anos de restauro e milhares de reais, continuamos honrando o título internacional de cidade das fontes secas. Parabéns!

Por outro lado – desculpe, este post terá mais reclamações do que coisas positivas…- o “paisagismo” da praça parece estar pronto. Salvo um círculo que avistei perto do Memorial do RS, e um canteiro de azaleias, o design paisagístico é do velho estilo: muitas plantas tropicais escuras e pouquíssimas flores. Desapontador!

Podiam ter plantado buganvileas, elas são deslumbrantes e vejo pouquíssimas plantadas na cidade!

Para não dizer que tudo está errado, notei que o sol conseguiu entrar mais na praça, graças ao levantamento da copa das árvores – que poderia ter sido mais radical.

Balanço geral: para um trabalho que levou mais de 3 anos, o resultado está medíocre. Se as fontes começarem a borbulhar, se  elas forem iluminadas à noite junto com a estátua, se os prédios imponentes à volta forem iluminados cenicamente, ai então poderemos festejar. Por enquanto está, ao meu ver, meia-boca.

Clique para ampliar

Falando nisso, há um espaço amplo entre a praça e o Santander Cultural que está pedindo uma grande escultura, uma fonte, um chafariz, ou alguma grande obra de arte. Artistas, alguma sugestão?

Clique para ampliá-la!



Categorias:Arquitetura | Urbanismo

Tags:,

20 respostas

  1. Esta é uma das praças mais bonitas do mundo.

    Curtir

  2. O que é aquela coisa vermelha no meio da praça, não me digam que é obra de arte?

    Curtir

  3. Eu passei pela praça e achei que o visual ficou bom. Está mais limpo e claro. Mas o que mais me chamou a atenção foi o nível de depredação do lugar. Já tem um monte de lixeiras pichadas, assim como vários bancos pintados e adesivados com propaganda eleitoral. Escrevi pro candidato Maroni, durante a semana, e avisei dos adesivos que infestavam o local. Hoje vi que, pelo menos os dele, foram retirados.

    Curtir

  4. Bem, para que ligar as fontes? Foi anunciar que vão instalar uma no Mercdado Público e já tem página no facebook com 600 pessoas confirmadas para protestar contra a instalação!

    Curtir

    • Mas eles estão restaurando as fontes pra que então? Esses 600 vão ter que engolir um novo tempo que está começando em Porto Alegre. Um tempo em que as pessoas que querem as fontes vão influir também.

      Curtir

  5. Pois e’ Jackson, mas aqui o pessoal realmente se contenta com pouco…tao achando uma maravilha!!

    Curtir

  6. Aqui apedrejam que ousa falar de Curitiba… mas aquela cidade chama a atenção sobre a FARTURA de chafarizes e fontes ! Inclusive no Centrão.

    A Rua da Praia deles tem várias. Algumas com aguas dançantes.

    As praças têm .

    É uma infinidade de chafarizes públicos espalhando graça por tudo que é lugar.

    Curtir

  7. Se tivesse levado uns 5 meses, eu não teria o que reclamar da reforma. Acharia sensacional. E a praça tá bonita mesmo, apesar das fontes secas. O incrível é terem demorado 3 anos pra reformar uma praça. Imagina com outras coisas mais complexas.

    Curtir

  8. concordo!

    Curtir

  9. Descobri pessoal o motivo porque nossas praças não são bem cuidadas. Não tem CC para jardineiro!

    Curtir

  10. Ué, mas arvores não são para criar sombras?

    Quando começaram a cortar as arvores e fazer os bla bla bla, só faltaram tocar fogo nos funcionarios, pois estavam cometando um criiiime contra a natureza.

    Sobre as fontes, acho que em breve vão voltar a funcionar, não iriam fazer toda a manutenção nelas por nada…. mas aquela coisa né… nem ficou pronto e ja detonaram… ja tinham pixado algumas fontes, mas arrumaram.

    A praça ta branca de tocos de cigarros, lixos espalhados… uma imundisse diaria… o povo não colabora..

    Curtir

  11. Também estive ontem na Praça da Alfândega e, talvez pelo negativismo excessivo dos comentários aqui no blog, me surpreendi positivamente. Achei a praça bem florida na verdade, quase todos os canteiros tinham alguma cor, mas deve ser apenas pela época do ano, e não flores que ficarão lá nas quatro estações. Gostei bastante do padrão grade+folhagens densas+gramado+folhagens largas+árvores, cria uma volumetria interessante que realça os caminhos e os monumentos já que não fica aquela coisa super densa o tempo inteiro. O monumento do cano preto não é aquele que a estátua foi roubada e está em restauração? Acho que daqui a pouco ela vai voltar pra lá. De qualquer jeito não tem desculpa pro monumento equestre estar “na seca” e, pra piorar, pichado. Várias placas de bronze faltando em outros monumentos, também. Por fim, um elogio pra ainda não finalizada restauração do monumento ao Barão do Rio Branco, em frente ao Memorial, que ficou incrível, em tons escuros, digno dos monumentos das boas cidades europeias.

    Curtir

  12. Pois e’ Marcelo, ontem tb tive o desprazer de passar pela praca e pude constatar, com muita tristeza, a MESMA SITUACAO.. Nao so as fontes secas, mas a forma “barata” e bagaceiras dos canteiros, dos bancos de praca, do calcamento totalmente desnivelado que parece estar pior do que o original. Muitas arvores ainda apando os belos monumentos e predios etc….Um total despreso e desrespeito com o cidadao e o dinheiro publico….Tres anos pra fazerem “aquilo”??….Eu Curto. Eu cuido?? Ahhhh…me poupe!!

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: