9/11 – ATENTADO AO WORLD TRADE CENTER – 11 ANOS

11 anos do maior atentado terrorista da história! (será terrorista mesmo?)

Deixamos aqui estas imagens para sempre lembrarmos a barbaridade que jamais será esquecida por toda a humanidade.

De símbolo do poderio econômico norte-americano, a um monte de escombros em poucas horas. World Trade Center – quase 3 mil mortos.

O Blog Porto Imagem homenageia, da mesma forma como no ano passado, nos seus 10 anos, a todos os familiares das pessoas que morreram e, ao mesmo tempo, as torres gêmeas, que eram um dos maiores representantes da arquitetura mundial, com seus 110 andares.

HOJE

O novo World Trade Center já é o mais alto prédio de Nova Iorque. 

O PASSADO

Uma imagem que jamais veremos novamente !

Um dos mais belos skylines do planeta…..

O ATENTADO

se desfez naquele dia 11 de setembro de 2001…

… restando um monte de fumaça e escombros.

O FUTURO

Mas esta imagem mostra o futuro próximo (2013): o mais alto prédio dos Estados Unidos já está sendo construído. Em poucos anos teremos esta visão…

…. o novo World Trade Center, a nova Manhattan.

Obs.: Este post é similar ao publicado no dia 11 de setembro de 2011, por ocasião dos 10 anos do atentado.



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, Arranha Céus, Outros assuntos

Tags:, , , , ,

49 respostas

  1. Informação ta errada. O prédio no dia 11 de Setembro já tinha atingido o pico com 417 metros de altura (e não 387 como ta na foto) no último andar, e no parapeito tem 420 metros. E a altura 541 esta incluindo a torre, que agora não é mais torre e será uma antena de comunicação (modificaram a torre pra cortar 20 milhões de dolares). Enfim, se tratando do assunto, nem perco meu tempo lendo esses comentários infantis de Brasileiros revoltados com os EUA porque pra falar mal sabem, mas pra pagar um pau e agir como eles, os mesmos sabem.

    Curtir

    • Caro Renan

      Não entendi direito a tua indignação. Estes brasileiros que aqui estão escrevendo, apesar da sua “ignorância” sobre a altura do prédio que terá de acordo com a tua “sapiência” 541m, o pessoal sabe algumas coisas que talvez não saiba. Vamos a elas.

      Primeiro: Aqui todos sabemos ler, pois já na primeira foto está escrito o “… quando pronto, terá 541m.”, e não era necessário tamanha indignação para provar a “ignorância” de todos.

      Segundo: As pessoas que frequentam este blog, tem uma cultura média bem superior ao americano médio, que somente 60% sabe ao olhar um mapa da América do Norte a onde estão o México e o Canadá, logo pode nos dar o direito de comentar em tese o que ocorreu em 11 de setembro.

      Terceiro: Que todas estas especulações surgiram não após o 11 de setembro, mas sim após os fatos ocorridos em consequência disto. Poderia citá-los como o invasão do Iraque com pretexto de eliminar as famosas armas de destruição em massa do Sadan (que nunca existiram), caçar o Bin Laden no Iraque (ele nunca esteve lá) e por fim retirar o apoio do governo Iraquiano a Al-Qaeda (que exatamente ao contrário era inimiga do Sadan).

      Quarto: O que realmente existiu após o 11 de setembro, foi uma guerra milionária que deixou o contribuinte norte-americano mais pobre e o vice-presidente norte americano, Richard Bruce “Dick” Cheney muito mais rico. Chamo a atenção que a empresa que Dick Cheney presidia, recebeu somente por uma de suas subsidiárias “Brown & Root Services” na operação Tempestade do Deserto (Bush pai) US$8 milhões para enviar mercenários.
      Depois deste fato, um contrato pequeno, esta empresa tem recebido contratos bilionários (não é força de expressão, são bilionários mesmo), do governo norte-americano para conflitos diversos. Quem quiser mais informações olhe em que aparece os contratos conhecidos e algumas falcatruas que deixaria o Maluf rubro de vergonha. (http://en.wikipedia.org/wiki/KBR_(company)).

      Ou seja, como os documentos gerais vem sendo colocados a vista do grande público (para fugir a lei de informações norte americana, a Halliburton passou parte de seus escritórios para o Dubai), a desconfiança aumenta cada dia, não só aqui na Província de São Pedro do Rio Grande do Sul, como do cidadão norte-americano que se sente manipulado por isto tudo. Há uma regra básica nas investigações policiais, sempre se procura o criminoso procurando quem lucra com isto, ou vulgarmente falando, siga o dinheiro.

      Curtir

  2. Vou só colocar mais uma observação sobre atentados terroristas em geral.

    Qualquer militante extremista de esquerda, de direita (lembre-se do atentado em Oklahoma City onde uma creche inteira de filhos do funcionários do FBI foram mortos), religiosos, não religiosos ou qualquer outra tendência, mostram historicamente uma imensa burrice dos executores destes atentados.

    Nunca na história da humanidade qualquer movimento político ou religioso se beneficiou com a realização de atentados terroristas. Desde os anarquistas, no fim do século XIX, até os dias de hoje, terroristas enquanto não abandonaram esta via, não obtiveram sucesso no seu intento.

    Gostaria que alguém me mostrasse algum movimento qualquer que através de atentados chegaram ao poder. ETA, IRA e outros movimentos que adotavam o terrorismo como arma política, só obtiveram algum resultado quando as fracções políticas (as que não participavam de atos deste tipo) sobrepujaram as fracções militares.

    Agora podemos também diferenciar movimentos políticos que utilizam ações armadas contra inimigos (militares, políticos, forças de repressão em geral) como reforço de ações políticas. Neste caso tem-se na realidade uma guerra entre partes, uma mais forte que está no poder e outra mais fraca que procura revidar agressões sofridas.

    O que diferencia as ações armadas de atentados terroristas são os objetos da ação, por exemplo se há um ataque a um quartel pode-se dizer que é uma ação militar, porém no momento que se bota uma bomba na frente de um café, de uma escola, de um templo religioso ou de um edifício ocupado parcialmente por civis (caso das torres e de Oklahoma City), tem-se claramente um ato terrorista, que tem por objetivo a intimidação da população como um todo ou parte da mesma.

    Qual a diferença em termos de resultados momentâneos dos dois tipos de atos? Total. Enquanto o atentado é contra especificamente contra um grupo armado ou um grupo no poder, muitas vezes a população apoia este ato. Me lembro que em 1973 quando a ETA perpetuou um atentado contra o presidente da Espanha Franquista “Luis Carrero Blanco”, esta organização obteve um enorme lucro político na época do atentado, a medida que foi contra o Presidente de um regime de excessão que todos detestavam. O problema é que a longo prazo, devido aos esquemas de clandestinidade destas organizações elas perdem o sentido político das ações e a tendência desviar dos objetivos iniciais é enorme, também este tipo de política permitem que seus opositores, geralmente o governo, gerem falsos atentados culpabilizar as organizações clandestinas e modificar a opinião pública.

    Outro terrorismo, que ainda é mais virulento e a longo prazo também leva a derrota é o caso do terrorismo de estado, quando governos deixam de lado princípios democráticos e aplicam a mesma técnica de intimidação, veja o caso típico da Argentina e Chile, onde os dois países adotarem como sistemática da luta política a intimidação de grande parte da população. Não vou citar outros países e outra situações somente para não criar polêmica, mas exitem muitos casos e num número muito maior do que outros tipos de terrorismo.

    Em resumo, além do aspecto ético e moral de adotar como política a intimidação de grande parte da população, como arma de combate, que é a definição correta da palavra terrorismo, é extremamente ineficiente, ou seja, uma arma que tem mais chance de se voltar contra quem a usa do que resultar em vitórias políticas.

    O que quero dizer, que além de tudo, o terrorismo é politicamente burro.

    Poderia ficar citando exemplos e resultados, porém deixemos a discussão de lado e poderemos voltar ao verdadeiro terror que nos aflige o dia todo, o trânsito no nosso país, que mata muito mais do que qualquer organização terrorista (e de forma indiscriminada!), isto sim que é terrorismo.

    Curtir

  3. Vendo o nível dos comentários começo a entender melhor a “oposição” em POA. Lamentável.

    Curtir

  4. E Élvis não morreu!

    Curtir

  5. Prefiro acreditar em evidências técnicas. Portanto, o que o Rogério Maestri falou em mais de um comentário, creio seja o mais próximo da verdade.

    Curtir

    • O problema, Gilberto é que a emenda é pior que o soneto (e olha que o soneto é esquisito pra burro!). As “evidêmcias técnicas” que o Rogério traz são aleijadas, ele fala que a demolição foi planejada, mas ele não explica o fato de nenhuma das MILHARES de pessoas que passavam todos os dias pelas torres mais as milhares de pessoas que passaram na região dias antes dos atentados não notaram nenhuma preparação nem nada. Implodir um prédio não é como no filme “missão impossível” que o cara gruda uma banana de dinamite com um chiclé num pilar e o prédio todo desaba certinho. O desabamento foi esquisito, mas para ser ordenado, se precisaria da instalação de explosivos em vários andares, não somente no subsolo. Quanto ao pentágono, realmente foi esquisito, mas o cara não tinha “um mes de treinamento em teco-teco” ele tinha treinamento em simulador e sabia muito bem o que fazer, o mais difícil no pentágono foi localizar o prédio do céu e isso ele fez muito bem. Dizem que foi um míssel, bom, os familiares dos passageiros e tripulação do vôo que atingiu o pentágono devem adorar essa “verdade” pois os familiares deles não deviam estar dentro do míssel, logo estão escondidos em alguma caverna, provavelmente dentro do nariz do Washington no Mt Rushmore. Gilberto, o problema das teorias não-oficiais é que elas são MAIS absurdas que as oficiais, que já são absurdas o suficiente. Agora, para quem quer acreditar nessas coisas, não existe conversa, provas, fatos que mudem de opinião, a pessoa vai sempre achar uma teoria mais absurda ainda para validar a teoria absurda anterior “não, as pessoas do avião nunca existiram, foram inventadas pelo governo”, ou algo do tipo sairia para explicar o meu questionamento dos familiares…

      Curtir

    • Quais evidências? Só vi da boca para fora sem nenhuma referência. O site que eu postei explica pq o prédio caiu na vertical.
      O bloco superior caiu sobre os andares incendiados com uma inércia tão grande que mal deu tempo de tombar para o lado.

      Curtir

  6. Acho engraçado que as pessoas realmente acreditam que “sabem tudo” a respeito de quem orquestrou os atentados do 11 de setembro, que se o homem foi à lua ou não, o que aconteceu com Ronaldo na copa de 2008. Sabem as causas de todas as guerras dos últimos 20 anos no nosso mundo. Sabem as causas e soluções de crises financeiras, sabem as causas e soluções da bolha imobiliária, da crise dos juros. Que bom. Façam bom uso dessa informação valiosíssima. No mais para mim, que moro em NY, é inacreditável que um “barbudo de um caverna”, ainda que um barbudo milionário com uma legião de fanáticos espalhados pelo mundo apoiado explicitamente por governos extremistas tenha orquestrado essa bagunça toda, assim como me soa igualmente inacreditável que o embaixador dos EUA na Líbia tenha sido asssassinado ONTEM dentro de sua embaixada, e me soe inacreditável que atentados terroristas tenham atiingido o metro de Londres de baixo do nariz da Scotland Yard. Mas acho mais inacreditável ainda que Bush ou qualquer tenha orquestrado o atentado para arranjar desculpa para atolar no Afeganistão, como se os EUA precisassem de desculpas para mandar e desmandar onde bem entendessem no nosso mundo. Mas que bom que vocês sabem *a verdade*. Eu fico aqui na minha ignorância observando essa panacéia toda.

    Curtir

    • Olha, eu tenho certeza de muito pouca coisa nesta vida, ainda mais se tratando de algo que aconteceu bem longe do meu nariz. Mas numa escala que vai de muito pouco provável ao muito provável, considero que a versão oficial ser muito mais factível do que a dos hipsters que se acham cool por não acreditarem no mainstream.

      E não acredito que alguém planejou tudo sozinho. A participação da Al Qaeda pode ter sido mais financeira, logística, treinamento ou de recrutamento. Eles só acharam idiotas úteis e juntaram a fome com a vontade de comer.

      Curtir

  7. enquanto isso na província de P.Alegre,
    …apenas o edifício Souza Cruz com mais de 30 andares kkkkkkkkkk,
    att Kaka.

    Curtir

      • Gilberto, não ficou legal aquele questionamento no começo do teu texto. A Al Qaeda não somente insinuou, mas se responsabilisou pela responsabilidade do atentado:

        “And in November 2007 a bin Laden audio tape was played on al Jazeera, where he essentially said Afghanistan should not have been invaded in response to 9/11 because the attacks were his responsibility.”

        http://www.911myths.com/index.php/Responsibility

        Claro que há muitas conspirações sobre o 11/09 já que se trata do maior atentado da história. Mas isto não invalida todos os estudos muito mais sérios que há: oficiais e de terceiros. É só procurar.

        Sim, e concordo que a invasão do Iraq foi exageiro e pode ter usado como pretesto os atentados.

        Curtir

      • Acho o questionamento é sempre muito positivo e deve ser feito. Mas o questionamento baseado em fatos. No momento nenhum fato aponta para a conclusão de que Bush ou o governo americano tenho orquestrado o negócio que não teorias fraquíssimas. O argumento central que sustenta essa hipóteses seria o fato de que essa seria a desculpa para os EUA invadirem o Afeganistão. COMO SE OS EUA PRECISASSEM DESSE TIPO DE DESCULPAS! A ONU se postou contra a invasão, o resto do mundo se postou contra a invasão. Se os EUA querem invadir um país, eles invadem, como fizeram na Sérvia em 1998, só que na Sérvia deu certo e NINGUÉM FALA DISSO.

        Curtir

%d blogueiros gostam disto: