Arroio Dilúvio: investimentos chegam a mais de R$ 28 milhões

Principais obras de esgotamento sanitário na bacia do Arroio Dilúvio Foto: Divulgação/PMPA

Com a conclusão do trecho do interceptor, mais de 32 quilômetros de redes de esgoto foram implantados pelo Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) ao longo dos arroios que formam o Dilúvio. As obras foram apresentadas pelo Departamento na manhã deste sábado,15. próximo a Foz do Arroio Dilúvio. Somando as obras prontas e mais o coletor do Arroio Mato Grosso, em execução, estão sendo investidos R$ 28,03 milhões para retirar a contribuição de esgoto doméstico das águas do Dilúvio e consequentemente do Lago Guaíba. De acordo com o Plano Diretor de Esgotos do Dmae, em um prazo de cinco anos, mais 210 quilômetros ainda deverão ser implantados. (fotos)

Os interceptores, coletores-tronco e redes são responsáveis por coletar os esgotos nas residências e conduzir até a estação de tratamento para que não sejam lançados in natura no manancial. Com isto, garante-se que mais 1.066 litros de esgoto por segundo serão tratados na Estação Serraria (obra do Projeto Integrado Socioambiental) antes de chegar ao Guaíba.

Somente no interceptor de esgoto sanitário do Arroio Dilúvio foram investidos mais de R$ 4,8 milhões, beneficiando uma população de 55 mil habitantes. Neste rol de obras concluídas também estão os interceptores dos arroios Moinho e São Vicente, o coletor tronco na avenida Oscar Pereira, as redes de esgoto na Vila Panorama, além da reforma da Estação de Bombeamento de Esgotos Ponta da Cadeia e o sistema de isolamento acústico na Estação de Bombeamento de Esgotos Baronesa do Gravataí. Em execução ainda encontra-se o coletor tronco do Arroio Mato Grosso e em etapa de projeto, os coletores tronco no Arroio Moinho II, nas vilas Fátima e Pinto, na Rua da República, no Arroio Agronomia, além de redes coletoras de esgoto em diversos locais.

Por meio do Programa Esgoto Certo, o Dmae vem realizando testes com corantes para identificar as ligações irregulares nas residências ao longo da bacia do Dilúvio. A equipe de Educação Ambiental também trabalha constantemente nas escolas e associações de moradores para orientar a população quanto a ligação correta dos esgotos. As equipes podem ser contatadas pelo Fala Porto Alegre, telefone 156, opção 2 ou no site do Dmae http://www.dmae.rs.gov.br.

Assinatura do Termo que marca o início do Projeto Limpa Brasil Porto Alegre Foto: Luciano Lanes / PMPA

Durante a apresentação, também ocorreu a assinatura do Termo de Adesão e Compromisso com a ONG Limpa Brasil que realiza neste domingo, 16, em Porto Alegre o Movimento “Eu Sou Catador”. Por meio de 15 pontos de coleta (13 escolas mais o Acampamento Farroupilha e a Foz do Dilúvio) a população vai poder coletar o lixo e entregar nos locais, evitando o descarte incorreto do material que posteriormente terá seu destino correto pelo Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU).

A comunidade presente também pode conferir a Casa do Dilúvio – montada a partir de materiais encontrados pelo Departamento de Esgotos Pluviais (DEP) dentro do Arroio, receber orientações da Equipe do Esgoto Certo do Dmae e realizar atividades de educação ambiental com a Secretaria de Meio Ambiente (Smam). Simultaneamente foram realizadas pela EPTC, na sinaleira da Borges de Medeiros com a Ipiranga a esquete teatral Morte e Vida.

Neste domingo, na lona montada próximo a Foz do Dilúvio, onde serão arrecadadas as coletas da Campanha Eu Sou Catador, haverá, às 11h, apresentação do teatro de bonecos do Dmae.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Meio Ambiente

Tags:

10 respostas

  1. O DMAE é um dos unicos departamentos que, por ter uma certa independencia financeira, consegue investir na melhoria dos serviços há décadas.

    Curtir

  2. Parabéns ao prefeito!!! Parabéns ao DMAE!!! São obras assim que pouco aparecem e pouco dá em voto que fazem a diferença na qualidade de vida de uma cidade!!!

    Curtir

  3. Isso sim que é projeto! Parabéns!

    Quando reclamam que não tem dinheiro para a saúde, pensem que os mesmos pássaros possam na tua varanda são os que possam no meio do esgoto do diluvio. A mesma água que vc lava as mãos é a que vem do Guaiba que é um grande esgoto.

    O tratamento de esgoto causa redução na diarréia das crianças (não só crianças pobres), redução de problemas de pele e cabelo, pois não precisa de tantos produtos químicos para limpar a água, entre muitos outras doenças.

    Curtir

  4. Pena que cortam o asfalto e devolvem com um retalho ridículo, como fizeram na Oscar Pereira.

    Curtir

  5. Do que adianta esse investimento com toda aquela favela no começo do arroio?
    Pode tratar o esgoto que bem entender, eles vão continuar jogando lixo, assim como jogam em todo o traçado do arroio.

    O povo é porco, não adianta muito, ao menos vão tentar.

    Nosso povo não vai pra frente enquanto os politicos ficarem nesse nhenhenhe defendendo os pobres coitados, achando que uma pessoa pode até matar, que a justificativa foi o passado sem educação e bla bla bla… ou o medo de perder votos e biriri…

    No dia que começarem a multar, ai sim…

    Curtir

    • Disse tudo.

      Curtir

    • você sabe o que é essa análise com cortante que fala no texto? Funciona assim: colocá-se cortante no vaso sanitário de casas e apartamentos e verifica-se quanto tempo demora para esse cortante aparecer no esgoto.

      O que se descobriu é que em PoA há casas e apartamentos de altíssimo padrão jogando esgoto cloacal (m.r.da e m1j0) diretamente na rede fluvial (da água da chuva).

      Pobre tem culpa? Provavelmente, mas tem mais culpa aquele que faz ligação clandestina por simples ganância.

      Curtir

      • Eu disse que todo mundo tem culpa… ou tu acha que vai mudar algo resolver isso, e o pessoal da vila la no começo do diluvio tocando lixo direto no arroio?

        E quem garante que os moradores desses apartamentos ou casas de luxo sabem que o esgoto vai direto pra la? Dependendo o culpado é a construtora que fez isso.

        E como eu disse, as pessoas que jogam lixo direto no arroio, ja vi muita gente jogar animais mortos la.

        Curtir

        • O pessoal mete o pau nos pobres (que não têm condições para mudar sua situação sanitária) e aliviam os ricos (que têm educação e consciência de saber o que fazem)!

          Curtir

    • Cara, a despoluição se faz em passos. Adianta que vão ser tiradas toneladas de esgoto do dilúvio. O próximo passo é educação das pessoas e fiscalização das construtoras.

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: