Coerência nos detalhes – 2

Nas minhas andanças pelo centro, me deparei:

1.Com restos de caliça decorando primorosamente os canteiros das árvores sob um dos cartões postais da cidade, o viaduto da Borges. São restos das pedras que a prefeitura estava recolocando nos buracos das calçadas. (!)

2.Uma parede cercando a Praça da Alfândega.  As barracas dos artesãos fizeram um paredão que tapa a visão da praça da Alfândega restaurada e atrapalha o fluxo. Eles ficarão aí mesmo ou essa é uma situação provisória?

3.Um dos postes mais originais do mundo na principal rua da cidade! Sim, metade antigo, metade novo, sem luz, não é o máximo? Temos pouquíssimo postes de luz na Andradas, e os poucos de época não podem estar deste jeito em hipótese nenhuma.



Categorias:Arquitetura | Urbanismo

Tags:

19 respostas

  1. Marcelo parabéns pelo registro de tais “detalhes”, acho louvável no sentido de contribuir para as pessoas despertarem, sentirem vergonha e exigirem que os funcionários e autoridades locais assumam suas responsabilidades perante a cidade e a comunidade.

    Curtir

  2. Os detalhes é que são o diferencial em uma cidade.
    E a população é muito preguiçosa. Espera que o poder público faça tudo. Não é assim que deve ser. Sabemos que o poder público é incompetente e temos que fazer a nossa parte.

    Curtir

  3. O problema das barracas não é só na Alfândega.Na Oswaldo Aranha esquina com Felipe Camarão várias delas estão ocupando a calçada que já é curta,atrapalhando o trânsito de pedestres e enfeiando a região.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: