UPA Zona Norte e Hospital Independência abrem este mês

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Zona Norte, localizada na Praça Ernest Ludwig Herman, junto ao Terminal Triângulo da avenida Assis Brasil, será inaugurada no próximo dia 28 de setembro. Esta é uma das quatro novas unidades planejadas para expandir a oferta de serviços de urgência e emergência e desafogar as emergências dos hospitais.

A obra é resultado de parceria entre a Prefeitura de Porto Alegre, os governos federal e estadual e o Grupo Hospitalar Conceição (GHC). Em agosto, logo depois de o Estado ter entregue o prédio (construído com recursos repassados pelo governo federal), a prefeitura iniciou a instalação dos equipamentos e do mobiliário. Ao GHC, caberá a gestão de recursos humanos para o atendimento aos usuários. Seis médicos deverão atuar na unidade.

Cada uma das quatro novas UPAs planejadas para Porto Alegre terá o mínimo de 1,5 mil metros quadrados e poderá atender de 300 a 400 casos de média complexidade por dia, contando com 13 a 20 leitos. Para as obras de cada unidade, é previsto o repasse de R$ 3,5 milhões do governo federal. Em equipamentos e mobiliário, a estimativa de investimento é de R$ 1,5 milhão em cada uma, com recursos da prefeitura, que ficará responsável também pelo suprimento de materiais permanentes. Na UPA Zona Norte, além dos R$ 3,5 milhões do governo federal para construção do prédio, foi aplicado mais R$ 1 milhão, custeado pelo Estado, para obras adicionais.

As próximas Unidades de Pronto Atendimento serão a Partenon-Azenha e a Navegantes-Farrapos. Depois dessas duas, será construída uma UPA também na zona Sul. A UPA Partenon-Azenha ficará em terreno cedido pelo governo federal, próximo ao Hospital Ernesto Dornelles. O processo jurídico para oficializar a transferência de posse está em andamento. Para construção da UPA Navegantes-Farrapos, está tramitando o processo de desapropriação de área. Os projetos arquitetônicos de ambas estão concluídos. A partir das obras, serão elaborados projetos complementares.

Hospital Independência reabre com 100 leitos para o SUS

A partir deste mês, a população de Porto Alegre contará com mais uma opção de atendimento especializado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) entrega no próximo dia 28 o Hospital Independência, que foi totalmente remodelado para prestar assistência em traumatologia e ortopedia, com cem novos leitos totalmente regulados pelo SUS, além da oferta de exames e de atendimento laboratorial.

Por se tratar de um hospital 100% regulado, a instituição não terá busca espontânea de pacientes. Todos eles serão encaminhados pela Gerência de Regulação de Serviços em Saúde para consultas especializadas em ortopedia, exames e cirurgias, o que é importante também para diminuir o número de pacientes no Hospital de Pronto Socorro (HPS).

As reformas do hospital, localizado na avenida Antônio de Carvalho, 450, bairro Jardim Carvalho, estão sendo concluídas, e profissionais técnicos e diretores estão sendo contratados. A equipe médica deverá contar com 34 especialistas de diferentes áreas, além de profissionais de UTI, totalizando mais de 400 funcionários. A obra, realizada em oito meses, resolveu problemas estruturais do prédio de 7 mil metros quadrados em três pavimentos (que em muitos locais estava totalmente comprometido), respeitando as normas técnicas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“A recuperação incluiu etapas como renovação de 80% da tubulação de gás, recuperação do telhado e da sustentação do prédio, renovação completa das redes de energia e água, adaptação dos espaços para acessibilidade e a criação de um novo sistema de circulação de ar”, explica o engenheiro responsável pela obra, Rui Barbosa da Silva.

Leitos – A reabertura do hospital foi viabilizada por um processo realizado com a participação do município, do Estado e do governo federal. A administradora é a Sociedade Sulina Divina Providência, vencedora de chamamento público. Fechado em abril de 2009, o Independência contará agora com 90 leitos para internação e dez unidades de UTI. Um projeto de ampliação já está em negociação com o Ministério da Saúde para abrir outros 200 leitos até 2014, somando 300 vagas destinadas exclusivamente ao SUS.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Saúde

Tags:, , ,

6 respostas

  1. Parte boa dessa proposta é que o município assumiu parte da responsabilidade pela saúde, não colocando toda a culpa sobre o SUS.

    Curtir

    • Como assim? POA gasta uma fatia enorme do orçamento com a saúde!

      Curtir

      • Gastar gasta, nossos políticos são especialistas em gastar o máximo fazendo o mínimo. O que eu coloquei é que geralmente o município joga toda a culta no SUS e no repasse de verba.

        Pensando bem, nas pesquisas, discursos e notícias sobre pessoas morrendo na fila mostram a pressão sobre o município.

        Curtir

        • Tem certeza que você acompanha mesmo a prefeitura? Sempre vi assumindo os problemas com a saúde e investindo na área uma grande parte do orçamento

          Curtir

  2. Devíamos ter eleições anuais mesmo…

    Curtir

  3. Inaugaurar UPA 1 semana antes da eleição ? Preocupação com a saúde da população ?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: